This page is part of © GIRAFAMANIA website / Esta página é parte do sítio GIRAFAMANIA

GIRAFAS EM VIDROS

Nesta página você vai encontrar diversos objetos da coleção Girafamania confeccionados em vidro, de vários lugares como da ilha de Murano (ao lado de Veneza, na Itália), por exemplo, de miçangas de vidro, vitral...

Vidro é uma substância sólida, transparente e quebradiça, que se obtém pela fusão e consequente solidificação de uma mistura de quartzo, carbonato de cálcio e carbonato de sódio. Nota: O vidro soprado faz do produto ficar transparente, em vez de opaco.

Atualmente, o vidro é considerado 100% reciclável e não poluente, por isso um material nobre. O vidro pode ser totalmente reaproveitado no ciclo produtivo, sem nenhuma perda de material. A produção a partir do próprio vidro consome menor quantidade de energia que os demais materiais, contribuindo ainda mais para a preservação do meio ambiente. O vidro pode ser reciclado inúmeras vezes, pois é feito de minerais como, areia, barrilha, calcário e feldspato.

Último “censo”: 56 peças (08/2007) em vidro e 14 objetos de Murano...

Outras páginas relacionadas com peças em vidro:
Girafa Avon...


História do Vidro

A origem e a data da descoberta do vidro são desconhecidas... Entretanto, é provável que os Fenícios tenham sido os primeiros a fabricar o vidro, posteriormente, levando esse conhecimento aos egípcios. Sabe-se que a indústria do vidro espalhou-se entre os séculos II e IV pela Europa.

Desde a Idade Média, o vidro de Veneza tornou-se conhecido e, nos séculos XV e XVI, sua fabricação atingiu grande perfeição em ornamentação e técnica. Em geral, era modelado em grande variedade de formas, tais como flores, asas, folhas, sendo às vezes de vários coloridos e mesmo dourado. Durante o período Barroco, o vidro era muito ornamental e decorativo. O vidro veneziano (muito fino, sendo por isso, raramente lapidado) espalhou-se por toda a Europa, e sua técnica e ornamentação foi muito copiada.

No século XVIII, o cristal da Boêmia suplantou o vidro veneziano. A produção alemã principal foi no Reno, mas outras cidades, Hesse e Bavária, também o fabricaram. O vidro alemão era mais pesado e grosso. Aos alemães deve-se o processo de lapidação do vidro por meio de diamante. O vidro lapidado obteve efeito muito rico e foi muito usado em estilo barroco, rococó, ou neoclássico, segundo a tendência da época.

O vidro irlandês é em geral conhecido como Waterford, por ter sido aí fabricado com muita perfeição; mas também em Belfast, Dublin e Cork, fabricava-se vidro lapidado com estrelas, guirlandas, abacaxis, contas etc. No entanto, era quase sempre, liso e branco, vendo-se poucas peças em cor. O vidro Waterford, era usado para castiçais, candelabros, lustres.

Na Inglaterra, já no século IV, usava-se vidro e, no século X, o vidro pintado foi muito usado em igrejas. No século XVI, a rainha Elizabeth possuía muitos objetos de vidro veneziano. Em Nailsea fabricava-se vidro imitando o vidro veneziano. Em Bristol foi fabricado vidro, famoso por sua cor azul forte.

No século XVII, os copos das tabernas inglesas eram muito interessantes, decorados com desenhos humorísticos ou pinturas do mesmo gênero. No século XIX, o vidro inglês era em geral simples, mas a sua fabricação no século XX, já pela diversidade de tipos e pela sua múltipla aplicação, foi considerada uma verdadeira ciência, produzindo o vidro neutro, o vidro inquebrável etc.

O vidro holandês, dos séculos XVI e XVII, sofreu influência veneziana, alemã e depois inglesa. No século XIX, foram produzidos objetos domésticos úteis e bonitos. Na Suécia o vidro produzido desde o século XIX, nas fábricas de Orreford, para uso diário, era perfeito e artístico. Também a produção moderna da Noruega e Dinamarca foi bastante importante na história do vidro.

O vidro francês do século XVI, produzido em Nevers, era muito decorativo, fabricavam, principalmente, vidro plano para espelhos e vidraça. Nos séculos XIX e XX, a produção francesa atingiu grande desenvolvimento.

Na América do Norte o vidro foi feito pela primeira vez no século XVII, mas somente no século XVIII peças ornamentais foram fabricadas em New Jersey. O vidro americano feito pelo alemão Stiegel, em imitação ao inglês, em branco opaco, verde esmeralda e azul safira, era muito decorativo, principalmente quando Stiegel usava motivos camponeses alemães na decoração.

Também o vidro produzido em grande quantidade em Sandwich, Massachusetts, no século XIX, em geral grosso, em fôrma de galinhas, patos, gatos e cachorros, e eram considerados ornamentais. A indústria do vidro desenvolveu-se enormemente nos últimos anos no século XIX, inventando-se novas formas, tipos e cores.

Em princípio do século XX, um francês, Lalique, produziu um tipo de vidro de várias camadas sobrepostas e de cores diferentes que lapidado ou corroído com ácido, resultando em um lindo efeito artístico, mostrando superfícies alternadamente polidas e foscas.

O vidro na Alemanha, Suécia, América do Norte e Inglaterra atingiu extraordinária perfeição técnica, sendo um dos produtos mais usados modernamente em habitações. O vidro em tijolos, ou longas folhas é usado para paredes, para isolamento de calor ou frio. Na guerra, usavam-se canos de vidro fortíssimos e resistentes para substituir os canos de metal. A variedade de cores, qualidade e feitio é infinita, sendo o vidro um produto indispensável para a arquitetura e decoração moderna.

Fontes:
Arte e Decoração de Interiores e Alayde Parisot Macarenhas (www.antiguidades.com.br)
Cyberglass Ind. e Com. de Vidros Ltda. (www.cyberglass.com.br), Avenida Henry Ford, 1268 – Parque da Moóca, São Paulo. Nota: Página Composição do Vidro.
volta ao topo


Lado esquerdo, peça estilizada em vidro transparente... No centro, peças de Murano na cor âmbar... (a segunda, foto recebida de Rodrigo) Lado direito, peças de Murano...

Peças decorativas em vidro artístico de Murano, cor vermelho alaranjado ou laranjado, Made in Itália, século XX, com 7 e 8 cm de comprimento, adquiridas em Bruxelas, na Bélgica (08/03). Na coleção há outra peça similar que mede 12 centímetros, mas é de cor azul cobalto com pintas brancas, também adquirida em Bruxelas (as fotos mostram os dois lados da peça).

Do lado esquerdo da tela, girafa tailandêsa com 16 centímetros de altura, adquirida em 10/07; existem girafas em pé de tamanhos diferentes, tanto menor como maior (uma delas com 18 cm de altura), ainda uma com o pescoço para baixo (Ricardo)... Do lado direito da tela, girafa sentada em vidro de Murano, a qual não tenho...

Lado esquerdo e centro, peças em vidro artístico de Murano, na cor âmbar com branco, adquiridas na Federação Russa (08/04). Lado direito, peça em vidro artístico de Murano, na cor pêssego claro com branco leitoso e detalhes em preto, adquirida em Wisbaden, Alemanha (08/97).

volta ao topo

Abaixo, copo, vaso, jarra e bloco de vidro decorados...

volta ao topo

The legendary glassworks of King Rama IV have continued for a century and a half since his reign in 1851 to 1868. These designs, though more contemporary, continue the time honored tradition of handworking glass and dipping in 22K gold. These pieces were initially presented to the King and some very elaborate designs remain in the palace in Bangkok today. This beautiful giraffe design in glass is an intricate offering from the King Rama Glassworks na Tailândia. Utilizing the lampworker process, the craftsman has not only created a detailed creation of the giraffe, but has given it life as well. The crowning touch is the 22K gold trim, reminiscent of the days of presentation to the King. Glassmaking of an intricate quality is fast becoming a dying art, but these artisans are carrying the process into the next generation.

Do lado esquerdo da tela, peça em vidro colorido amarelado, com 24 centímetros de altura × 14 centímetros de largura... Nota: Na coleção há uma girafa similar (lascada), adquirida na loja Cristais Cisne – Rodovia SC 414, número 12, Piçarras – Santa Catarina (SC). Tel: (47) 345-1008....

Do lado direito, Royal Krona Sweden vidro artístico vintage dos anos 70... na parte da frente a peça tem decoração em alto relevo, alusiva às manchas da pelagem das girafas, mas atrás o vidro é reto, sem relevo. Medidas da girafa menor: 17 cm de altura × 7 cm de comprimento × 3 cm de profundidade (espessura). Nota: Há uma peça maior, cujas medidas respectivamente são: 23 cm × 13 cm × 5 cm.

volta ao topo

Coleção de girafas em vidro africano “African Animals”, da Ngwenya Glass (www.ngwenyaglass.co.sz) – Motshane, Suazilândia. Peças adquiridas na África do Sul (12/98).

Outras peças além das girafas “Giraffe” acima [07-A, 07-E, 07-B, 07-D e 07-C], que faltam na coleção: Giraffe (Designer Animals) [07-A-Q] e Giraffe Napkin Ring [07-NR-D].

volta ao topo

Tecnologia à Laser é usada para realizar imagens dentro de peças de vidro... O bloco de vidro (lado esquerdo da tela) mede 55 × 25 × 40 mm.

Tenho outros cubos na coleção similares a este: cubo com girafa à laser (adquirido em São Paulo) e cubo com girafa à laser, peça adquirida em Budapeste, Hungria (08/06).

Lado direito, em 12/02/04, recebi o e-mail: Eu sou Kelly P. Lopez, 23 anos, paulista, trabalho em uma agência de publicidade. Atualmente vivo em Uberlândia/MG. Meu esposo é o Wally, 31 anos, americano. Ele viu você na TV e comentou comigo, achei muito interessante e resolvi entrar em contato com a produção do Late Show para poder contatar você. O Wally trouxe essa família de girafas de USA, ele comprou no Zoo de Miami (ele é de lá). Elas adornam nossa mesa de sala. É o papai, a mamãe e o bebê. São em cristal, todas transparentes. Quando o Wally viu a sua reportagem, na hora ele pensou que você gostaria de recebê-las, e exatamente por isso tratei de entrar em contato contigo... PrismaCom, Belo Horizonte – Minas Gerais. Res. (34) 3217-2401, com. (34) 3219-5502, cel. (34) 9119-7682, (kellyplopez@uol.com.br).

volta ao topo

Girafas de vidro russo ou tai feitas por um artesão de Governador Valadares (MG), exclusivas e artesanais em diversas cores: colorida, roxo, verde-água e verde-escuro (Ricardo)...

Para se fazer estas girafas o material utilizado foi um bloco de vidro (foto abaixo). No processo artesanal, primeiramente, é usada uma serra diamantada para dar forma a escultura. Depois a peça é lixada, onde são retiradas as partes foscas. Por ultimo é polida em uma roda de madeira, ainda em uma roda de couro para dar brilho. Alguns artesãos usam verniz, mas é preferível o polimento completo, pois resulta num melhor acabamento. São utilizados também materiais semelhantes aos odontológicos, como pequenos discos, brocas, etc.

Na foto do lado esquerdo da tela, bloco de vidro cor-de-rosa de fabricação russa para decoração ou fabricação de artesanato (Medidas: 10 × 10 centímetros, Espessura: 3 centímetros). Na foto central: serra diamantada (Sintsaw 233 × 199) e, na foto à direita, rebolo ou roda de forma (Wheel 192 × 193).

volta ao topo

Verrie D’Art – La Bella Epoque Collection of Verrie D’Art Art Glass from France offers the finest work of 2 master glassblowers of France. This assortment includes vases, bowls, and perfume bottles all artist signed.

Girafa em vidro marrom, de Goiás. Presente de Nadir Matilde Vendrame Bornia, São Paulo (SP).

Girafa de vidro transparente com pequenas pinturas na cor azul e amarela, com 5,5 centímetros de altura. Peça adquirida na loja “Pays de Poche (país de bolso) – Artisans d’Art”, Paris – França (08/2000).

– Girafa estilizada, em vidro transparente, com 13 centímetros de altura; presente de Seme.
– Girafa estilizada, em vidro transparente, com 14 centímetros de altura; aquisição pessoal.
– Girafa estilizada, em vidro transparente, com 19 centímetros de altura; presente de Sarita (01/2001).
– Girafa estilizada, em vidro transparente, com 22 centímetros de altura; presente de Dona Maria Angélica Sant’Ana (06/02).
– Girafa estilizada, em vidro transparente, com 20 centímetros de altura; presente Eliane Coda (31/01/2010).

Girafa de bolinhas de gude de vidro transparente com 12 centímetros de altura. Presente de Walkyria Ines de Castro.

Taça com girafa de metal na base, Made in Kenya, adquirido em Nairóbi (08/02).
Copinho de aperitivo com duas girafas pintadas: “Jambo”, Made in Kenya, adquirido em Nairóbi (08/02).

Girafa miniescultura em vidro by Haivort, Arte em Vidro miniaturas... (011) 294-7074... em Embu das Artes (SP).

Girafas em vidro de Murano, uma quase de cor cristal e pintas pretas com 1 centímetro de altura, a outra de cor amarela com 3,8 centímetros de altura, adquiridas em “Lorenzo Venuti”, Piazza San Marco 231, Veneza – Itália (08/07).
Duas girafas em vidro de Murano (9 e 14 centímetros de altura), feitas na própria ilha de Murano pelo artista veneziano Paolo Oseladore, adquiridas em Veneza – Itália (08/2007).
Girafa em vidro de Murano, com 14 centímetros de altura, adquirida em “Markus S.R.L.”, Piazza San Marco 81, Veneza – Itália (08/07).
Girafa em vidro de Murano, com 18 centímetros de altura, adquirida em “L'Albero Capovolto”, Via della Condotta 44, Firenze – Itália (08/07).
Duas girafas em vidro de Murano, com corpos redondos e círculos morrom, adquiridas “La Bottega – Vetri di Murano”, Veneza – Itália (08/07).

Vidro e Espelho

Duas girafas em vidro com espelhos na base e fundo, peça adquirida em Saint George, na Guiana Francesa (12/01).
Duas girafas de vidro com líquido laranja dentro, ambas em pé coladas em uma base de espelho. Peça adquirida na cidade de Fátima – Portugal (12/05).

Duas girafas em vidro de perfume, Made in India; ambas adquiridas no Grande Bazar de Instambul – Turquia, em agosto de 2009.

Entrada principal !
Última atualização: 16/11/2013.
volta ao topo

PORCELANAS LISTA DE MATERIAIS
PLÁSTICOS