This page is part of © GIRAFAMANIA website / Esta página é parte do sítio GIRAFAMANIA

GIRAFAS EM PRODUTOS TÊXTEIS

A arte da fiação e tecelagem chegou à Europa vinda da China e da Índia, onde já era praticada bem antes de Cristo... Com a arte da tecelagem (trabalho ou indústria de tecelão) começou a se desenvolver também a tinturaria...

TECELAGEM – fios e vestuário (blusa, camiseta, colete, jaqueta), crochê (bordados), gravatas (fios de seda), linha, meia, pelúcia, tapeçaria, tecido...

Na coleção Girafamania há um tecido pintado imitando a pele da girafa, no tamanho 3 × 5 metros, adquirido na Cidade do Cabo – África do Sul, em 12/1998.

Pachtwork – Pacht (peça sobreposta) + work (trabalho): trabalho com retalhos. Surgiu para a reciclagem de tecidos, geralmente na confecção de colcha de retalhos. Hoje, o pachtwork é também usado em outros materias, como um mix de ladrilhos ou cerâmicas, por exemplo.

Fibras Têxteis:

I – Fibras Químicas
1. Fibras Artificiais (acetato, viscose)
2. Fibras Sintéticas (elastano, lycra, nylon, poliacrílico, poliamida, poliéster, polipropileno)

II – Fibras Naturais
1. Animais
a. pelos finos (angorá, cashemira, coelho, lã de ovelha, mohair)
b. pelos grossos (cabra)
c. secreção (seda: seda cultivada e seda silvestre)
2. Minerais (amianto / asbesto – com ele se fabricam fios para a confecção de tecidos incombustíveis: crisotila, crocidolita)
3. Vegetais
a. caule (cânhamo, juta, linho, malva, rami)
b. folhas (caroá, palma, sisal, tucum)
c. frutos e sementes (algodão, coco)

Links de interesse:
ABRAFAS – Associação Brasileira de Produtores de Fibras Artificiais e Sintéticas (www.abrafas.org.br).
Casa Pinto (www.casapinto.com.br), empresa que mantém sua matriz tradicional no coração do Rio de Janeiro (Rua Buenos Aires, 224), tem disponível na internet a página “Glossário” (www.casapinto.com.br/glossario.asp), que traz um glossário sobre moda e têxtil, com muitas curiosidades. Vale a pena conferir!
Fibra (www.fibra.com.br), cujo sítio traz a tabela “Características das Principais Matérias Têxteis”.


ALMOFADA

– Almofada de pelúcia, com um enfeite de madeira e tecido adornando o pacote. Presente da família De Caprio: Roseli dos Santos, Luigi e Daniella De Caprio (3037-4127), repórter da revista AnaMaria (revistaanamaria.com.br), em 28/06/04 – São Paulo/SP.

– Almofada-girafinha (mais fofinha e querida almofada... linda, uma graça!) “circulada” entre Brasília e São Paulo. Postada em caixa (peso 479g), por ecomenda econômica, com carimbo da agência Brasília Shopping em 08/02/07 e chegada em 14/02/07. Presente da amiga de longa caminhada, Denize.

– Segundo Dezinho, girafa/travesseiro recebida em 01/11/07, “circulada” entre Carpina (PE) e São Paulo (SP).

– Travesseiro de viagem, tipo bebê, “O presente dos seus sonhos!”, confeccionado pela artista plástica Cristiane Sabrina Suguiura (csabrinas@gmail.com), com pintura de girafinha e a frase “My friend Sérgio, 02.08.08”, recebido em 15/08/08, de Rita de Cássia Sousa Portela. Junto um mini cartão-postal “Sempre Amigos” da Agência de Ideias (www.agenciadeideias.com.br).

Abaixo, foto de outras duas almofadas: do lado esquerdo da tela, almofada girafa, a outra, almofada com motivo africano, ambas medem 50 × 50 cm.

– Par de almofadas de capas com zíper, enviadas em pacote gigante através de PAC recebido em 04/08/11, junto ao bilhete: “Olá Aniversariante! Sérgio, Pandinha e seu querido Piekarski mandam parabéns! Almofadas exclusivas da “Decordora Lídia”, Felicidades! Dia 02/08/11. Haverá Festa!”. Relato: A amiga Lídia (“rica vendedora de púrpura”) costura desde menina. Iniciou aos seis anos de idade com uma máquina importada da Suécia (Huksvarna). Sua querida mãe foi a professora. As primeiras peças confeccionadas foram vestidos para a boneca Loira. Em 1960, nasceu seu irmão caçula, fato que a levou a costurar para o bebê... Logo o cenário muda e passa a reformar roupas de sua tia Ágatha, transformando-as para uso próprio e de sua irmã. Nesta época a máquina era uma Singer com pedaleira. Depois que se casou teve a sua primeira máquina de costura da marca Vigoreli. Atualmente possui a Singer bobina mágica que também borda. Durante muitos anos Lídia procurou um tecido com estampa de girafa. O achado ocorreu no final de julho, na loja Lys (República Argentina – Portão), onde comprou os últimos metros que haviam. Com eles custurou em três horas as minhas almofadas e também fez outras almofadas para a sua casa. O tecido é misto de algodão e poliéster (com secagem rápida, não precisa nem passar), da Raner Indústria Têxtil Ltda. (Santa Bárbara D’Oeste – SP), com largura de 2,20 m e design em cores firmes que emitam a pele da girafa e trazem uma imagem repetida de girafa que lembra a minha tatuagem... A estampa foi edição limitada com o tema: África. Linha: cama e decoração. Nota: No dia de meu aniversário almoçamos juntos no Viena do Shopping Palladium (www.palladiumcuritiba.com.br), em Curitiba, quando também ganhei uma garrafa de vinho tinto de mesa, fino meio seco, Viña Maipo, Carmenere 2008, vale central do Chile.

volta ao topo

Em caixa postada no dia 18/02/08, Sedex, com carimbo da Agência Emilia Marengo, ganhei de Solange Juliotti um adorável bilhete, a devolução do envelope circulado com o selo GIRAFA da série “Zoológicos do Brasil”e uma linda girafa artesanal, tipo boneca de pano (Patchwork), vestida com roupa de menino (camisa chadrez, macacão curto e lenço no pescoço), uma graça! Como recebi endereçada à caixa postal, abri a caixa na agência central e foi a maior festa... As meninas pegaram a girafa e a Cleide a “batizou” de “Tonico”... Na foto abaixo (lado esquerdo da tela), o casal que aparece sentado na escada é de Rita...

Do lado direito da tela, duas girafas em tecido de uma linha infantil de uma empresa de decoração francesa... R$ 120,00 cada. Foto by Arnaldo em 24/11/10...

volta ao topo

TAPEÇARIA

Tapisserie flamande d’après Jan Vermeyen, vers 1550. Galleria dell’Academia, Florence / Tapeçaria flamenga conforme Vermeyen de 1550... Jan Cornelisz Vermeyen (1500-1559), nasceu em Beverwijk e morreu em Bruxelas, foi um pintor e tapeceiro holandês da Renascença. (Histoire de la tapisserie, p. 98).

Livro: Histoire de la tapisserie en Europe du Moyen âge à nos jours, Paris (Flammarion) 1995. Pascal-François Bertrand (P.-F. Bertrand), Fabienne Joubert e Amaury Lefébure. 384 pages, 175 colour illustrations and approx. 300 black-and-white illustrations. Date de parution: 01/12/95. Editeur: Flammarion. ISBN: 2-08-010969-3. Présentation: Relié.

Adam nommant les animaux, tapisserie flamande de la série La Création de l’homme et le Péché originel... Adão nomeando os animais, tapeçaria flamenga da série A Criação do Homem e Pecado Original. Nesta tapeçaria da metade do século XVI, o unicórnio é o único animal imaginário. É ele que leva o desfile dos grandes quadrúpedes, as “bestas”. O leão aparece em segundo lugar, seguido de outros animais orientais, leopardo, elefante, girafa, camelo...

Tapetes Orientais

A sua origem é dos povos nômades que teciam tapetes para se protegerem do frio enquanto viajavam de uma região para a outra, a procura de pasto fértil para o seu rebanho. Considerações de Manufaturamento: Confecção da matéria-prima; Tingimento da lã; Lavagem e secagem da lã ao sol. Classificação de Tempo dos Tapetes: Antigo (acima de 60 anos), Usado (entre 01 e 10 anos) e Novo (até 5 anos).

Atualmente, existem mais de 3.000 tipos de tapetes, produzidos em cerca de 30 países. Os seus nomes são originários de regiões e de tribos onde os tapetes são elaborados. As regiões principais são: Irã (antiga Pérsia), Turquestão (Cazaquistão, Quirguistão, Tadjiquistão, Turcomenistão e Uzbequistão), Afeganistão, Índia e China. As matérias-primas usadas são: lã, algodão, seda e anilinas. Os teares usados são o horizontal e o vertical. Os nós são o turco ou Gjorde e o persa ou sina.

Alguns nomes de tapetes orientais, das principais cidades produtoras de tapetes persas (Irã): Abadeh, Afshar, Ardabil (Ardebil – cerca de 600 km de Teerã), Bakhtiari, Balúchi (Baluch, Beluch), Bijar (Bidjar), Ferghan (Feraghan), Hamadã (Hamadan), Heris (Heriz ou Hariz – resistentes, podem durar por gerações), Isfahan, Joshaghan, Kashan (Kaschan), Kerman (Kirman), Lorestão (Lorestan), Mashhad, Meshkin (Meshkinshahr), NAIN*, Sarab, Saraband e Sarouk (ambos da província de Arak – sendo os tapetes de Sarouk de melhor qualidade), Senneh (Sanandaj), Qom (Q’um ou Ghom, Ghum – cerca de 150 km de Teerã), Tabriz, Teerã (Téhéran), Varamin, Shiraz (sudoeste do Irã, situada praticamente em cima da antiga Persépolis), Yalameh, Yazd. Fonte adaptada: (pt.wikipedia.org/wiki/Tapete_persa).

Outros:
Gabbeh (Gava) – Tribos nômades originárias do Irã, Turcomenistão e Afeganistão.
Kilim (Klim, Gelim) – Balcãs, Turquia, Paquistão.
Yomut – Tradicionalmente tecido à mão, Yomut ou Yomud é uma das principais tribos do Turcomenistão.

*O tapete de Nain mostrado na imagem abaixo é um tipo de tapete persa [meu sonho de consumo]... Os fios são geralmente de lã de alta qualidade, cortados curtos e a seda é mais usada para destacar os detalhes dos desenhos. Nain é uma pequena cidade na região central do Irã, muito próxima da famosa cidade de Isfahan. LAA significa camadas e refere-se ao número de linhas que dão forma a cada uma das franjas nas extremidades de um tapete Nain. O número de LAA é uma indicação de preço; quanto menor o número de LAA, maior o preço do tapete. Requintado, seu desenho representa o encontro do céu e a terra. São tecidos em lã sobre algodão, com o contorno do desenho em seda, para dar um efeito de luminosidade. Tradicionalmente produz duas cores básicas que são o marfim (representa a areia do deseto) e o azul (representa a cor do céu), podendo apresentar em algumas peças mais raras o vermelho e o verde... Flores significam as estrelas, cada uma tem um tamanho para representar a magnitude aparente das estrelas. E a seda encontrada nas flores simbolizam o brilho encontrado nelas...

Para identificar observe: Artesanais Industriais
Verso Desenho nítido Não tem nitidez no desenho
Franja Continuação do Urdume Aplicada posteriormente
Cordão Irregular Totalmente regular
Pontos Tamanhos Irregulares Mesmo tamanho
Cores Diferentes tonalidades Uniformidade
Matéria-Prima Produtos naturais Produtos sintéticos
Repetição Peça única Muitas peças iguais
Fontes: JBM Arte Cultural | www.antiguidades.com.br

No Marrocos, por exemplo, existem dois tipos de tapetes que se dividem em vários gêneros. Os rurais são os tapetes berberes do Médio Atlas (Azrou), Zaer (Oulmés), Chichauá (Marrakech) e os tapetes de Ait Uaurguite (Uarzazat). E os conhecidos como tapetes das cidades de Rabat, Meknés, Fés e Marrakech... Sua principal característica é a combinação de cores vibrantes com motivos estilizados e inspirados em símbolos antigos e imaginação. Seus tecidos ficaram famosos pela excelência de sua lã e por cores produzidas de tintas naturais. Cores: azul claro, vermelho, verde natural, laranja (extraído da hena), amarelo (de uma planta local) e o preto (do cabelo das cabras da região)...

Abaixo (lado esquerdo da tela), foto de Giraffen Museum (IMG00052), Gobelinbild... Do lado direito, selo postal de Botsuana.

Tapetes e pantufas da colecionadora de girafas Paula.

Em setembro de 2011, quando Lídia visitou sua sogra na cidade de Campinas (SP), uma girafa ajudou-lhe a enxugar a louça... Então não deu outra: ela me enviou esta foto de uma girafa pintada sobre um pano de prato. Nota: Nessa viagem Lídia aproveitou e visitou a Holambra, ornada em cores e aromas, na Expoflora 2011.

Do lado esquerdo da tela: “Amigo Sérgio, ganhei este belíssimo tapete da marca Kapazi de presente da minha família para fazer os meus alongamentos. Porém, a riqueza artística foi para a galeria de artes da escadaria. Imponente! Acho que agora já sou colecionadora de girafas. Vivas para os meus 60 anos. A elegênca das girafas será referência em meu viver! Com carinho da amiga Lídia, 28/02/2012.”

Tapete brasileiro bouclê 3 mm Kapazi – Kapachos & Tapetes (www.kapazi.com.br), empresa fundada em 1977 pelo Sr. Kapazi, Curitiba – Paraná (PR). Linha: Elite Touch Kids (Giraffe). Linha infantil criada através de projetos artísticos especiais e cores vibrantes, desenvolvidos para decorar o ambiente com alegria, praticidade e muito bom gosto. O alto relevo causa um efeito tridimensional que estimula a criatividade e imaginação das crianças. Aplicação: Tapetes decorativos para quartos infantis. Tamanho: 1,50 m × 1,00 m. Superfície: 100% poliamida. Base prim.: 100% polipropileno. Base sec.: latex-antideslizante. Cores ilustrativas podendo haver variações de tonalidade. Instruções de lavagem: Lavar com água e sabão neutro. Não usar alvejante. Secar à sombra. Não lavar a seco. Adquirido na loja Casanova Mercês (www.casanovamerces.com.br).

volta ao topo

Cortinas, Tapetes e Toalhas...

As cortinas com sobreposições em tecidos naturais têm vantagem na diversidade de texturas e no bom caimento. Lembro-me do tempo em que as laterais das cortinas eram presas em acabamento capuchon; na casa de minha avó paterna tinha... Para calcular a quantidade de tecido necessária de uma cortina meça a largura e multiplique esse número por 3 para a cortina ganhar volume.

A cortina da sala de estar (2,71 m de largura × 2,49 m de altura) foi adquirida com a vendedora Leonor Gonçalves, da loja A Grottha. Toda branca e com a barra sobrando que arrasta 4 centímetros sobre o chão (2,53 m), assim a cortina fica mais elegante... O conjunto foi instalado em trilho suíço triplo que ficou escondido pelo cortineiro embutido no rebaixo de gesso. Quando a incidência do sol é grande, é conveniente ter o forro em tecido encorpado ou mais pesado como algodão, linho, sarja, jacquard (nome dado a padronagens complexas de entrelaçamento), linha pura, entre outros. Para o sol matinal de meu caso foi usado shantung branco [código: 9851], confeccionado com acabamento em pregas “macho” – cujo volume do tecido concentra-se na frente, proporcionando caimento reto e chique. Na parte da frente, onde são usados tecidos finos ou mais leves e transparentes como voile, chiffon, gaze de linho, seda, mousseline de seda, crepe, até cetim e tule, foi usada organza lisa branca [código: 6089], cujo organdi com acabamento franzido acompanha duas abraçadeiras do mesmo tecido com fechamento em velcro. Ambas as larguras (2,71 m) multiplicadas por três resultaram em 8,13 metros de cada tecido, portanto a cortina tem 16,26 metros em tecidos. Total: R$ 2.000,00 reais.

Notas: Shantung é um tecido com superfície rústica, originada pela diferença de espessura dos fios; uma espécie de seda rústica. Mais leve do que o cetim, originalmente foi produzido em seda na província de Chan-Tung, na China, de onde origina seu nome. Organza é um tecido enrijecido com a própria goma da seda, fina e transparente, em geral de fio poliamida, é mais encorpada que o organdi (tecido semelhante à musselina leve e transparente, só que com acabamento engomado, de toque encorpado). No mercado, existe a organza de filamento sintético, como o poliéster, que é endurecida por processo químico. Essa tela é encontrada também bordada (laise) ou estampada.

A cortina do quarto com abertura central foi confeccionada em tecido cinza com tema floral na cor cru [código: Egito 10], com 1,45 metros de altura e 1,62 metros de largura, cobre apenas o espaço da janela (1,20 m × 1,50 m), em pregas “macho”. O varão e acessórios são de metal com acabamento em aço escovado e ponteira tampão, cujas argolas estão menos aparente possível... Total: R$ 1.500,00 reais.

Nota: Não tive sorte com a empresa A Grottha (www.agrottha.com.br), de razão social Life House Decorações Ltda., Rua Coelho Lisboa, 667 – Tatuapé, pois as cortinas da sala de estar vieram 4 centímetros menor do que a altura da parede e sem os 4 centímetros sobrando que arrasta no chão; portanto faltaram 8 centímetros do que eu pedi... Além disso, foi tão mal feita a aplicação do papel de parede que se pode ver todas as emendas, além de dois pequenos rasgos e bolhas de ar que ficaram am alguns pontos... Péssimo serviço!

Tapetes no Tatuapé:
GrupoFort Decorações (gfpremium.com.br), Rua Antônio de Barros, 391.*
Importap Tapetes (importap.com.br), Rua Marechal Barbacena, 778.
Pérola dos Tapetes (perolatapetes.com.br), Rua Monte Serrat, 435.
Riviera Decorações (rivieradecoracoes.com.br), Rua Antônio de Barros, 425.
Tapeçaria Chic (chicrp.com.br), Rua Antônio de Barros, 400 – Shopping Plaza Chic (Loja 51) [Tapetes São Carlos, Mônaco].

Tapete brasileiro de chenile (Chenille) – cujo tecido pode ser feito de fio de lã, algodão, seda ou raiom, com fibras salientes ao redor. Fabricante: Kephalon – Tapetes Artesanais (kephalon.com.br) [fora do ar]; fábrica localizada na cidade de Campanha, em Minas Gerais (MG). Descrição: Artesanal feito em tear de madeira mineiro. Tecelagem agrupada em filamentos, possui boa aparência e é maleável. Composto de fibras 100% chenile. Medidas: 0,50 cm de largura × 0,70 cm de comprimento. Desenho: Mesclado. Cores: branco e preto. Adquirido na loja Home In Brasil, do Shopping Lar Center em 15/03/12. Nota: Adorei este tapete por vários motivos (macio, combinou com o banheiro, não aparece a sujeira), entretanto ele começou a desfiar nas bordas depois de alguns meses de uso...

Tapete indiano Algodão Chenille – Inspire... Tamanho: 50 × 80 cm. Composição: 95% Algodão, 5% Poliéster. Temperatura Máxima: 30ºC. Não usar alvejante à base de cloro. Não lavar a seco. Não passar. Não é permitida a secagem em tambor rotativo. Referência: SE-20440. Cor: Cru. Fabricado na Índia. Importador: Sertrading (BR) Ltda., Vitória – Espírito Santo (ES). Adquirido na Leroy Merlin Shopping Lar Center em 28/06/12.

2 Tapetes indianos: Tapete Algodão Orla, ambos 50 × 80 cm. Cores: Azul (0311863) e Vermelho (0311865). Composição: 100% Algodão. Fabricado na Índia. Temperatura Máxima: 40ºC. Não passar. Adquiridos na Etna (etna.com.br), loja Marginal Tietê, em 19/07/12, e um ano depois comprei mais 2 brancos mesclados (0311862).

Tapete Banho Krishna. Tamanho: 50 × 80 cm. Tapete de banheiro produzido em tecido 100% Algodão. Toque suave e agradável. Desenho geométrico. Lavar em temperatura máxima de 40°C. Não utilizar produtos à base de cloro. Não secar em secadora. Não passar à ferro. Referência: 0003594. Adquirido na Etna, loja Marginal Tietê, em 02/12/12.

Tapete belga – Referência: Veranda. Desenho: Audrey. Tamanho: 0,68 × 1,20 m. Cor: Bei-Black. Composição: 40% algodão, 23% acrílico e 37% poliéster. Lavagem e secagem natural. Não passar a ferro. Fabricado na Bélgica. Adquirido na loja Simpli Carpet Express (carpetexpress.com.br), do Shopping Lar Center em 17/03/12.

Notas: Prefira não utilizar tapete na sala de jantar... Mas a medida ideal para que as cadeiras da sala de jantar fiquem totalmente dentro do perímetro do tapete é de 50 cm para cada lado; portanto, como a mesa mede 1,50 × 1 m, logo o tapete deverá ter 2,50 × 2 metros... A mesa de jantar sobre um tapete em diagonal parece dançar pelo ambiente... Um tapete preto sobre o piso claro faz tudo flutuar... Tapete na sala de estar: Escolha cor escura (para contrastar com a mobília e piso), liso e sem pelo ou pelo raso... Quero apenas ressaltar a mesa de centro, portanto o tapete deverá estar 40 centímetros a mais de cada lado além do tampo... ou se for para a sala toda o ideal é que o tapete avance 30 cm para baixo do sofá... Poderia ser um tapete (zarabia ou sua forma berbere tazerbyt que significa “canteiro de flores”) marroquino berbere (que é mais rústico, único por ser feito à mão e com características de quem o fez), de cor fria (azul ou verde) com preto, talvez quadrado de 1,50 × 1,50 metros, ou retangular para avançar embaixo das cadeiras laterais, adquirido em uma área rural do Marrocos... padrões geométricos complexos aderem estritamente às ordens do Islam, que proíbe toda a representação da flora e fauna...

Toalhas

Toalha 1,20 m × 1,70 m (mesa tem 1 × 1,50 m) em tecido adamascado com mais algodão (código: 51163), Acquablock (código: 4886) e mable (código: 4909)... Também para os 6 guardanapos de 30 cm × 30 cm... Todas as toalhas têm acabamento em bordado inglês (6 metros cada)... Os 4 tipos de tecidos foram adquiridos com a vendedora Sheila da Tapeçaria São Miguel Ltda., Rua 25 de Março, 552 (esquina com o Parque D. Pedro II; telefone: 3228-3384) em 18/08/12. O tecido de jacquar para as cabeceiras da cama tem 80 cm × 1 metro (código: 51163)... Nota: Jogo americano.

2 rolos de bordado inglês branco: falta....... 1 rolo de bordado inglês bege: Referência: 2.128 Cor 2. Quantidade: 13,70 metros. Largura: 5,08 centímetros. Fabricado na Tailândia. Composição base: 80% poliéster e 20% algodão. Composição bordado: 100% poliéster. Importados por Trader Com. Imp. Exp. Ltda., São Paulo (SP).

Os assentos das quatro cadeiras da sala de jantar receberam revestimento de tecido Acquablock “piçarras” (código: 18271/3) – Tecidos Especiais Karsten (www.karsten.com.br), composto de 72% algodão e 28% poliéster, com predominância da cor azul (para compor com as outras duas cadeiras da mesma cor lisa), os quais foram reformados por Roberto da Tapeçaria Cantagalo, Rua Cantagalo, 1790 – Tatuapé (2097-9653) em 20/08/12.

Página Artes Plásticas

Entrada principal !
Última atualização: 20/06/2013.
volta ao topo

ARTES MUSICAIS LISTA DE MATERIAIS
BORDADOS