This page is part of © GIRAFAMANIA website / Esta página é parte do sítio GIRAFAMANIA

GIRAFAS EM PAPÉIS

O papel foi inventado pelos chineses que guardaram o segredo da fabricação por mais de 500 anos. Os árabes desvendaram o mistério... Os japoneses foram os primeiros a aperfeiçoarem a técnica de fabricação do papel. É confeccionado com uma pasta de matéria fibrosa de origem vegetal refinada e, quando necessário, branqueada, contendo cola e, às vezes, corantes.

Processo Kraft de obtenção de polpa para fabricação de papel – Para se transformar a madeira em polpa, que é a matéria prima do papel, é necessário separar a lignina, a celulose e a hemicelulose que constituem a madeira. Para isso se usam vários processos, sendo os principais os processos mecânicos e os químicos. Os processos mecânicos basicamente trituram a madeira, separando apenas a hemicelulose, e assim produzindo uma polpa de menor qualidade, de fibras curtas e amarelado. O principal processo químico é o kraft, que trata a madeira em cavacos com hidróxido de sódio e hidrossulfeto de sódio, que dissolve a lignina, liberando a celulose como polpa de papel de maior qualidade. O principal inconveniente deste processo é que o licor escuro, também conhecido como licor negro, que é produzido pela dissolução da lignina da madeira, deve ser tratado adequadamente devido a seu grande poder poluente, já que contém compostos de enxofre tóxicos e mal-cheirosos e grande carga orgânica... Fonte: (http://pt.wikipedia.org/wiki/Papel).

Existem diversos tipos de papel, cuja maioria pode variar em sua gramatura ou cor. Entre os muitos tipos de papel conhecidos citamos:
Papel ácido – Composto por fibras celulósicas e aditivos químicos que conferem características especiais e necessárias para dadas aplicações, como a colagem, por exemplo.
Papel alcalino –
Papel artesanal – Tipo de papel feito com fibras vegetais...
Papel autocopiativo – Tipo de papel especial, de alto valor agregado, que consiste basicamente de um papel convencional que recebe um tratamento superficial de agentes químicos especiais que quando entram em contato físico direto desenvolvem reação formadora de imagem. Principais aplicações: emissão de notas fiscais em várias vias, ou de cupons fiscais, extratos bancários etc.
Papel bíblia – Tipo de papel finíssimo, quase transparente, utilizado na impressão de livros com muitas páginas como a bíblia, dicionários e enciclopédias.
Papel-cartão, papel cartão ou cartolina – Tipo de papel passado por um processo de endurecimento, fabricado para diversas utilizações como elaboração de painéis de pintura, criação de avisos e desenvolvimento infantil em pré-escolas. Nota: Na coleção há uma peça-girafa oca feita em “Cartón Piedra”, com 37 centímetros de altura, cujo rabo é de palha crua trançada; artesanato pintado e criado na Argentina por Gachi Edelstein; peça adquirida na estação de San Isidro, no passeio do Trem de La Costa, Argentina (05/97).
Papel celofane –
Papel carbono ou papel químico – Tipo de papel dotado em um dos lados de uma camada de tinta ou pigmento transferível, geralmente por contato. Qualquer coisa que colida com o lado oposto deste papel faz a tinta transferir.
Papel crepon –
Papel cuchê (couchê ou “papier couché”, em francês) – Tipo de papel especial próprio para uso na industria gráfica. Pode ser chamado de papel revestido (coated paper), cuja superfície pode ser brilhante ou fosca. Consiste basicamente de um papel convencional, papel base (offset), que recebe sobre sua superfície uma ou mais camadas de revestimento de tintas a base de pigmentos inorgânicos (carbonato de cálcio, caulim, látex, entre outros aditivos), cuja finalidade é de tornar a sua superfície muito lisa, uniforme, conferindo ao papel melhor acabamento superficial e consequentemente melhor qualidade de impressão. É muito usado na impressão de folhetos, revistas, cartazes, livros de arte e outros impressos que exijam boa reprodução de retículas e traços.
Papel de arroz ou washi – Tipo de papel artesanal especificamente feito no Japão, utilizado na arquitetura japonesa para se fazer painéis divisórios, por exemplo, ou em dobraduras e na arte origami. Nota: Veja papel arroz comestível!
Papel de contrução ou papel de açúcar (construction paper / sugar paper) – Tipo de papel resistente, grosso e colorido, cuja textura é um pouco áspera e a superfície inacabada. Devido ao material de origem, pequenas partículas são visíveis na superfície do papel. Ele é usado para projetos ou artesanato. A origem do termo papel-açúcar reside no seu uso para fabricação de sacos de açúcar. Está relacionado com o “papel azul” (blue paper) usado por padeiros na confeitaria inglesa a partir do século 17...
Papel de folha de bananeira (banana paper) – Usado principalmente para fins artísticos. Também há o papel feito de fibra de banana, obtido a partir de um processo industrializado, a partir do caule (tronco) e dos frutos não-utilizáveis. Este trabalho pode ser feito à mão ou feitas por máquina industrializados.
Papel de parede (“wallpaper”, em inglês, ou “papier peint”, em francês) – Tipo de papel usado para cobrir e decorar as paredes do interior de residências, escritórios, entre outros prédios.
Papel de seda –
Papel dobradura (espelho) –
Papel fotocopiador –
Papel fotográfico – Tipo de papel revestido com uma camada de produtos químicos fotossensíveis usado para a produção de impressões fotográficas. Com o advento da fotografia digital o termo passou a incluir genericamente outros tipos de papéis para impressão de imagens digitais, desprovidos, porém, de fotossensibilidade.
Papel higiênico – Tipo de papel fino e absorvente, que se desmancha em contato com a água, utilizado para uso sanitário e higiene pessoal.
Papel-jornal ou papel de imprensa – Tipo de papel de baixo custo usado na produção de jornais ou outras publicações.
Papel kraft (kraft paper) – Tipo de papel fabricado a partir de uma mistura de fibras de celulose curtas e longas, provenientes de polpas de madeiras macias. A matéria-prima é normalmente celulose de fibra longa do processo kraft. Esta mistura de fibras confere características de resistência mecânica com bom desempenho para o seu processamento em máquinas e uma relativa maciez. O papel kraft pode ser branco ou marrom, dependendo da polpa se é branqueada ou crua. Pode ser laminado com alumínio, recoberto com parafina ou ainda com resinas plásticas (polímeros) a quente. Estas propriedades e capacidades de processamento permitem que seja usado para produzir sacos e sacolas, envelopes para correspondência e cartonagens diversas (como pequenas caixas, como as para produtos de cosmética e higiene, confecções, bijuterias, etc). O papel do tipo kraft é matéria prima para a produção de papelão ondulado...
Papel-moeda (Bank paper) – Tipo de papel utilizado na impressão de cédulas.
Papel ofsete (offset) – Tipo de papel fabricado com características próprias para a impressão offset como elevada resistência na superfície e resistência contra deformações.
Papel presente –
Papel reciclado – Tipo de papel feito de papel já usado... A reciclagem de papel é o reaproveitamento do papel não-funcional para produzir papel reciclado.
Papel sulfite – Também chamado de apergaminhado, é o tipo de papel branco comum, utilizado em impressoras e fotocopiadoras.
Papel termossensível ou papel térmico – Utilizado em máquinas de calcular, caixas registradoras e terminais bancários.
Papel transfer ink-jet laser para tecidos (inkjet paper)
Papel vegetal ou papel manteiga – Tipo de papel transparente usado para desenhos técnicos ou artísticos, utilizado em decalques e cópias em tamanho original com canetas, lápis, nanquim ou outro material. Possui como característica, ser transparente para a visualização da imagem a ser copiada através de seu corpo. É utilizado com frequência em estúdios de tatuagem, serigrafia, aerografia, desenho técnico, artes gráficas e artesanatos em geral.
Papel vergê (“papier vergé”, em francês, ou “laid paper”, em inglês) – Tipo de papel que deixa perceber por transparência pequenas linhas paralelas horizontais, resultantes do processo de fabrico. O seu uso foi muito reduzido durante o século XIX, mas ainda é usado atualmente por artistas para fazer desenhos a carvão e em convites de casamento.
Papel de westimentor –
Papelão (papelões) – Tipo mais grosso e resistente de papel, geralmente utilizado na fabricação de caixas, podendo ser liso ou enrugado. É produzido dos papéis compostos das fibras da celulose, que são virgens ou reciclados.
Papiro – Papiro é uma planta perene da família das ciperáceas cujo nome científico é Cyperus papyrus, por extensão é também o meio físico usado para a escrita (considerado o precursor do papel) durante a Antiguidade, sobretudo no Antigo Egito, civilizações do Oriente Médio, como os hebreus e babilônios, e todo o mundo greco-romano.

Lixa ou papel de vidro (“sandpaper”, em inglês, ou “papier de verre”, em francês) – É um papel com material de superfície abrasiva composta geralmente por minerais, frequentemente utilizado para polir madeira, metais, entre outros. Sua granulação varia de 16 a 3000, que se refere ao número de grãos de areia por centímetro quadrado. Quanto maior a granulação, mais fina ela é. As lixas mais finas são normalmente utilizadas para polimento. Uma lixa 200, por exemplo, é mais indicada para paredes e madeira.

Outros tipos de papéis: almaço, camurça, duplicolor, laminado, também papéis especiais como casca de ovo, color plus, cuir (couro), linho, lumicolor, martellé, marrakech, monolúcido, opaline, pérsico, etc.

Terminologia: Tanto na Filatelia como na Numismática, para impressão de selos postais ou de cédulas, são utilizados diversos SISTEMAS ou PROCESSOS DE IMPRESSÃO, sobre diferentes TIPOS DE PAPÉIS, por exemplo: cuchê, gomado, bobinado, filigranado, fosforescente (tipo de papel com substância luminescente, visível facilmente com a lâmpada de quartzo) etc.

Assim como diferentes tipos de trabalhos artesanais com o papel, como agendas, calendários, caixas (5 peças), cartões, papéis para embalagens e sacolas (micro-ondulado), marcadores de livro, quadros, entre muitos outros produtos.

Algumas das técnicas mais conhecidas empregadas ao papel são: origami (4 peças), kirigami (ou cartões pop-up), relevo (dry-embossing), tea-bag folding, carimbos, papel marché ou machê (massa de papel triturada com cola – 7 peças), papietagem (colagem de papel em camadas – 2 peças), punch art (arte com furadores de papel), quilling (arte com filigranas de papel), scrapbooking (arte decorativa de álbuns – várias peças), entre outras...

Primor gráfico: cartão dobrável, no estilo art nouveau de 1902... Série: Sidor Nº 1. Cromoart – Indústria Brasileira. Cujo verso foi impresso: “LEMBRANÇA do aniversário de ... festejado no dia ...”


BLOCO

Bloco de papel HSBC...; bloco de papel decorado, by Katia...

CAIXA E MOLDE

Caixa de papel microondulado – para guardar objetos. O corpo inteiro da girafa de perfil. Neuza Lopes, Tel. (11) 3976-1613.

Presente de Iara Mandarano, São Paulo – SP.

Caixa de sapatos decorada com imitação de pele de girafa, by “Carmen Steffens” (carmensteffens.com.br); presente de Wagner, em 07/03. Há também bolsa e sapato imitando a pele de girafa... A loja tem filiais em cidades do interior do estado de São Paulo, como em Franca (Franca Shopping), Ribeirão Preto (Ribeirão Shopping) e Uberaba (Uberaba Shopping)...

Caixa infantil, contribuição de Seme...

CARTÃO DE VISITA ou CARTÃO COMERCIAL

Cartão comercial da segunda metade da década de 70, Girafer – Produtos Siderúrgicos Ltda., oxi-corte e corte a frio, aços carbonas e especiais, tubos, cantoneiras, ferro chato, trefilados e laminados em geral; contribuição de Elucha em 28/03/02.

GUARDANAPOS (Napkins / Serviettes)

1 – Guardanapo antigo com bordas onduladas (2 folhas pequenas sobrepostas), de 16 × 16 centímetros, da Inajá. Pacote com muitas unidades, contribuição de Maria...

2 – Guardanapo de mesa infantil colorido “Happy your day” (1 folha grande dobrada em 4), da marca polonesa Paw – Decor Collection (paw.net.pl).

3 – Guardanapo de mesa “Wildlife” (33 × 33 cm, 1 folha grande dobrada em 4), feito em papel de seda, em cores ocres, cuja estampa mostra a silhueta de oito animais selvagens africanos em marrom: Equus quagga (zebra), Panthera leo (leão), Aepyceros melampus (antílope), Pan troglodytes [sic] (lêmure), Crocodylus porosus (crocodilo), Panthera pardus (leopardo), Giraffa camelopardalis (girafa) e Loxodonta africana (elefante-africano). Pacote de 2 unidades da Arte em Casa (arteemcasa.com.br).

4 – Guardanapo de mesa com paisagem de duas girafas e um tigre (33 × 33 cm, 1 folha grande dobrada em 4, com 2 desenhos), em cores ocres, da marca polonesa Paw. Produto oriundo da Mão de Ouro – Artigos para artesanato (maodeouro.com.br), Porto Alegre – Rio Grande do Sul (RS).

5 – Guardanapo de mesa com girafas-reticuladas (33 × 33 cm, 1 folha grande dobrada em 4, com 4 desenhos), da IHR? ou Ilir?... Produto oriundo da Mão de Ouro – Artigos para artesanato (maodeouro.com.br), Porto Alegre – Rio Grande do Sul (RS). – Pacotes de guardanapos de 16,5 × 16,5 cm, da Arte em Casa – Produto de Qualidade para Linha Artística e Artesanato em Geral (contribuição de Katia em 10/09).

6 – Guardanapo de mesa imitando pele de animais, sendo leopardo de fundo e outros bichos em molduras, tudo em cores ocres, da marca polonesa Paw...

7 – Guardanapo de mesa “Giraffe” (A 121470), da marca Ambiente – Luxury Paper Products, Made in Holanda (Código de Barras: 8 712159 026085)... fabricado nos Países Baixos em papel branqueado e estampado com aquarela, de 16 × 16 cm (aberto: 33 × 33 cm)...

LENÇO DE PAPEL

– Pacote de lenços de papel Softy’s Signature (código: 5250 – modelo 13), contém 10 lenços em folhas quádruplas, de 21,5 cm × 22,0 centímetros cada (também de 21,0 × 21,5 cm). Fabricado na Alemanha por Paper + Design GmbH tabletop, importado e distribuído por Melhoramentos Papéis Ltda. (melhoramentos.com.br | cmpc.com.br), Caieiras (SP). Composição: 100% celulose e corantes a base de água. Nota: Além dos lenços serem de tamanhos distintos, ambos pacotes contém diferenças na grafia da descrição do produto, assim como a indicação do novo sítio na internet. Contribuição de Kelly no final de agosto de 2009; também de Neuma em 17/09/10.

– Pacote de lenço de papel que imita pele de girafa da Sniff, Made by Paper Products Design, Printed in Germany. – Pacote de lenço de papel com motivo infantil da Paper + Design (paper-design.de), Made in Germany (contribuição de Lídia em 24/11/05).

PASTA

Pasta Aba Ofício Troquelada – Pasta tipo ofício de cor laranja, decorada e com elástico. A Girafa “Jujuba” (antropomórfica) vive a impressionar as crianças com seus números circenses. Embora seja um pouco tímida, quando está no picadeiro ela se realiza. Todos gostam de sua companhia porque ela é muito brincalhona. Tamanho: 23,5 × 35 cm. Referência: 2801. Fornecedor: Polibrás.

volta ao topo

PAPEL MACHÊ

Em visita a Porto Alegre, José Roberto conheceu o trabalho da Recompondo Papel (recompondopapel.com.br), cujos artesãos Regina Paproski e Rogério Pereira fazem trabalhos em papel machê modelados à mão, incluindo a Girafa Gigi (foto abaixo). Galeria da Girafa GiGi (flickr.com/photos/recompondopapel). Cartão de visitas da coleção: Brique de Sábado (Banca 181) e Brique da Redenção (Banca A10).

► Girafa de massa de papel machê, armação em arame de cobre, pintada com tinta acrílica, com cerca de 30 centímetros de altura, feita por Werner de Paula e oferecida em 17/03/04. Tel: 4461-3607.

Ingredientes:

– 01 rolo de papel higiênico branco (pode usar dos baratos)
– 1/2 kg de farinha de trigo
– Água
– Cola branca
– 04 colheres (sopa) de vinagre
– 01 colher (sopa) de pinho sol

Modo de fazer: Rasgue bem picadinho o papel higiênico e deixe de molho na água por 24 horas. Escorra a água, junte a farinha de trigo e a cola até dar uma boa liga – não pode esfarelar. Coloque o vinagre e o pinho sol – ingredientes que não deixam a massa apodrecer.

Após secar, pinte a peça com a tinta de sua escolha: acrílica, tinta óleo, látex ou esmalte sintético. Se a peça demorar para secar coloque-a ao sol.

► 05/97 – Girafa artesanal em papel machê, pintada, com 18 centímetros de altura, com rabo feito em trança de barbante..., Argentina.

► 15/12/00 – Girafa em papel machê, pintada de amarelo, laranja e vermelho, com olhos sobressalentes, cílios longos e negros, com 30 centímetros de altura. Shopping Center Alto Las Condes – Santiago, Chile.

► 25/05/06 – Girafa em papel machê, pintada de amarelo e marrom, com gravata borboleta azul e vermelho. Presente de Cristina Marek Frittoli, adquirida na loja Nick-Nack – Shopping Ibirapuera, São Paulo.

► 08/06 – Girafa em papel machê adquirida na loja Lipski & Co, Krugerstrasse, 18, Viena – Áustria (lipski.at).

► 05/01/07 (Lídia) – Uma linda girafa com cabeça, corpo e patas em papel machê, membros de arame recobertos com tecido. Uma montagem original e maravilhosa, feita pela artista plástica Andrea Lioba Bodera (lioba.arte@yahoo.de – lioba.arte.nom.br), Av. Prefeito Mauricio Fruet, 1140 – CEP: 82900-010 – Curitiba – Paraná (PR).

► 31/07/07 (Lídia) – Duas girafas pintadas (macho e fêmea) em papel machê e estilo naif (com cartão), assinadas pelo artista plástico Almir Silva (asa_2222@hotmail.com), Curitiba – Paraná (PR). Telefones: (41) 3269-1123 / 9601-4991. Segundo o cartão do artista: “Você está adquirindo um produto artesanal, elaborado com materiais recicláveis, papéis, cola e conservante. Utilizando a técnica: Papel Maché e estilo Naif. Originário na China, no século II depois de Cristo. Os persas apropriaram-se da ideia e, no século X, passa para a Europa onde obteve força na Alemanha, França e Itália. Hoje, mundialmente conhecido.”

Nota: Em visita à cidade, adquiri mais duas peças em tamanho maior no dia 27/12/09.

► 08/09/07 – Girafa em papietagem com 30 centímetros de altura, pintada em cor de laranja, feita pela artesã Valéria Lotufo, adquirida na feira de artesanato Art Mundi, Pavilhão do Anhembi – São Paulo. Ateliê Valéria Lotufo, papel machê e papirtagem (vlotufo@yahoo.com.br), tels.: (11) 4243-3120 / 9985-4077 / 3849-0915.

► 13/05/08 – Girafa “esqueitista” em papel machê, assinada por Sergio Spencer, adquirida na loja Arca (arcabarca.com.br), Aeroporto Internacional dos Guararapes, no Recife – Pernambuco (PE), em 13/05/08.

PAPIETAGEM

Papietagem é uma antiga técnica de confecção de máscaras para o teatro. Diversas camadas sobrepostas de jornal e cola caseira (grude) são coladas sobre uma base qualquer produzindo uma estrutura firme depois de seca.

A técnica da papietagem se aperfeiçoou com o tempo, servindo não apenas para a confecção de máscaras, mas para o feitio de qualquer objeto, desde formas simples de uma só face como a papietagem de pratos até formas mais complexas que devem ser papietadas dos dois lados e depois unidas, como esculturas.

O jornal deve ser rasgado em pequenos pedaços sem o uso da tesoura para a melhor junção das fibras. Qualquer objeto pode ser usado como forma, depois subtraído da máscara. Mas podemos usar também uma estrutura permanente feita de papelão, plástico, madeira, etc.

A receita da cola caseira usada na papietagem é simples: para cada colher de sopa de farinha de trigo, usa-se uma xícara de água; dissolver e levar ao fogo mexendo para não embolar e para maior durabilidade do grude recomendam o uso de algumas gotas de pinho sol ou formol.

ESCULTURAS DE PAPEL RECICLADO

A partir de papel amassado (jornais ou revistas) constroem-se objetos de decoração ou brinquedos como carros, animais, flores etc. Com o objetivo de mostrar a importância da reciclagem, da preservação e do artesanato em nosso país.

Fale com Marcelo Gonçalves (11) 4669-4282 (à noite), 8488-4966, 4667-1252
marcelo@itapecerica.com.br – marcelo@feitoamao.com – feitoamao.com/mg

05/08/07: Girafa de Papel. Olá Sérgio, Meu nome é Marcelo e já te vendi algumas girafas de papel (papietagem) sou de Itapecerica da Serra, só que te entreguei no Embu das Artes, lembra? Pois é, ia fazer um teste no ML colocando uma das minha girafas para venda, aí minha esposa lembrou que talvez tivesse interesse veja foto tem 1,10 m de altura. Caso tenha interesse estou pedindo R$ 350,00. Abraços, Marcelo ou Marcia.

volta ao topo

SCRAPBOOK – stitch book?

Scrapbook pode ser um álbum ou um caderno com fotos, texto e histórias relatando momentos especiais de sua vida. A palavra inglesa Scrap quer dizer pedaços de pequenas peças, pedaços de papel, recortes para coleção; já a palavra Book: livro.

Scrapbooking é a arte de criar e montar um scrapbook. Também conhecido como decoração de álbuns, é a arte de juntar fotos e recordações em um álbum de uma maneira criativa, preservando memórias, eventos e histórias. Geralmente, o autor relata a história inteira dos momentos registrados nas fotos.

Com criatividade podemos usar a mesma técnica para elaborar convites (nos mais variados temas), marcadores de livros, porta-retratos, calendários, capas de álbuns e cadernos.

Material básico: tesoura, estilete, cola (preferência de bastão), durex dupla face para fotos, papel colorido, álbum, mini-guilhotina (paper trimmer), cutting mat, canetas (para fotos, que não secam e não borram), lápis, borracha, pinças (para pegar miudezas, puxar letrinhas da cartela) etc.

Lado esquerdo: Giraffe Paper – adquirido em 14/07/04. No centro: Giraffe Letters, by Susy Ratto – este é um stylish stickers alfabeto, criado por Susy Ratto (Sticko® products). Lado direito: Giraffe is a cross stitch kit by Janlynn. Each kit contains 14-count White cotton Aida fabric, 6-strand cotton floss, graph, needle and instructions in English, French and Spanish. Stitch Count: 63w × 98h. Size: 5" × 7".

Stickers – by Me and My BIG Ideas (meandmybigideas.com)

Lado esquerdo: Oh Baby Stickers (SR-160). No centro: Safari Animals Stickers: MM-450. Lado direito: Safari Stickers (SR-143). Ambos adquiridos em 14/07/04.

Scrapbook Jolee Giraffe, by Jolee’s By You™, girafa em papel trabalhado adquirido em 14/07/04.

volta ao topo

– “Pote da Fortuna” – pote de vidro decorado com adesivo 3D de Taiwan (girafa e flores – Zoológico, código: 2663 – imagem abaixo), da importadora Toke e Crie (tokecrie.com.br) e 6 tipos de sementes secas: arroz, ervilha, feijão, grão-de-bico, lentilha e milho. Bilhete: “Curitiba, Olá Sérgio. Faça camadas com esses seis alimentos no pote decorado com a simpática girafa. Intercale as cores de maneira agradável aos olhos. Pronto, agora você tem um Pote da Fortuna e muitas realizações. Felicidades da amiga Lídia (10/11/06).”

– Papel com desenho para “decoupage” sobre girafa (tipo porta-copo), de Miguel Lucero, da marca Gato Preto – Tec-Screen, Indústria de Produtos Técnicos para Serigrafia (gatopreto.com.br).

volta ao topo

Scrapbook Brasil – scrapbookbrasil.com
Comunidade brasileira sobre scrapbooking e artesanato em papel

Scrapping Mania
Rua Minas Gerais, 201 – Higienópolis (SP) – Telefone: (11) 3237-0519
info@scrappingmania.com.br – scrappingmania.com.br

Pedaços Atelier – contato@pedacos.com.br – http://pedacos.com.br/
Rua Engenho Velho, 200 – Tatuapé (SP) – Telefone: (11) 6941-1376

Paper House (paperhouse.com.br), Rua Oscar Freire, 281 – livro de assinatura de papel reciclado, sem pauta, com 100 folhas (em corte em ouro código: 36801737).

Entrada principal !
Última atualização: 04/07/2014.
volta ao topo

ORIGEM VEGETAL
LISTA DE MATERIAIS