This page is part of © GIRAFAMANIA website / Esta página é parte do sítio GIRAFAMANIA

NOVA CALEDÔNIA

Estatuto: Coletividade Sui Generis Francesa da Nova Caledônia (collectivité sui generis française)

Três estabelecimentos da República Francesa (FR) estão localizados no Oceano Pacífico – Oceania: Nova Caledônia, Polinésia Francesa e Wallis e Futuna. Na religião o Cristianismo tem o maior percentual (Catolicismo, Protestantismo) e a minoria professa de outras religiões... No sistema monetário (numismática) todos usam o franco do pacífico ou franco CFP / Franc Pacifique / CFP franc (XPF). Todos têm como idioma oficial o francês (girafe), mas dialetos e línguas polinésias (Polynesian) são faladas...

Animal-símbolo: Cagu-cristado, espécie de ave chamada em francês de “Kagou huppé” ou “Cagou”, em inglês “Kagu” (Rhynochetos jubatus).

Lema (nacional da República Francesa): “LIBERTÉ – ÉGALITÉ – FRATERNITÉ” (“Liberdade – Igualdade – Fraternidade”, em francês)
Lema (local): “Terre de parole – Terre de partage” (“Terra de discurso [assumiu a forma técnica de acordos] – Terra de partilha”)
A bandeira oficial da Nova Caledônia é a Bandeira Nacional da República Francesa.

Brasão de Armas (imagem não disponível): O Emblema mostra em primeiro plano a concha de um marujo (Nautilus pompilius), por trás aparece um pinheiro-colunar (Pin Colonaire) ou pinheiro-de-cook (Araucaria columnaris), endêmico da Ilha dos Pinheiros (L’île des Pins, que os canacos chamam Kunié), na Nova Caledônia, também uma flecha kanak (flèche faitière), uma espécie de seta ou lança que adorna tradicionalmente os telhados das casas Kanak, cuja ponta é decorada com uma espécie de concha chamada “toutoute”... Este símbolo também é considerado um dos principais emblemas da população da Melanésia: está presente na bandeira da independência, mas também nas bandeiras oficiais das províncias do Norte e Ilhas Lealdade (Îles Loyauté) – arquipélago localizado a 100 km a leste da Nova Caledônia.

Nouvelle-Calédonie (francês) – New Caledonia (inglês) – Nueva Caledonia (espanhol) – Kanaky (em canaco)
Capital – Nouméa.
Área: 18.575 km² | População (2009): 245.580 habitantes | Gentílico: neocaledônio (Calédoniens).

Localização – Situada dentro do Oceano Pacífico ocidental (sul), a Nova Caledônia é um grupo de ilhas entre Fiji e oeste da Austrália. O arquipélago compreende a Grande-Terre (onde está localizada a capital Nouméa – selo abaixo), as quatro ilhas Loyauté (Ouvéa, Lifou, Tiga e Maré), as ilhas Belep, a ilha de Pins (ao Sul, com 180 km²) e outras ilhotas.

A economia gira em torno da mineração (níquel, principal) e serviços (turismo). A zona econômica do níquel cobre 1,4 milhão de km². Terceiro produtor mundial, Nova Caledônia vive o boom desse minério nos anos 60 e, na década seguinte, amarga o declínio de seu preço no mercado internacional. Desde então, tenta diversificar a economia, embora a mineração continue sendo importante, graças a seu solo rico em níquel, cromo, cobalto, ferro, cobre, chumbo e zinco.

Selo aéreo emitido em 1938 (Scott: C1), com valor facial de 65c.

volta ao topo

História

A ilha é descoberta por James Cook em 1774 e torna-se colônia francesa como dependência do Tahiti em 1853. Ao conquistar o status de território francês de ultramar em 1946, ganha também o direito a um Congresso eleito diretamente, e passa a enviar representantes à Assembleia Nacional Francesa, em Paris.

A alta do preço do níquel na década de 60 e a consequente prosperidade da ilha fazem surgir movimentos nacionalistas em 1963. As autoridades francesas respondem a essas reivindicações aprovando um estatuto, em 1976, que garante à ilha maior independência nos assuntos internos.

Novas medidas aumentando sua autonomia são aprovadas pela França em 1984. Três anos depois, a população escolhe, por 98% dos votos, continuar fazendo parte da República da França, em plebiscito boicotado pelos melanésios.

E é uma revolta violenta de separatistas melanésios que faz o governo francês adotar um novo sistema administrativo em 1989: o território é dividido em três regiões e cada uma elege sua própria Assembleia. Juntas, elas formam o Congresso Territorial, com 54 membros.

Em 1996, o governo francês mantém negociações com representantes dos principais partidos políticos do território. O objetivo desse contato é formular propostas para o futuro da ilha, que deverão ser apresentadas em um novo referendo sobre a independência, a ser realizado em 1998...


Selos são emitidos pela Nova Caledônia desde 1859. O primeiro selo postal foi emitido em 04/08/1859 (Scott: 1, SG: 1), com valor facial de 10 centimes (preto), durante o reinado do Imperador Napoleão III, da França (imagem não disponível)...

Do lado esquerdo da tela, o primeiro selo impresso com o nome, “République Française – Colonies Postes – Nlle. Calédonie et Dépendances”, foi emitido em 1892, com valor facial de 1 centime (Scott: 40, SG: 31). Do lado direito, selo de 1905, com valor facial de 1 c (Scott: 88, SG: 85), primeiro exclusivamente impresso com o nome do território francês – Nova Caledônia e Dependências – o qual foi utilizado como primeiro selo de Wallis e Futuna, em 1920, cuja imagem mostra a espécie de ave símbolo, que era abundante nas florestas da Nova Caledônia, o pássaro cagu-cristado, chamado em francês de “Kagou huppé” ou simplesmente “Cagou” (Rhynochetos jubatus).


FILATELIA

Os canacos (Kanak ou Canaque) são melanésios da Nova Caledônia que falam cerca de trinta línguas melanésias (Melanesian) autóctones diferentes. Tem como idioma oficial o francês, mas dialetos e línguas polinésias (Polynesian) são faladas... Idiomas (várias línguas faladas por minorias étnicas):

wallisiano-ocidental ou ouvéa (nome nativo: Fagauvea, Faga-Ouvéa / francês: wallisien / inglês: Faga uvea, Uvean, West Uvean),
futunês (nome nativo: Fakafutuna / francês: futunien / inglês: Futuna-Aniwan, West Futunan),
javanês (javanais), vitnamita (vietnamien), Drehu (em Lifou), Iaai (em Ouvéa), Nengone (em Maré) e Tayo ou Patois de Saint-Louis...

► “Girafa” em diferentes línguas – girafe (francês) – giraffe (inglês)
► Girafas em Zoológicos da Oceania

Localizado a alguns minutos do centro da cidade de Nouméa, o Parque Zoológico e Florestal Michel Corbasson (Parc Zoologique et Forestier Michel-Corbasson) foi construído em 1962 e aberto ao público apenas em 1972, com o nome de seu diretor. Desde a criação das três províncias, em 1989, o parque é administrado pela Província do Sul (www.province-sud.nc).


2012

23/09/2012 – Bloco com 3 valores iguais de 110 francos cada (110F × 3), perfazendo um total de 330 XPF, alusivo aos “50 anos do Parque Zoológico e Florestal Michel Corbasson” (1962-2012), “Parc Zoologique & Forestier Michel Corbasson – 50 ans”, “Michel Corbasson Zoo & Forest Park – 50 Years”, cujos selos mostram três espécies endêmicas: lagartixa, corvo e flor, e nas margens do bloco aparecem pássaros, flamingos, árvores e uma edificação chamada “Casa da Natureza”, a qual oferece exposições regulares de sensibilização para a biodiversidade da ilha... NT

Rhacodactylus leachianus – Geco-gigante-neocaledônio / New Caledonian Giant Gecko, Leach’s Giant Gecko ou Leachie gecko – a maior das lagartixas Rhacodactylus.
Corvus moneduloides – Corvo-neocaledônio ou corvo-da-nova-caledônia / New Caledonian Crow – espécie notável por demonstrar sinais de inteligência.
Pittosporum tanianum – Cuja espécie foi descoberta em 1988, na pequena ilha de Lepredour, Baía de São Vicente (St Vincent Bay), ao sul da Nova Caledônia, depois ela foi considerada extinta em 1992, mas em 2002 foi “redescoberta” e catalogada como “muito ameaçada”...

Maquette (Auteur): Jean-Richard Liziak. Imprimé par: Phil@poste. Impression: Offset. Format: 130 mm × 100 mm. Bloc de 3 timbres. Tirage: 35.000 exemplaires. Affranchissement: 3 × 110 F (lettre de 20g régime extérieur zone 2). Ce nouveau bloc feuillet comportant trois timbres-poste à 110 XPF met à l’honneur le parc zoologique et forestier Michel Corbasson, lequel a vu le jour à Nouméa, sur les hauteurs de Montravel, il y a maintenant cinquante ans. Créé sous l’impulsion de Michel Corbasson, l’ancien chef de service des Eaux et Forêts, ce parc de 36 hectares, situé au coeur de la ville, rassemble aussi bien les promeneurs du dimanche, les curieux de nature que les passionnés de zoologie ou de botanique. Le parc a, en effet, été conçu pour permettre l’observation de la faune et de la flore endémiques de la Nouvelle-Calédonie. A travers tout un parcours dans cet espace de forêt sèche, le promeneur peut aller à la rencontre de nombreux mammifères (cerfs, roussettes, primates...) ou admirer en chemin les principaux représentants de l’avifaune calédonienne: cagous, notous, perruches, rapaces, sans oublier les Corbeaux Calédoniens (Corvus moneduloides), célèbres pour leur exceptionnelle intelligence. Le visiteur peut aussi apprécier les belles collections végétales d’espèces endémiques: palmiers, kaoris, fougères et bien sûr arbustes, tel Pittosporum tanianum, une espèce très rare, qui se retrouve uniquement sur l’îlot Leprédour, ou encore observer, lovés dans le vivarium ouvert depuis 2007, différentes espèces de reptiles exotiques ou endémiques comme le Gecko Géant de Leach (Rhacodactylus leachianus). Enfin, la Maison de la nature propose régulièrement des expositions visant à mieux faire connaître la biodiversité de l’île. Fonte: (www.boutiqueopt.nc).

volta ao topo

Standard ISO: NC – Adesão UPU: ?

OPT – Office des Postes et Télécommunications de Nouvelle-Calédonie
philatelie@opt.nc – www.opt.nc (http://timbre.opt.nc ou www.boutiqueopt.nc)

Website governamental – www.gouv.nc

Entrada principal !
Última atualização: 15/05/2013.
volta ao topo

WALLIS E FUTUNA PAÍSES DA OCEANIA
NIUE