This page is part of © GIRAFAMANIA website / Esta página é parte do sítio GIRAFAMANIA

TELECARTOFILIA

CARTÃO TELEFÔNICO

NACIONAIS – BRASIL – EXPORTADOS

Telecartofilia designa o ato de colecionar cartões telefônicos. Com o advento da moderna tecnologia dos cartões telefônicos, que substituiu as moedas e, no Brasil, as antigas fichas telefônicas, as pessoas começaram a colecioná-los, separando-os e classificando-os por países, categorias, valores, temas ilustrativos, trocando-os e mesmo os comercializando.

Nesta página, um pouco sobre a História do Telefone, História da Telecomunicação Brasileira, também sobre a Invenção do Cartão Telefônico, Cartões Telefônicos Nacionais com Girafas e Operadoras de Telefonia...

Páginas de GIRAFAMANIA relacionadas:

ESTRANGEIROS – IMPORTADOS – EXTERIOR

TELECORTOFILIA ASIÁTICA

05/11/1998 – Selo “Primeiro Aniversário da ANATEL – Agência Nacional de Telecomunicações”, com valor facial de R$ 0,31 centavos, o selo mostra... Picotagem: 12 × 11½. Tiragem: 1.200.000 selos. Impressão: Ofsete. Papel: Cuchê, gomado. Scott: 2696. Michel: 2915. RHM: C-2177. A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) é uma agência reguladora brasileira, administrativamente independente, financeiramente autônoma, não subordinada hierarquicamente a nenhum órgão de Governo Brasileiro. Foi criada pelo então presidente Fernando Henrique Cardoso, através da Lei 9.472 de 16/07/1997, também conhecida como Lei Geral das Telecomunicações.

volta ao topo

O telefone foi criado nos Estados Unidos, em 1876, por Alexander Graham Bell. No ano seguinte, em 1877, Dom Pedro II solicitou a instalação da primeira linha de telefone do Rio de Janeiro e de toda a América do Sul.

10/03/1976 – Selo “Centenário do Telefone” (1876-1976), com valor facial de Cr$ 5,20 cruzeiros o selo mostra o aparelho Bell e poste... RHM: C-925.

Abaixo (lado esquerdo), cartão telefônico emitido pelo Sistema Telebrás, alusivo ao inventor do telefone. Do lado direito, cartão comemorativo de 1997 – edição especial sobre os 150 anos de seu nascimento (1847).

No lado esquerdo, Top Box, um telefone de parede, de 1879, a campaínha, o gancho e todo o seu corpo eram equipados com um tipo de magneto resistente fabricado pela Viaduct M. Company. No lado direito, um aparelho telefônico de parede a magneto, de 1900.

A palavra Telecartofilia é composta etimologicamente por: TELE – de telecomunicações, CARTO – de cartões e FILIA – é originário do grego ateleia que significa isenção de impostos, gratuidades etc.

A telefonia foi efetivamente inaugurada no Brasil em 1877. D. Pedro II ordenou a instalação de linhas telefônicas interligando o Palácio do Quinta da Boa Vista (RJ) às residências dos seus Ministros. Naquele mesmo ano, o sucesso do telefone já despertara o interesse do comércio e da indústria. A firma Rodd & Chaves determinara a ligação de sua sede na atual Rua do Ouvidor (RJ) ao quartel do Corpo de Bombeiros...

O primeiro cartão telefônico do mundo foi lançado quase um século depois, na Itália, em 1976. O Brasil usa cartões telefônicos desde 1987 (experimental). O primeiro cartão telefônico brasileiro foi lançado no Recife, nos anos 1990, com a foto da Praia de Boa Viagem...

Mas o primeiro cartão telefônico com caráter comercial foi apresentado em julho de 1992, por ocasião da Eco Rio, projetado pelo engenheiro Nelson Guilherme Bardini. O cartão telefônico brasileiro usa sistema indutivo, que consiste de um cartão de PVC (medindo 8,5 × 5,4 cm), contendo um circuito e pequenas células e uma imagem (fotopolimérico) denominado Riston.

Adotado comercialmente, os CT’s foram sendo introduzidos lentamente, à medida em que eram substituídos os telefônicos públicos no País, despertando para a importância desta mudança no sistema de telefonia pública e nas estampas apresentadas nos CT’s, surgiu a Telecartofilia.

28/11/1973 – Selo “Cinquentenário da Campanhia Telefônica Brasileira – CTB” (1923-1973), com valor facial de Cr$ 0,40 centavos, o selo mostra fios e aparelhos. RHM: C-817.


Em 1976, foi inventado o sistema indutivo de cartões que, somente em 1992, por ocasião da Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento (ECO-92), na cidade do Rio de Janeiro, substituiu, definitivamente, as antigas fichas telefônicas.

Com tecnologia 100% brasileira, o cartão indutivo consiste em um cartão de plástico PVC ou ABS, com formato e tamanho semelhantes aos dos cartões magnéticos de crédito ou de banco, e que armazena informações técnicas em uma finíssima lâmina de metal recortada, com dezenas de células, em seu interior.

O responsável pela criação, desenvolvimento e aperfeiçoamento desse moderno e inovador instrumento, que muito facilitou a vida dos brasileiros, mudando o conceito de telefone público no país, foi o engenheiro Nelson Guilherme Bardini quem, até hoje, já depositou 165 pedidos de patentes, sendo a maioria ligada ao cartão indutivo, leitora e processo produtivo dos cartões indutivos.

Por esta razão, o inventor já recebeu vários prêmios como o primeiro lugar na categoria pesquisadores no II Concurso Nacional de Inventores, promovido pela Telebrás, em 1982.

Mas o maior prêmio é o reconhecimento e a divulgação de seu invento pelos telecartofilistas, comerciantes e admiradores que se dedicam ao colecionismo de cartões telefônicos, prática que surgiu com o lançamento dos mesmos no mercado.

Diversas empresas, em várias partes do mundo, interessaram-se pelo sistema brasileiro de cartões telefônicos, considerando o baixo custo e a simplicidade na utilização do sistema, tanto do ponto de vista técnico, quanto pela sua praticidade.

Nelson Guilherme Bardini – Engenheiro e Inventor do Cartão Telefônico.

volta ao topo

BRASIL TELECOM (www.brasiltelecom.com.br) – Puzzle com série de 4 cartões. Título: / Série: / Tiragem: 352 e 372 mil... / Emissão: junho 2003 (acho) / Fabricante: / Créditos: 40 cada cartão.

volta ao topo

EMBRATEL – Título: Carnaval Carro Alegórico / Série: / Tiragem: / Emissão: / Fabricante: / Créditos:

28/02/1969 – Selo “Estação Terrena da Embratel – Comunicações por Satélite”, com valor facial de NCr$ 0,30 centavos. Picotagem: 11 × 11½. Tiragem: 2.000.000 selos. Impressão: Ofsete. Yvert: 885. Scott: 1114. Michel: 1203. RHM: C-627.

1975 – Selo “2ª Conferência Interamericana de Telecomunicações – CITEL (RJ)”, com valor facial de Cr$ 5,20 cruzeiros. Picotagem: 11½. Tiragem: 500.000 selos. Impressão: Ofsete. Papel: Cuchê, gomado, fosforescente. Yvert: 1171. Scott: 1415. Michel: 1511. RHM: C-912.

Em 1973 foi inaugurado o Sistema BRACAN-1, com alcance, por intermédio de outros sistemas de telecomunicações, praticamente qualquer país estrangeiro. O convênio fora firmado em 1970 entre a EMBRATEL e a Companhia Telefônica Nacional da Espanha (Cine), para a instalação do sistema que tomou a denominação de BRACAN-1 (BRAsil + CANárias). A utilização de novos tipos de cabos e ampliadores transistorizados permitiram a instalação de cabos submarinos de grande profundidade e grande capacidade para canais telefônicos. O navio “Recorder”, da firma Cable and Wireless Ltd., finaliza o estudo de levantamento da rota do BRACAN-1, o primeiro cabo eletrônico submarino que, com seus 160 circuitos de voz, permitiu uma comunicação direta entre a América do sul e Europa. Foram detemrinados como pontos extremos, no Brasil, Recife (Praia de Boa Viagem) e na Espanha, Ilha Gran Canária (Praia Arinaga). Coube, entretanto, ao navio “Mercury”, de propriedade da Cable and Wireless Ltd., a operação de lançamento do sistema BRACAN-1.

05/05/1973 – Série de 2 valores “Comunicações” – Inauguração do Prédio do Ministério das Comunicações (Cr$ 0,70) e Inauguração do Cabo Submarino Brasil-Canárias, “BRACAN-I” (Cr$ 1,00). Picotagem: 11 × 11½. Tiragem: 500.000 cada. Impressão: Ofsete. Papel: Cuchê, gomado. Yvert: 1046/1047. Scott: 1281/1282. Michel: 1364/1365. RHM: C-778/C-779.

16/09/1980 – Selo “EMBRATEL – 15 Anos”, com valor facial de Cr$ 5,00 cruzeiros. Picotagem: 11½. Tiragem: 2.000.000 selos. Impressão: Ofsete. Papel: Cuchê, gomado, fosforescente. Yvert: 1438. Scott: 1709. Michel: 1783. RHM: C-1160. A EMBRATEL – Empresa Brasileira de Teleconunicações foi criada em 16/09/1965.

08/02/1985 – Selo “Lançamento do Primeiro Satélite Brasileiro de Telecomunicações – BRASILSAT”, com valor facial de Cr$ 150 cruzeiros. Picotagem: 11½ × 12. Tiragem: 2.210.000 selos. Impressão: Ofsete. Papel: Cuchê, gomado. Yvert: 1714. Scott: 1971. Michel: 2092. RHM: C-1439. Nota: Brasilsat é o nome de um grupo de satélites brasileiros, inicialmente operados pela antiga empresa estatal Embratel e atualmente por uma de suas subsidiárias, a Star One, destinados a fornecer comunicações via satélite, principalmente para o Brasil. Nota: Há outro selo que mostra o Satélite (falta imagem): 05/05/1987 – Selo TELEOM 87 – Exposição Mundial de Telecomunicações, ocorrida em Genebra – Suíça, entre 20 a 27/10/1987. Valor facial: Cz$ 2,00. RHM: C-1547.

21/09/1990 – Selo “25 Anos da EMBRATEL – Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A”, com valor facial de Cr$ 13,00 cruzeiros, o selo mostra um computador estilizado. Picotagem: 11½ × 12. Tiragem: 1.525.000 selos. Impressão: Ofsete. Papel: Cuchê, gomado. Yvert: 1980. Scott: 2281. Michel: 2376. RHM: C-1697.

Em outubro de 1999, por exemplo, a EMBRATEL obteve a certificação do programa de Gestão Ambiental da estação de telecomunicações de Fernando de Noronha...

volta ao topo

TELEBRASÍLIA (www.telebrasilia.com.br), Relação de assinantes do Distrito Federal (DF) – Título: Girafa (Giraffa camelopardalis), parece que é o cartão de número 319 / Foto: Paulo Melo que mostra o casal de girafas Léo e Bia do Zoológico de Brasília / Série: / Tiragem: 50.000 / Emissão: outubro 2000 / Fabricante: ICE / BrasilTelecom / Créditos: 60 cada cartão.

volta ao topo

TELEFONICA – SP – Série de Cartões Telefônicos emitidos sobre o Filme Cinematográfico Madagascar!

TELEFONICA – SP – Título: Girafas (Mídia em Cartão – Distribuição Gratuita), parece que é o cartão de número 920 / Tiragem: 5.000 / Emissão: janeiro 2001 / Fabricante: INT – Interprint / Créditos: 10 cada cartão / Ganesha Studyo Arte Digital, Domicio Melo (11) 3237-3255 / Sampa Rio Collector’s (Rua 7 de Abril, 261 – 3º andar, sala 306, sampariocollectors.com.br). Este cartão cheio, com foto de girafa, é o mais caro que existe por conta de sua baixa tiragem...

volta ao topo

Telecomunicações de Pernambuco (TELPE) foi a empresa operadora de telefonia do grupo Telebras no Estado brasileiro de Pernambuco antes da privatização. Foi absorvida pela Telemar.

TELEMAR – BA (www.telemar.com.br) – Título: Girafa (Giraffa camelopardalis), parece que é o cartão de número 798 / Série: Grandes Animais da Natureza 04/10 / Tiragem: 110.000 / Emissão: março 2001 / Fabricante: ABN – American Bank Note Company / Número de Créditos: 30 cada cartão. Foto e Texto: Moacir Tinôco, biólogo (projeto_saua@bol.com.br). Outros cartões da série: 01/10 Ariranha, 02/10 Camelo, 03/10 Elefante-indiano, 05/10 Gorila, 06/10 Lobo-guará, 07/10 Onça-pintada, 08/10 Urso-andino, 09/10 Capivara e 10/10 (não foi emitido)...

Nota: A operadora Telemar tem AL, AM, AP, BA, CE, ES, MA, MG, MZ, PA, PB, PE, PI, RJ, RN, RR, SE.

TELEMAR – Série de 2 cartões telefônicos, “Santos – São Francisco de Assis de Jorge Salles”, 1/2 (vertical) e 2/2 (horizontal). Distribuição Gratuita. Título 1/2: “Oração de São Francisco de Assis”. Gravura reproduzida a partir da aquarela (40 × 60) do artista plástico carioca, pintor e escultor, Jorge de Salles (1949-2010); cuja imagem mostra “irmão Sol com irmã Lua”, ave, elefante, girafa, leão, tigre e zebra, além do santo considerado protetor dos animais. Tiragem: 5.000 (L4-03-10/99) / Emissão: outubro 1999 / Fabricante: ABN / Tecnologia: CPqD RJ <99 10 (PT-02) 2 FRA A1> 1/2 / Número de Créditos: 10 cada cartão. Nota: O outro cartão da série mostra vários animais, mas não girafa.

volta ao topo

Outras Operadoras:

GLOBAL TELECOM – www.globaltelecom.com.br
A Global Telecom é a nova operadora da Banda B da telefonia celular no Paraná e em Santa Catarina, com serviço digital em padrão CDMA.

CETERP

CRT – www.crt.net.br
Lista telefônica online de toda a região atendida pela CRT (Rio Grande do Sul, exceto a área coberta pela CTMR).

CTBC TELECOM – www.ctbctelecom.com.br (CTBC-27 / CTBC-31)
Empresa telefônica com sede em Uberlândia (MG) e atuação em 303 municípios dos Estados de Minas Gerais, São Paulo, Mato Grosso do Sul e Goiás.

CTMR – www.ctmr.com.br
Empresa de Pelotas – Rio Grande do Sul

SERCOMTEL – www.sercontel.com.br
Empresa municipal de Londrina – Paraná

TELEACRE

TELEBAHIA – www.telebahia.com.br
Relação de assinantes do Estado da Bahia

TELEBRÁS – Telecomunicações Brasileiras S.A. A empresa estatal teve autorização para criação através da Lei nº 5.792, de 11/08/1972, sendo instalada em 09/11/1972 (no auge do regime militar – instituído pelo golpe de 1964). Holding de um sistema destinado, entre outras atividades, a coordenar todo o desenvolvimento das telecomunicações no país, com flexibilidade de uma organização empresarial privada, que implementasse a política geral de telecomunicações estabelecida pelo Ministério das Comunicações. Sua incumbência foi centralizar, padronizar e modernizar as diversas empresas de telecomunicações concessionárias de serviços públicos que existiam no Brasil. Controlou as várias prestadoras estatais de serviços telefônicos que atuavam nos Estados brasileiros, além da Embratel. A primeira grande tarefa da Telebrás foi a incorporação das operadoras locais e desta ação resultou o sistema Telebrás (STB), constituído de 22 subsidiárias e 4 associadas. O Sistema Telebras foi privatizado no dia 29/07/1998 em função de uma mudança constitucional no ano 1995, e com a promulgação da Lei Geral de Telecomunicações, que visava a ampliação e a universalização dos serviços de comunicação e o enxugamento da máquina estatal brasileira.

26/05/1972 – Série de 4 valores “Propaganda da Campanha de Integração Nacional”, Cr$ 0,45 centavos. Picotagem: 11½. Tiragem: 500.032 cada selo. Impressão: Ofsete. Papel: Cuchê, sem goma. Os selos mostram: Correios, Telecomunicações (selo abaixo n.734, do lado esquerdo da tela), Tropodifusão, Ocupação da Amazônia. Yvert: 989/992. Scott: 1223/1226. Michel: 1317/1320. RHM: C-733/C-736.

O CPqD foi criado em 1976 como Centro de Pesquisa e Desenvolvimento da Telebrás... Em 07/11/1980 foi emitido o selo alusivo a “Inauguração do Centro de Pesquisa e Desenvolvimento da Telebras em Campinas (SP)”, com valor facial de Cr$ 5,00 cruzeiros. Picotagem: 11½. Tiragem: 1.000.000 selos. Impressão: Ofsete. Papel: Cuchê, gomado, fosforescente. Yvert: 1449. Scott: 1721. Michel: 1795. RHM: C-1172. Em 20/12/1988 foi emitido o selo “ANSAR 10 Estações Terrenas de Comunicação Via Satélite TELEBRÁS EMBRATEL – CPqD” (com imagem de computador). RHM: C-1617.

09/11/1982 – Selo “10 Anos da Telebrás”, com valor facial de Cr$ 24,00 cruzeiros. Picotagem: 11½. Tiragem: 1.500.000 selos. Impressão: Ofsete. Papel: Cuchê, gomado, fosforescente. Yvert: 1566. Scott: 1825. Michel: 1932. RHM: C-1289.

05/05/1992 – Selo “10 Milhões de Terminais Telefônicos – Sistema Telebrás”, com valor facial de Cr$ 350,00 cruzeiros. Picotagem: 11 × 11½. Tiragem: 1.000.200 selos. Impressão: Ofsete. Papel: Cuchê, gomado. Yvert: 2066. Scott: 2362. Michel: 2468. RHM: C-1790.

TELEGOIÁS – www.telegoias.com.br (Zoológico de Goiânia)
O catálogo telefônico compreende os Estados de Goiás e de Tocantins.

TELEMAT

TELEMIG – www.telemig.com.br

TELEMS

TELEPAR – www.telepar.com.br
Relação de assinantes do Estado do Paraná.

TELEPARÁ – (Centro Nacional de Primatas e Museu Goeldi)
Relação de assinantes do Estado do Pará.

TELERJ – www.telerj.net.br

TELERON

TELESC – www.telesc.com.br

TELESP – www.telesp.com.br
Relação de assinantes do Estado de São Paulo.

TELESP CELULAR – www.telespcelular.com.br

TOCANTINS

volta ao topo

Título: “African Wildlife – Giraffe” / Crédito: 50 unidades / Cartão falso (Probabily Fake Card).

Outros Cartões Falsos (montagem de 4)...

Entrada principal !
Última atualização: 03/04/2013.
volta ao topo

NUMISMÁTICA LISTA DE MATERIAIS DA COLEÇÃO
TELECARTOFILIA INTERNACIONAL