This page is part of © GIRAFAMANIA website / Esta página é parte do sítio GIRAFAMANIA

João Alberto Correia da Silva

Colecionador de selos, com a coleção “Itaipu”, entre muitas outras!

Coleção sobre “Corujas”
Coleção sobre Sustentabilidade “Minha Terra (Ainda) Tem Palmeiras”
Coleção sobre Turismo “Meu Brasil... Brasileiro”

Endereço: Curitiba – Paraná (PR) – www.selosefilatelia.com
joao.alberto@avalon.sul.com.br – jalbertocs@selosefilatelia.com – jalbertocs@terra.com.br

ITAIPU BINACIONAL, a maior hidrelétrica do mundo em capacidade instalada, cujo planejamento, construção e operação são motivo de orgulho para mim e para todos os brasileiros e paraguaios, fez parte de minha vida profissional desde, praticamente, o momento de sua instalação, em 17/05/1974.

Ao prazer de acompanhar todos os momentos de evolução do projeto, juntou-se a vontade de pesquisar material filatélico adequado para a montagem de uma coleção temática, que ilustrasse todos esses aspectos.

Com o surgimento da Classe Experimental de “Um Quadro”, foi possível montar-se uma pequena coleção para efeitos de exposição, a qual procura ilustrar a evolução histórica e técnica da ITAIPU, inclusive sua influência no meio-ambiente e nas comunidades brasileiras e paraguaias em torno da área do reservatório.

Esta coleção já foi exposta em diversas mostras não competitivas. Além disso, no período de 11 a 15 de junho de 2007, participou da Exposição Filatélica Internacional “Paz del Chaco 2007”, realizada na cidade de Assunção, Paraguai, quando obteve 76 pontos (em 100), recebendo Medalha de Prata.

Informações adicionais sobre a ITAIPU podem ser encontradas em seu site institucional: (www.itaipu.gov.br).

volta ao topo

– Nós nos conhecemos na BRAPEX de Curitiba, na última semana de novembro de 2004. Na ocasião, ele me presenteou com uma série de selos de Djibouti...

20/11/05: Faz tempo que estou para lhe mandar duas fotos que tirei em casa de minha madrinha em Angra do Heroísmo, AçoresPortugal, onde nasci e que visitei este ano. Mas não conseguia encontrar as fotos nos inúmeros CD's. Elas são de um cabideiro que se encontra no Hall de entrada da casa de minha madrinha, e pode ter a certeza que ao vê-lo, logo me lembrei de você... Eu também tirei umas fotos de uma propaganda do Jardim Zoológico de Lisboa, achei interessante, bem à portuguesa...

volta ao topo

22/11/05: Vamos por partes: quanto ao cabideiro, eu até que procurei saber onde ela tinha comprado, mas não quis perguntar direto a ela, corria o risco de ela querer me dar de presente. E você sabe como são pessoas de idade, ligadas nas suas coisas, achei que não era uma boa. No próximo verão – de lá – estarei de volta e vou tentar saber. Se você for realmente a Angra do Heroismo, que é a capital da ilha Terceira, e foi onde eu nasci, me avise que eu dou um jeito de você ir lá ver – e fotografar melhor – e quem sabe, pode ter a informação. Eu acho que é coisa antiga, mas... Quanto a valer a pena ir à Terceira, eu sou suspeito para dar opinião. Nasci lá, nunca tinha voltado, foi uma emoção só. A verdade é que ela é bem bucólica, o pessoal é legal, tem paisagens muito bonitas. Eu estou meio que sem tempo, estou me preparando para ir para o Rio passar meu aniversário com a família, mas prometo mandar-lhe algumas fotos de lá. Eu fui para os Açores direto daqui, só troquei de avião em Lisboa. Não deve ser muito caro ir de Lisboa ou do Porto, mas são 1200 km de distância, mais ou menos, acho que foram duas horas de voo, se não me engano.

Em Angra eu fiquei inicialmente no Angra Hotel (www.angrahotel.com), fica bem no centro da cidade, mas não é lá essas coisas... Fiquei em torno de 75 euros, se não me engano. Depois fui para casa de minha madrinha. Em Lisboa, fiquei no Hotel Mundial (www.hotel.mundial.pt), também no Centro, gostei, embora seja simples. Não me lembro quanto paguei.

06/10/06: Recentemente estive em Lisboa, visitei o Zôo e consegui tirar algumas fotos dos Okapis, sendo que um deles está muito estressado, pois está numa jaula muito pequena. A jaula tem dois ambientes separados por uma parede com duas portas, e ele fica rodando entrando por uma das portas e saindo pela outra. A parte da frente da jaula é um vidro meio que opaco, uma tristeza. Confesso que acho que acabei contribuindo para o estresse do bichinho, pois na ânsia de conseguir uma foto decente para enviar a você, acabei de tirar uma porção, só depois refleti que eventualmente poderia estar assustando-o com o flash... Vou anexar uma ou duas das fotos, mas tenho várias, inclusive das girafas, também. Você vai visitar a Lubrapex, no Rio, no final deste mês? Se for, eu posso levar um CD com todas elas.

08/10/06: Eu pretendo ir uma vez por ano à minha terra de origem, encontrei muitos amigos e família por lá, resgatei muito de minhas raízes, e encontrei a solução para muitos problemas mal resolvidos de minha infância a primeira vez que lá fui. Quando estiver mais próximo da minha nova ida lá, acredito que por volta de agosto de 2007, eu te aviso para você fazer o pedido. Ou então já me diz de que se trata, eu anoto, e quando for, tento conseguir...

Os Açores na verdade fazem parte de Portugal como um todo, apenas tem uma administração local, como se fosse um estado brasileiro, mais ou menos. A moeda de lá é o Euro, e os açorianos tem carteira de identidade, passaporte, etc., de Portugal, ou melhor, da Comunidade Europeia, com a identificação de Portugal.

Quanto à Feira da Ladra, acho que é a que você está se referindo, eu fui lá, mas dei azar, no dia em que fui não tinha muita coisa de filatelia. Comprei alguns CDs de fado, alguns envelopes circulados, mas mais para presentear amigos do que para uso próprio. Se você puder, me informe o endereço desse clube de carimbos, de repente encontro alguma coisa que me sirva...

Eu fico no Rio em casa de parentes, até tenho apartamento lá, mas sempre fico em casa de uma família que me adotou quando cheguei ao Rio, é como se fosse minha casa. Nos vemos na Lubrapex. Eu estou participando com a minha coleção polar, mas não alterei praticamente nada, não devo passar de medalha de prata, ou até talvez menos. Pretendo ir para o Rio dia 29, depois de votar... E.T. Eu acabei mandando mais uma foto referente ao ocapi, achei que está bonita, é da sinalização do local.

– Nós nos encontramos na LUBRAPEX do Rio de Janeiro, na última semana de outubro de 2006. Na ocasião, ele me presenteou com um FDC de Moçambique.

11/11/06: Encontrei uma revista com o título “Okapi”, francesa, não sei se tem a ver com um dos teus queridos... Envio capa escaneada. Caso seja de seu interesse, posso enviar a revista (não está em muito bom estado) por correio.

12/05/07: Tive acesso ao excelente trabalho que você fez apontando erros na publicação dos correios sobre a série a ser emitida de animais dos zoológicos brasileiros. Meus cumprimentos pela iniciativa, que deveria ser seguida por outros interessados por filatelia. Se mais alguns colecionadores tivessem a paciência – e o conhecimento – de fazer trabalhos semelhantes, provavelmente o nível das informações, e até mesmo das emissões, seria muito melhorado.

13/05/07: Eu tenho usado mais o meu e-mail do Terra porque o provedor é mais rapido ao “descarregar” e-mails pesados, e a caixa de entrada tem maior capacidade. Mas continuo usando o do avalon, por ser o meu primeiro – eu sou muito fiel, embora goste de experimentar outras searas (o que não é uma contradição) – e por estar cadastrado com ele numa porção de empresas e sites.

15/05/07: Acho que a pessoa que você cita com relação à Lubrapex é o próprio Pereira, para quem você já mandou e-mail. O Cohn, para quem eu tomei a liberdade de encaminhar o e-mail que você me mandou, deve ter informações quanto a peritagem, de certeza que orientará você.

16/06/07: Para seu conhecimento envio cópia da capa da revista Philatelie ilustrada com sua paixão... mande um endereço para envio, que eu já pedi ao pessoal da SOFICUR para ficar com a revista. Ela tem uma reportagem muito boa sobre selos de Portugal, mas eu escaneio antes de mandar. Atualmente estou tentando colocar meus documentos base em arquivo, fica muito melhor para pesquisa, se bem organizado, é claro.

25/05/07: Carta registrada (RA 01064991 2) com os presentes: revista “Philatelie” e um envelope com carimbo comemorativo do Grupo Familiar do Espiritismo.

27/06/07: Fiquei contente em saber que gostou da revista. E do envelope. Ele estava entre uma coleção que comprei da viúva de um colecionador aqui de Curitiba, que fazia Brasiliana, Paraná, Maçonaria, entre outras. Como já havia comprado uma coleção de outra viúva e paguei um pouco melhor do que os comerciantes ofereceram, me ofereceram esta segunda coleção. Havia algumas peças de fauna e flora brasileiras que me interessavam e acabei ficando com tudo. Eu fico muito feliz quando encontro alguma peça que sirva para a coleção de um colega, e que esteja dentro de minhas possibilidades de compra. Ou então, quando encontro entre o meu material algo assim.

Estou montando, a pedido de uma faculdade daqui, uma coleção sobre turismo, muitas das peças desta coleção servem, de modo que fui rever tudo, é muito material, e acabei encontrando o envelope que lhe mandei. Eventualmente, pode ser que encontre mais algum. Se isso acontecer, mando imagem para você ver se não tem. Se não tiver, mando para ocê. (Quantos “se”!) Só não fique ansioso, é provável que demore um pouco.

Eu encontrei com o Dr. Seme, por acaso, no domingo, num café da Boca. Falei sobre você e a revista, inclusive que na capa também tem um inteiro com franquia rinoceronte. Ele não serve para a coleção dele – no caso de exposição – porque o carimbo é um tigre. Mas serve para a coleção geral (na minha opinião qualquer material serve, na Alemanha o pessoal já monta um tipo de coleção que admite acho que até 20% de material não filatélico). Já mandei a imagem da capa para ele, para conhecimento. Fiquei de entregar na portaria do prédio dele um CD com minha coleção sobre Sustentabilidade “Minha Terra (Ainda) Tem Palmeiras” que, modéstia à parte está muito bonita. Finalmente, meus parabéns pelo sucesso de sua campanha Vote na Girafa. Aquele abraço, JA E.T. Como sou muito vaidoso, mando imagem do diploma e da medalha que ganhei na exposição Paz del Chaco, em Asunción.

01/07/07: Conforme prometi aí vão as imagens de duas peças que encontrei (folhinha filatélica grafada em várias línguas e cartão-postal, ambas da FEB com carimbo espírita 579). Se você não tem, me avise, que mando os originais. Elas estão com um pouco de ferrugem, mas acho que, até como informação, são interessantes. Obrigado pelos parabéns. A coleção é sobre Itaipu – eu fui o contador geral até 2001, quando me aposentei – e nunca tinha exposto competitivamente, apenas em mostras. Aliás expus junto com a sua em Curitiba (Brapex), como convidado. É de um quadro, e foi uma surpresa ganhar 76 pontos, pois não tem muitas peças raras que, equivocadamente no meu entender, são o grande fator de pontuação para os senhores jurados...

Esta exposição teve um significado muito grande para mim, por vários motivos. O principal, foi que eu tentei mostrar a coleção nas dependências da Itaipu, quando ainda trabalhava lá, mas o Diretor Geral não gostou de eu ter colocado um selo do Geisel e outro do Stroessner, que foram os Presidentes que assinaram o Tratado de Itaipu, pois ele foi perseguido no tempos dos governos militares. Não adiantou eu explicar que não dá para mudar fatos históricos.

A coleção de cujo título você gostou foi montada para uma mostra na UNIFAE, uma faculdade daqui de Curitiba, a pedido deles. Versa sobre sustentabilidade. Eu estava me preparando há muito tempo para montar uma coleção sobre a megabiodiversidade da fauna e flora brasileiras, que ia intitular “Minha Terra Tem Palmeiras”, mas estava sempre faltando algo para me animar. Com o pedido da UNIFAE, mudei um pouco o enfoque – e o título – e acabou dando certo.

Atualmente estou montando, também a pedido de uma faculdade daqui, uma sobre turismo no Brasil, que está ficando muito bonita, embora eu tenha colocado alguns cartões postais comuns circulados que também não são do agrado dos jurados. Intitulei-a de “Meu Brasil...Brasileiro”.

Se der tempo, vou montar outra sobre aspectos turísticos de Portugal, só que não encontrei ainda um título que me agrade. Pensei em “Navegar é preciso...” mas acho que não tem muito a ver, a não ser que dê destaque para os descobrimentos (monumentos, etc.). Vamos ver. Por isso que estou optando por apresentar minhas coleções em mostras e só eventualmente mandar para exposições.

07/07/07: Desculpe a demora no retorno, mas estou super-enrolado. Vou mandar o material para você. Quanto ao preço, basta o prazer de colaborar com sua coleção. Eu acho que fui “coronel” em outra encarnação, adoro presentear os amigos e as pessoas que admiro.

Ontem, estava pesquisando sobre a “ara macao”, para ver se podia colocar um cartão postal, com selo e carimbo de 1º dia de circulação (imagem anexa) na página do “Pantanal”. Embora tenha uma porção de livros sobre ecologia e meio ambiente, acho mais fácil consultar a Web. E lá estava sua página, encontrei a referência que precisava e descobri que você tem muito mais coisa do que suas queridinhas girafa e okapi em seu zoológico particular. Eu não sei se você tem como critério só colocar na página imagens de peças de sua coleção ou se admite colocar outras. Se este último for o caso, eu tenho muitos máximos postais, envelopes, selos e inteiros postais do Brasil – alguns do mundo – escaneados. Se interessar, te mando um CD.

Quanto à sua coleção sobre Alan Kardek, deve surgir alguma oportunidade para expor. A gente normalmente coloca na mostra cópia da coleção, por motivos de segurança. Por sinal, um sábado deste encontrei o Dr. Seme e a esposa dele na Boca Maldita (não sei se você sabe, é um ponto de reunião no início da rua das flores – que não tem flores) e estávamos conversando sobre minha coleção com o tema sustentabilidade, ela achou que talvez pudesse ser objeto de palestra na Faculdade Espírita daqui. Talvez fosse um bom lugar para expor sua coleção, não? Aliás, se você se interessar pelas imagens, eu mando junto minha coleção que está montada com o Windows Publisher.

26/09/07: Desculpa... estou morrendo de vergonha pois acabo de verificar que não mandei o material sobre Alan Kardek para você. Domingo encontrei uma flâmula sobre selo da França, comemorativa do Zoológico de Maubege, que tem imagem de... adivinhe se for capaz... Quando foi procurar seu endereço, não consegui encontrar e não me lembro – coisas da idade – se o material que já lhe mandei foi para seu endereço, do Júlio ou da Vera, dos correios, embora tenha quase a certeza de que foi para o seu. Se você não ficar muito zangado comigo por não ter mandado o material, eu acho que tive que ir ao Rio às pressas e acabei esquecendo, me mande de novo seu endereço que eu envio, bem como a flâmula. Vi que falei muito sobre esquecimento, não lembrar, etc. Acho que não é problema daquele alemão cujo nome não me lembro (brincadeirinha, lembro sim), cujo nome começa com Al... (meu médico diz que não é esse o meu problema, é mais uma questão de múltiplos interesses e compromissos, que acabam por me baratinar um pouco). Espero que ele esteja com razão...

30/09/07: Reportagem sobre exposição. Bom dia, pessoal. Fiz uma reportagem (?) sobre a exposição no Centro de Convenções da Embratel no Shopping Estação, que me parece ter ficado boa. Se tiverem um tempinho, dêem uma olhada em www.selosefilatelia.com, a chamada está logo no início. Para algumas versões mais antigas do Internet Explorer, tem que clicar bem no cantinho do quadro, fora da imagem do aviso, não sei por que isso acontece. Deve ser algum erro de programação meu. Qualquer retorno, critica ou sugestão, será muito bem recebido.

01/10/07: Eu já mandei o material para você, espero que chegue bem. Estou quase que decidido a ir ao evento. Só falta acertar alguns pontos. Eu não te falei, mas estou fazendo um curso de web designer para montar (e manter) minha página. Só fiz até agora o módulo html, mas após a terceira ou quarta aula consegui colocar a página no ar. Ainda está muito devagar, mas já tem alguma coisa. Se você tiver um tempinho, dê uma olhada. Abraço, João Alberto, vulgo JA, de vez em quando imediatamente.

Obrigado, pelos comentários. Eu não notei que as fotos da medalha e do diploma estavam maiores. Achei que foi a minha vaidade e o meu orgulho que me fizeram ver melhor. Vou examinar e corrigir, pois a uniformidade, embora em alguns casos seja monótona, é importante. Quanto à cor laranja, li em algum lugar que desperta o intelecto. Eu até ia pintar (é verdade mesmo) as paredes de minha biblioteca dessa cor, mas com as estantes e armários quase que não sobrou parede... Vou verificar os selos de xadrez...

10/10/07: Vou fazer um contato com minhas tias, para ver qual o melhor endereço para você mandar a carta. Eu enviei vários envelopes para você, um de cada selo e um com a sextilha, registrado com valor declarado, para dar a tarifa certa. Mas como quando saí de Curitiba, quem cuidou disso para mim foi a minha amiga dos correios, e acho que ela cometeu um ligeiro erro ao colocar os selos, acho que você deve ter recebido a arara em dobro ou até em triplo, pois eu não recebi nenhuma nos envelopes (dois de cada) que mandei para mim. Se for o caso, e você não se importar, a gente pode trocar os envelopes, só que os endereços vão ficar trocados, também... Fico aguardando seu presente... Ah, eu já vi a sua página, achei as fotos espetacularesss. Faço até referência a isso na “reportagem” que vou colocar no ar, provavelmente hoje à noite, pois faltam alguns retoques. Acho que parece mais do que a entrega do Oscar, é a imagem de uma felicidade só, aliás muito merecida. A minha secretária (ex) de vez em quando me chamava de puxa-saco por eu estar sendo arrumando alguma coisa interessante para os amigos – inclusive para ela – e por elogiar sempre. Mas, na verdade, eu só elogio com sinceridade. Quando não gosto, em alguns casos até falo, mas normalmente me calo.

14/10/07: Buiatria é o estudo – ou mais ou menos isso – dos ruminantes. Vem de boi em latim, e há um congresso de veterinária que acontece acho que todos os anos – o próximo será em Praga – que reune muitos profissionais e professores da área. Parece ser uma coisa importante, e um dos organizadores começou a juntar selos sobre bois e companhia (ele é tarado por eles) e acabou por ganhar muitos selos de amigos que tem espalhados por todo o mundo, aí resolveu montar a coleção. Você deve ter visto no cartaz que a girafa está lá. Eu até ia falar com ele sobre o okapi, mas acabou não dando tempo. Acho que vou mandar um e-mail para ele. Melhor ainda, se você olhar o nome completo dele no Google, vai achar o email dele, no curriculum da Federal do Paraná. Quanto à programação da remessa doe envelopes, as meninas da agência filatélica daqui são muito legais e eu acabei por fazer uma boa amizade com elas. Aí, deixei os envelopes preparados e no dia elas selaram, carimbaram e expediram. Por falar em selar, as folhas da emissão que enviaram para Curitiba esgotaram logo, estão esperando mais, pois a procura está grande... Bem, inté, que eu vou ter que regular todos os relógios, binas, micro-ondas e toda a demais parafrenália que nos rodeia hoje em dia... Sérgio, acabo de falar com minha madrinha lá nos Açores, e combinei com ela o negócio da carta... Combinei que ela colocará seu envelope em outro e enviará para você. Vê com a Vera qual é a tarifa para os Açores, ela é diferente da de Portugal. Embora seja Europa pelos critérios geográficos – a fauna e flora são europeias, alías eram quando do descobrimento – para os correios é considerada a tarifa acho que da África.

15/10/07: Acabo de ler a mensagem abaixo. Se você ainda não preparou a carta para minha madrinha, pode usar o endereço do Magina. Ou então usar os dois, como achar melhor. Lembro que a tarifa é diferente da de Portugal, como disse em meu e-mail anterior. Ontem coloquei todas as fotos de sua coleção (acho que tirei todas) no meu site, na seção “aceita um cafezinho”, mas por um desses mistérios que ainda não consigo identificar, só as primeiras três fotos aparecem, embora quando testado fora do ar todas elas estão lá. Sugiro que você as copie, depois me informe, aí eu colocarei mais algumas, and so on...

16/10/07: Já vi as 3 fotos na seção “Aceita um cafezinho?”... legal, obrigado! Realmente, as outras fotos não aparecem... que estranho... será que você não está com tais fotos em uma pasta de seu micro que não foi atualizada no provedor... Às vezes, a gente coloca as imagens em uma pasta e depois esquece de atualizá-la... talvez seja isso, uma vez que aparece em seu micro e na internet não... João, quem é o Magina? Parente seu? Ele escreveu sobre o que, romance? João, postei para os dois endereços claro, sua madrinha e o tal do Magina... Pensa, vc comentar para não abrir o envelope... Diga a eles, por favor, para aceitar o “brinde” interno... estou enviando o mesmo que lhe enviei... ok?! Nem era necessário dizer sobre o cuidado em abrir a carta... Já recebi envelopes de volta que foram rasgados quando abertos... A única coisa que eu não acho legal é rasgar o selo... de resto, eu aceito qualquer coisa... Como vc bem sabe, o que me importa são as girafas circuladas para além mar... (risos) Caso acontecer qualquer coisa como extravio, por exemplo, também não há problema, posto outro envelope... Também não é necessário registrado ou coisa parecida... pode colocar o meu envelope dentro de outro qualquer e me postar da maneira mais simples que houver... ok? Mas João, não há problemas em relação ao dinheiro que eles vão gastar para me devolver os envelopes? Diga para postarem da forma mais econômica possível, ok?! Obrigado pelos endereços, viu!? Pois em breve terei duas girafas circuladas para a sua ilha natal... Outra coisa, recebi os envelopes circulados no dia 5 de outubro... João, já não bastava o envelope circulado com a sextilha, registrado com valor declarado, ainda me posta mais 6 envelopes? A que devo tantos presentes e tanto cuidado e atenção? (Como a sua secretária dizia, deve ser coisa de puxa-saco mesmo... brincadeirinha, viu?!) João, gostaria de trocar os envelopes sim... eu recebi 3 araras, 2 chimpanzés e 1 elefante. Portanto estou lhe enviando 2 araras e 1 chimpanzé. João, faço votos que sua mãe continue assim, melhor do que antes...

18/10/07: O Magina é meu afilhado de batismo, eu fui padrinho da mãe dele no casamento dela, tinha acho que 9 ou 10 anos, e quando ele nasceu foi convidado para ser padrinho dele. Os pais dele eram empregados de meus pais e muito queridos. Avisei o Magina que você gostaria que ele abrisse o envelope, pedi cuidado. Quanto ao que você enviou com meu nome, vou pedir ao pessoal que também o abra antes de devolver para você. As fotos estão na pasta certa, o endereço está certo, e funciona no ambiente interno. Mas quando passei para o server, aconteceu isso. Hoje vem um cara dar uma revisão geral no meu computador que eu acho que está com problemas de virus - não é este que eu estou usando agora, fique tranquilo - depois disso vou fazer tudo de novo para ver se dá certo. Quanto ao custo de postagem deles, realmente é irrisório, não tem problema. Não se preocupe com isso, se fosse problema eu teria dito a eles que reembolsaria. Quanto à forma de você retribuir, não há necessidade disso. Mas se um dia, quando você tiver procurando girafas, encontrar uma coruja (em termos de selos são poucos os que me faltam até 2000, que foi o ano em que eu resolvi dar um basta, pois não dá para continuar comprando todas as emissões de tudo o que me interessa) em flámula, carimbo, ou inteiro postal, de repente me avise se for muito caro, para eu ver se me interessa comprar. Se for baratinha, de repente você me manda de presente. Não sei se isso vai ser fácil, pois eu acho que a coruja come baratinhas, então vai ser difícil de encontra-las juntas, mas tudo é possível. Eu ontem ajudei a embalar uma coleção do Rio que esteve exposta aqui em Curitiba. De fauna em geral, mas tinha algumas séries de girafas. Eu escaneei o que deu, depois de resolver o problema do computador, vejo com te mandar as imagens, se via homepage ou por CD. Provalvelmente você já tem essas séries, nenhuma delas é rara... Se não tiver, as imagens servem como informação, não?

26/10/07: Acabei por não devolver seu envelope. Acontece que tive um problema com meu computador, tive que formatar, etc... Como estava montando uma coleção para um amigo meu sobre bicicletas..., aconteceu que não abri seu e-mail, por ter pensado que era o anterior... Isto tudo para dizer que mandei um CD, junto com os envelopes que trocamos, com todas as fotos do evento de São Paulo e as imagens da tal coleção. Mandei ontem, registrada. Amanhã estou indo para o Rio, devo ficar por lá uns dez dias, para falar a verdade já estou com vontade de voltar... Aproveitando, qual é mesmo o pintor cujas obras o seu amigo coleciona? (em selos, não sei se no original, também). Tenho impressão que é Goya, mas não tenho a certeza.

CD: com imagens de Cuba, República Centro-Africana, República Tcheca, Sahara, Tanzânia 1980, 1993 e 1995, Uganda; ainda do Terceiro Encontro Internacional.

30/10/07: Encaminho a mensagem que recebi de meu afilhado. Ele também é fotógrafo, tem várias fotos dele em livros sobre aspectos ambientais e geográficos dos Açores, e está preparando um livro sobre o assunto. 29/10/07: De João Manuel Magina Medina (jmmagina@eda.pt), assunto Envelope, Olá bom dia! Já enviei o envelope ao seu amigo. Agradeço a lembrança que ele me enviou. Um abraço, Jmmagina.

04/12/07: Um amigo me cumprimentou hoje por uma artigo que eu teria publicado e que ele encontrou pesquisando no Google. Como sou curioso, fui procurar e acabei achando, em primeiro lugar, uma espécie de log dos e-mails que mandei para você, achei super-interessante. Mas o que mais me chamou a atenção foi o item sobre BURIATRIA, como eu grafei na época. Está errado, na verdade é BUIATRIA. Eu levei alguns dos meus albuns da coleção de coruja para a SOFICUR, para mostrar aos meus confrades, como diz nosso presidente, e um deles, o Ernesto Knauer, descobriu algumas peças que além de coruja também tem girafa. Um dia destes escaneio e mando para você.

28/03/08: Saíu uma reportagem meio que capenga num jornal popular do Rio sobre o namoro do casal de girafas do zoológico do Rio, parece que a menina está fazendo doce (é verdade que o menino é paulista, não tem a ginga do carioca). Eu estou com um exemplar – só as folhas sobre o assunto – para te entregar. Você já recebeu último COFI? Eu recebi ontem, nós dois estamos lá, em reportagens diferentes. Por fim, atendendo a pedidos... Aquele abraço e seja muito bem vindo.

14/10/08: Sérgio, acabo de receber os envelopes que você fez a gentiliza de enviar, muito obrigado. Eu fiquei muito triste por não ter ido a São Paulo, primeiro por deixar de rever os amigos, segundo por não ter a oportunidade de mandar material sobre o lançamento. Recentemente estive no Rio e encontrei uma revistinha infantil em quadrinhos, antiga, de promoção de um produto da época, que conta a história de 5 animais: elefante, leão, urso, foca e macaco. Achei que você talvez já a tivesse, mas resolvi pegar para levar para São Paulo e entrega-la pessoalmente. Hoje mesmo comentei com a Natali e a Lucirene que iria mandar pelo correio para você, já que não fui à reunião anual da ABCF. E, quando cheguei em casa, encontros os quatro envelopes, muito bem preparados, que você me enviou...

16/12/08: Envelope pré-pago com os meus 3 selos pagando porte adicional, que trouxe a revista Maravilhas da Natureza (de Walt Disney Productions, 1964) e duas páginas do jornal Gazeta do Povo (Curitiba 14/12/08, ano 90, número 28894) com matéria sobre o livro “Girafa tem torcicolo?”.

Album 2007 Girafa Máximo Cópia

volta ao topo

25/04/10: Eu montei ontem a sua coleção, junto com a de um colega da SOFICUR, lá na AF de Curitiba, e preparei uma notícia sobre isso. Agradeço se você der uma olhada e, caso tenha algum ponto que queira mudar, avisar-me. Como digo no texto, gostaria que você me autorizasse a escanear sua coleção depois de desmontar, para colocar na minha página. Aquele abraço.

Divulgação no sítio “Selos e Filatelia”
(www.selosefilatelia.com/PastaNoticias/not028.html)

A outra coleção exposta, “Correios do Mundo Contra a AIDS – 35 Anos de Descoberta do Vírus HIV”, montada pelo filatelista (ou melhor, pelo pancolecionista) Sérgio Eduardo Sakall, aborda o tema da descoberta científica do virus do HIV e a atividade dos Correios do Brasil e de muitos outros países na divulgação do tema. O Sérgio reside em São Paulo, atuando na área de fotografia. Algumas de suas fotos foram cedidas aos correios, para a emissão da Folha de Selos Personalizados de São Paulo, versão horizontal, que considero a mais bonita das folhas desse tipo emitidas em 2009. Ela pode ser apreciada utlizando o link: Folha de Selos Personalizados – São Paulo (www.selosefilatelia.com/PastaLancamentos09/018pb.html).

E sua grande paixão são as girafas e os primos delas, os ocapis, sobre os quais possui uma formidável coleção abrangendo todo o tipo de material colecionável: selos, outras peças filatélicas, moedas, notas, bibelôs, estatuetas, brinquedos, fotos, livros, reportagens, e tudo o mais que você imaginar. Ele mantém uma página especializada em colecionismo, com destaque para o tema “Girafas”. Espero que ele me autorize a escanear a coleção, para fazer parte do meu acervo virtual, no grupo “Coleções de Amigos”, da seção “Minhas Coleções”. Convido a todos a visitar a Mostra, caso tenham essa oportunidade. E aproveito para agradecer aos dois amigos filatelistas e à equipe da Agência Filatélica de Curitiba o apoio recebido.

26/04/10: Além de fazer o favor e contribuir na montagem da minha coleção, ainda a divulga no Selos e Filatelia, tira fotos, explica, elogia (muito obrigado pela folha de Sampa) e quer autorização? (rs) Aiii quisera que vc estivesse aqui neste momento... ou vice-versa... pois são tantas coisas pra dizer... 1 – Não sabia que a Soficur que escolhia as coleções... Peço desculpas por “atropelar” tal procedimento, pois eu quem ofereci a coleção... Apesar de ter gostado e não me importado de “dividir” o espaço com o outro colecionador, com certeza é muito mais adequado neste momento expor a coleção de Brasília... poderia ter deixado pra depois a minha... isso é só um comentário! 2 – Por que você sempre diz que as fotos não ficaram boas? Quer o endereço de um lugar daqui para comprar uma máquina profissional? (rs) 3 – Aliás, penso que nem preciso “te autorizar” para você escanear a coleção... preciso sim te agradecer por tanta divulgação... 4 – É João Alberto... vc tem o mesmo nome composto que meu pai... pena que ele não foi uma pessoa “culta”, interessada e solícita, sobretudo na área filatélica... quisera ter aprendido com ele, como ouço de vários colecionadores, a colecionar selos desde criança... Mas c'est la vie... 5 – Quanto aos meus agendamentos médicos... não entendi o que quis dizer... conhece alguém? 6 – Se eu sou Pancolecionista, vc é o quê? (rs) Afinal são tantas coisas interessantes... não é mesmo? E com espírito de colecionador, acho que acabamos por “ampliar” os horizontes... 7 – Novamente agradeço pelo elogio na folha de selos de Sampa. Vc foi o único a dizer isso! 8 – O texto de sua explicação está excelente! Melhor impossível. Entretanto eu não abordo os meios de contaminação ou sua prevenção etc. Nem quis escrever nada... Apenas mostro os selos que o mundo emitiu sobre o tema... com a intenção, claro, de divulgar tal problema da humanidade... Isso é só um comentário. 9 – Detesto bichinhos de pelúcia! (risos não, gargalhadas...) João, muitíssimo obrigado por tudo. Por você ter montado a coleção também. Você é uma pessoa única. Sua soliscitude, empenho, disposição, amizade, educação, entre outros predicados, são algumas de suas qualidades invejáveis... Quiçá houvesse mais pessoas como você em nosso meio... PS: Chega de ir para o Rio! Acho que já passou da hora de você conhecer a minha coleção pessoalmente... Aliás, por que será que toda vez que vc veio a Sampa não veio aqui em casa? Vc não precisa de convite formal para isso... não é?!

29/02/12: Envelope registrado, cujo porte foi pago com dois selos Girafa entre eles, trouxe um cartão-postal de Detroit e o bilhete “Curitiba, 27/02/2012, Oi Sergio, Espero que goste. Aquele abraço”.

04/10/12: Selos personalizados do Zoo de Curitiba, + três FDCs, dois da Alemanha (Oriental e unificada) e um da Suíça.

12/03/13: Recebi envelope contendo um cartão de aniversário (imagens abaixo: capa e interior aberto), um selo obliterado e um bilhete de Lucirene. O cartão “5 Anos Feliz Aniversário”, Série I / Gulliver Nº 6 – Cromocart, contém no interior uma dobradura no centro que se estende quando se abre o cartão e traz a seguinte mensagem: “5 Anos! Que se reproduzam em belos dias, com muitas bôas coisas e alegrias...”

13/03/13: Olá Lucirene e João! Não entendi muito bem este envelope circulado que recebi, uma vez que o remetente, assim como o presente foi em nome de João, mas a mensagem interna foi de Lucirene... Devo pensar que se trata de um circulado constituído, isto é, uma correspondência composta?! (rs) Só lamento que tal envelope não tenha recebido dois carimbos de expedição diferentes... se não, um dia, eu teria em mãos um envelope que talvez alcançasse cifras inimagináveis... rs Outro fato relevante (ocorrido neste evento) que devo expor é sobre um dos significados da palavra correspondência que, segundo o Aurélio, é a troca de cartas entre duas pessoas... Precisamos informar ao editor da dita obra que os tempos mudaram e que a troca de cartas pode ser entre dois ou mais indivíduos, assim como esta troca de mensagem de e-mail entre nós, que contém três endereços eletrônicos... Não é mesmo?! João, como sempre encontrando peças diferentes e curiosas para a minha coleção... amei o cartão de aniversário... vou perguntar a mamãe como foi a festinha de meu quinto aninho... rs Também adorei o selo norte-americano obliterado com parte do interessante “carimbo de doação”: GIVE... Muito obrigado pela lembrança de sempre de ambos... Abraços e inté.

Oi, Sérgio, foi realmente um esforço conjunto. Eu estava sem envelope, ou melhor os envelopes que uso estão na AF, pois praticamente não me correspondo com mais ninguém a não ser por e-mail, minha letra que já era ruim, por isso está ficando pior daquela dos médicos. Eu deveria ter anexado uma carta, mas dei mancada. Mas, talvez por ser surdo, ou então para justificar a falha, acho que uma imagem vale por mil palavras. A peça veio numa caixa que arrematei, no meio de muita tralha... Eu passei um dia desses no Zoo daqui, uma amiga tua mandou um abraço e um beijo de lingua – e que lingua! – para você, está com muitas saudades. Vê se aparece. Aquele abraço. | Já te falei que é você quem tem que vir conhecer a minha coleção... rs Aliás, vocês dois estão entre as poucas pessoas que ainda não conheceram a coleção de girafas... Você não deu mancada nenhuma... Só quis brincar porque achei engraçado dentro de sua correspondência a carta ser da Lu... Ainda bem que no dito lote continha uma peça para mim... Obrigado pelo beijo de língua...

volta ao topo

João Batista Francisco

Colecionador de selos sobre “Itaipu”, entre outras...
João Batista Francisco – www.cyanocorax.multiply.com – jbfranc_aves@yahoo.com.br

22/06/09: Correção sobre coruja. Andei passeando na sua página e fiquei de boca aberta com tantas informações, algumas (!) sobre girafa... Só posso te dizer parabéns. Sou filatelista e tb tenho uma paixão: as aves. Quando puder organizo minha coleção... Mas sou tb ornitólogo, e me chamou a atenção um pequeno senão que, se não (foi um trocadilho à toa) se importar, sugiro corrigir, ou melhor, melhorar, pois não está errado, apenas necessitando “melhorar”. Explico: quando entrei em “aves brasileiras”, lá no mutum me deparei com Parque das Aves em Foz do Iguaçu (cidade onde moro há muitos anos). Quando chega na parte das corujas, a foto realmente é de uma coruja-buraqueira... no Brasil essa ordem é dividida em duas famílias.. Quando vc se refere às corujas do continente, se for do Americano, a coruja-pescadora (Ketupa zeylonensis) é natural do continente asiático, não ocorrendo no Brasil... desculpa pelas observações. É que achei teu site tão completo que, no que me toca, sugeriria apenas essas observações p/ ficar mais completo ainda. Vai que algum ornitólgo mais crítico entre tb. né? rs Abraços.

24/06/09: Não há o que te desculpar... pelo contrário, só agradecer e pedir bis... Muitíssimo obrigado por escrever e querer corrigir rumo a um mundo melhor! Também agradeço por seu elogio... João adoro receber e-mails de ornitólogos, biólogos e afins... Claro que para eu, ou melhor para o meu site Girafamania, tais correções são aprendizados que ainda disponibilizo corretamente aos estudantes e interessados... Ter informações corretas na internet está cada vez mais difícil... Portanto primo por isso, claro. E agradeço muito por suas considerações e espero que você me ensine um pouco mais... não sou formado nisso, mas tenho carteirinha cativa de censor comigo mesmo... (rs) Embora eu tenha me sentido como uma criança ao não alcançar o doce... (rs) Quer dizer que ambas as corujas são a mesma espécie?...

24/06/09: Porque não começa falando dos mutuns em geral... ? Observação: Estamos falando de aves brasileiras... os pavões são asiáticos... Veja lá naquele endereço das aves do Brasil que encontrará todas as aves dessa Ordem... Cansei só de ler sua mensagem... rs Mas gostei. Se vc fez questão de perguntar (tantas), é pq minha msg foi importante... Segunda à noite, depois de estar saturado de fazer trabalhos, resolvi conhecer melhor sua página, pois já tinha passeado nela outras vezes... Fui gostando... acabei caindo lá naquela página (a do parque e aves)... onde pegou as informações sobre as corujas, pois a coruja-buraqueira, atualmente é Athene cunicularia... Veja mais em http://seb-ecologia.org.br/viiiceb/pdf/324.pdf . Espero ter contribuido mais um pouquinho. Não tema em perguntar. Como diz o ditado: o importante não é saber, é ter o telefone de quem sabe!... tenho duas provas p/ essa semana de tirar pica-pau do toco! rs

25/06/09: Acho que vc arrumou p/ cabeça... Murucututu é onomatopéico, ouça sua vocalização anexo... É por causa de seu canto estranho, meio que sinistro que tem esse nome... Quanto a Athene cunicularia o que mais leio (http://br.groups.yahoo.com/group/ornitobr/) é buraqueira. Por falar nisso, sugiro entrar nesse grupo. É uma excelente sala de aula sobre ornitologia. E falando sobre selos, tenho diversas coleções incompletas, pois me falta tempo, desde que comecei a faculdade, há uns 4 anos atrás... Meus temas principais são: Foz do Iguaçu e aves, essa última ainda no ajuntamento, e por enquanto, priorizando as aves do Brasil, pois esse tema é muito amplo. Não sei ainda que linha seguirei (somente do Brasil, taxonomia, urbanas, etc...). No mais é isso, amigo. Pretendo ainda montar uma coleção sobre a eletricidade no Brasil, pois trabalho na Itaipu Binacional e vejo como um tema interessante a pesquisar. Abraços e até outra hora. PS.: Se me esqueci de alguma coisa é só me lembrar...

01/07/09: Caríssimo, como diria o Jack: vamos por partes... Sobre minha quarentena.... attttchiimmm ops. desculpa... rs Deixe me apresentar: tenho 46 (próximo sábado, 04 de julho, lembra do Born On The Fourth Of July? Não, não era eu... rs) Trabalho na área de estudos hidrológicos na Itaipu Binacional (não tem nada a ver com a área de meio ambiente e sim com a operação da usina). Sou técnico e, como sou fascinado por aves e suas biologias, e, também pensando na pós-aposentadoria (com hífem ou sem?, rs) decidi me tornar Biólogo. Mas é por amor à natureza, meio ambiente.... e as aves. Não tenho esperança nenhuma em trabalhar na área (como Biólogo). Faltam apenas duas matérias p/ concluir o curso, só por causa de minhas constantes viagens à beira de rios (estudos hídricos, lembra?), onde realizamos medições de vazão, manutenção de estações telemétricas etc e etc... Daí minha paixão pela natureza... rsrs

Well, sobre o murucututu e seu som onomatopéico, é isso, é o nome proveniente de um som. Por exemplo o bem-te-vi e muitas outras aves por aí. Sobre as duas famílias de Strigiformes, a Tytonidae e Strigidae, a única coisa que sei é uma diferença na posição das pernas e na morfologia da siringe. E tb me parece que há alguma diferença na filogenia (genética), mas ainda é algo a se estudar. Quanto ao selo da coruja Strix virgata, tenho sim o selo. Te agradeço muito, mesmo assim. Falando sobre as búfagas, como te disse, tenho preferência pelas aves brasileiras (são mais fáceis de se observar, né? rs), e, sinceramente nunca havia ouvido falar dessas aves. Afinal, tem ave prá caramba nesse mundo. Só no Brasil tem 1800 espécies descritas... E vc tem muita coisa p/ se aprender.

Quanto ao Parque das Aves, tem uns 6 meses que não vou lá. E nem precisa dizer que adoro aquele lugar. Próxima vez que for lá, mando alguns p/ vc. E, falando em zoológicos, o Bosque Guaraní tem algumas mudanças... Mas tem um zoológico que não me lembro de ter visto no girafamania... Seguinte, me manda seu endereço que te envio um folder do Refúgio Bela Vista completo. Ali tem alguma coisa sobre o zoológico. Será que faltou alguma coisa? rs Qualquer coisa, estamos na área.

02/07/09: Vida de acadêmico não é fácil, principalmente quando se faz muitas viagens, ao menos uma semana por mês. Isso quando não são duas... e isso acarreta perda de aulas. Para repor só estudando muito. Então, depois que comecei a faculdade (há 5 anos atrás, para um curso de 3,5 ano...) não encontrei mais tempo para organizar nem tão pouco me dedicar à filatelia. Gosto muito, mas tem que haver um certo tempo para organizar, montar, pesquisar... Então, quando surge alguma coisa, vou acumulando... rs. Espero terminar esse ano ainda a faculdade. Para o segundo semestre ficarão apenas duas matérias. Inclusive, em maio inaugurou uma agência dos Correios aqui no Parque Tecnológico (www.pti.org.br), e a gerente está muito animada em promover a filatelia. Acho que vou ter que me dedicar mais por isso tb. Por que te falei isso tudo? Acho que é só p/ dizer que não tenho assim muita coisa que esteja precisando agora. Agradeço tb a isso. Na verdade meu tema principal hoje, filatelicamente falando, é Foz do Iguaçu. Tenho um bom material sobre Foz. Pretendo inclusive montar uma página na internet, + ou - como essa sua (obviamente que mais simples) desse tema. Só ainda não sei como... E valeu pelo elogio. Ilustração de aves é outra coisa que pretendo me dedicar após a faculdade. Essas daí foram feitas há dois anos. Não tive mais tempo de fazê-las...

06/07/09: Parabéns! Ok, amigo. Gracias pelo cumprimento. Pero, despues de los 40 no se hace necesario hacerlo... rs Te enviei na sexta-feira aquele folder. É preciso seu recebimento. Vai num envelope da Itaipu, com selo da Itaipu... é prá coleção... rs. Por isso, abra-o com tesoura... tô eu ensinando o padre a rezar missa... Me avisa quando chegar, ok?

08/07/09: Como sempre, você me faz rir... João, muitíssimo obrigado pelo fôlder! Não fosse você seria difícil agregar isso na coleção de zoológicos brasileiros... Ah! Claro! Agradeço o super envelope Itaipu, devidamente arrumado no sentido vertical, altamente colecionável...! (rs) Sabe que tenho algumas peças africanas, alguns envelopes de primeiro dia, que não cabem na página da coleção justamente por causa da posição horizontal... Isso que é colecionador, saber arrumar na vertical... depois diz que está afastado do meio... (rs) O selo personalizado em branco e preto ficou muito legal... Por um acaso foi você quem fez? Eu não entendo muito de desenho, mas esse foi feito a nankim, é isso? Curiosidade: só para eu entender... o envelope é confeccionado no Paraguai por quê?
Provavelmente é mais barato.... Mas é interessante ler no envelope Fabrica Paraguaya de Sobres... Novamente agradeço por sua contribuição no fôlder e no envelope que guardarei com carinho.

08/07/09: Caro Sérgio. Já chegou? Que bom. Olha só, o envelope que eu iria enviar era um horizontal (rs). O folder cabia melhor. O ideal para coleção são aqueles pequenos, de + ou - 15 x 10 cm, mas o folder não caberia. Aí pedi a uma secretária e ela me forneceu esse horizontal. Quando levei à área de despacho de correspondências da Itaipu, a pessoa responsável disse que iriam três selos (é isso mesmo?) que no horizontal não caberiam, pois iria tb a etiqueta de registro. Então a pessoa sugeriu esse vertical. Achei muito mais “aproveitável” para coleção. A propósito, eu nem vi que era fabricado no Paraguai. E com certeza é pelo custo. A Itaipu preza muito essa questão de pagar o mais barato. Muitas vezes sai caro, né?? rs Quanto ao selo, eu não tenho cacife prá tanto, produzir um desenho desses... rs. Na verdade é técnica de nanquim, só não sei se foi realizado em nanquim, pois para o calendário e agenda deste ano, a empresa que fabricou-os utilizou imagens da história da Itaipu, desde a assinatura da ata do Iguaçu (1966) para o mês de janeiro até a confirmação da Universidade Livre das Américas (UNILA) do mês de dezembro, que está sendo implantada na área da Usina. Como hoje em dia o computador te permite criar semelhança entre várias técnicas, provavelmente a idéia era justamente a técnica de nanquim, em preto e branco. E para a comemoração dos 35 anos foi criado esse selo e o carimbo, que vc não comentou. Ele foi carimbado no envelope? E, esse selo só pode ser usado para as correspondências da Itaipu, não sendo disponibilizado para os Correios. A procura por eles é muito grande, de forma que sugiro guardar bem, pois esse selo pode ser raro um dia (rs).

09/07/09: Sempre “conserto” o seu nome acima e ele sempre me aparece com esses erros... sabes por quê? Estou enviando esta mensagem de outra forma... para ver o que acontece... Sim, sei que o ideal são envelopes pequenos; mas quando ele é de maior tamanho, o melhor é o sentido vertical para caber numa página A4, por exemplo. Assim como foi feito no que você me enviou, que eu adorei assim. Sim o porte foi pago com 3 selos - os quais serão raríssimos no futuro... e tenho guardado logo 3 deles... (rs) Então, eu não comentei nada sobre o carimbo porque não achei que fosse comemorativo... O que veio é assim TRÊS FRONTEIRAS 03 JUL 2009 FOZ DO IGUAÇU - PR. E esse carimbo não me parece ser comemorativo... Acho que deve ser outro o que você refere... Mudando de assunto, sempre me esqueço de te perguntar se você conhece um xará seu...? Penso que sim... Esse amigo mora em Curitiba e, entre muitas outras, também tem uma coleção sobre Itaipu!

09/07/09: Selo Itaipu. É uma pena que já não estão utilizando o carimbo comemorativo. Farei um scaner mais tarde e te envio a imagem. O João Alberto é um funcionário aposentado da Itaipu que vive em Curitiba. Infelizmente não o conheci, e até já tentei entrar em contato com ele via email mas não tive respostas. Sérgio, quando vc diz que meu nome sai errado, seria na entrada das mensagens? Se for isso, o problema é com o Yahoo, que não aceita o til no a de João... rsrs. Sai um tal de Joyyyyfeeee, alguma coisa assim? rs

10/07/09: Caro amigo. Valeu pelo link com o JA. O mesmo me ligou hoje pela manhã e explicou que havia respondido no dia seguinte, só que, ainda não recebi a mensagem... rs Acho que esse yahoo vez em quando me apronta alguma. Mas tudo bem. Conversamos bastante e iremos trocar algumas ideias vez em quando. Muito obrigado pela sua colaboração. No mais é isso. Abraços.

27/08/09: Um milhão de girafas. Olá, caro amigo Sakal, como vai? Olha só, em duas situações lembrei-me de vc: a primeira, se não me engano, foi a quase 15 dias atrás (ou foi no domingo passado?), no domingão do chatão, onde o pseudo biólogo/aventureiro (ou aventureiro/biólogo, tanto faz)... ih, como é mesmo o nome dele? (isso que dá escrever às 11 da noite com sono), Tentarei lembrar até no fim da msg - mostrou um safari, onde apareceram algumas girafas, inclusive um casal no ato do acasalamento... E aquela ave que faz o trabalho de tirar os parasitas das girafas (nem espere que me lembre do nome que vai perder tempo! rs). A outra vez foi.. Hoje! Vc viu isso o que está no link abaixo? Se já, aviso que estou providenciando minha contribuição. Se não, Veja que maravilha! Abraços.

Entrada principal !
Última atualização: 21/12/2013.
volta ao topo

AMIGOS COLECIONADORES COLECIONADORES
AMIGOS COLECIONADORES