This page is part of © GIRAFAMANIA website / Esta página é parte do sítio GIRAFAMANIA

CLASSIFICAÇÃO CIENTÍFICA

O ramo da Biologia que trata da classificação científica dos seres vivos em grupos, de acordo com sua estrutura, origem etc., é a Taxinomia ou Zoologia Sistemática. Baseia-se na morfologia e anatomia, coletando e estudando corpos inteiros em líquido, esqueletos e espécimes empalhados.

Ultimamente, a identificação vem evoluindo com diversas técnicas novas baseadas na bioquímica, como a quimio-taxinomia ou sistemática genética. Os estudiosos dividem a classificação zoológica em táxons ou unidades taxinômicas. Os níveis (sequência) são:

  1. REINO (Kingdom) – Animal (Animalia ou Metazoa)
  2. FILO (Phylum) – Cordados (Chordata)
  3. SUBFILO (Subphylum) – Vertebrados (Vertebrata)
  4. CLASSE (Class) – Mamíferos (Mammalia)
  5. SUBCLASSE (Subclass) – Placentários (Eutheria)
  6. ORDEM (Order) – Artiodáctilos, Ungulados (Artiodactyla, Ungulata)
  7. SUBORDEM (Suborder) – Ruminantes
  8. FAMÍLIA (Family) – Girafídeos (Giraffidae)
  9. SUBFAMÍLIA (Subfamily) – (Giraffinae)
  10. GÊNERO (Genus) – Giraffa (Giraffa)
  11. ESPÉCIE (Species) – Girafa e Ocapi (Giraffe and Okapi)

O ato de dar nomes científicos é controlado pela Comissão Internacional de Nomenclatura Zoológica (ICZN), que se baseia na lei da prioridade: o nome válido é o nome mais antigo conhecido, único método para a nomenclatura não entrar em um caos...

Regras de Nomenclatura

A nomenclatura latina dos animais segue algumas regras essenciais:
1) todos os nomes devem ser escritos sempre em itálico
2) a primeira palavra representa o gênero e deve ser grafada com a letra inicial maiúscula
3) a segunda palavra representa a espécie e deve ser grafada com a letra inicial minúscula
4) os demais nomes, quando houver, são grafados com letras minúsculas
5) o nome científico é válido para ambos os sexos

O nome de uma girafa é formado pelo gênero (letra maiúscula), seguido da espécie (letra minúscula) e a seguir o nome do autor (quem descreveu a espécie).

Exemplo: Giraffa camelopardalis Lineu

Portanto, as designações científicas formam-se a partir de um binômio em que a primeira palavra indica o gênero e a segunda a espécie. É uma norma internacionalmente adotada que se tornou lei, mas às vezes, não é respeitada...

Nota: A abreviatura “spp.” (que significa espécies) após o nome do gênero representa que o mesmo possui várias espécies. Quando a referência é apenas “sp.” (espécie) representa que uma espécie de um determinado gênero ainda não foi identificada, geralmente é usada quando o nome da espécie não pode ou não interessa ser explicitado. Deve ser observado que sp. ou spp. não são escritas em itálico ou sublinhadas.


Nota: A classificação zoológica foi estabelecida em 1758, pelo sueco Carlos Lineu... Algumas ordens classificadas nesse trabalho foram corrigidas por Lamarck em 1818...

Nome comum ou vulgar – Girafa
Nome científico – Giraffa camelopardalis (Linnaeus, 1758)

► Reino – ANIMAL

São classificados dentro do reino animal, todos os animais pluricelulares existentes na face da Terra, por classificação oposta ao reino vegetal.

volta ao topo

► Filo – CORDADOS (do grego: chorde = corda, aquele que possui notocorda)

Saem todos os invertebrados, como os artrópodes, por exemplo, e ficam os animais que durante pelo menos um estágio da vida apresentam um cordão no dorso, o qual constitui o seu eixo primitivo.


► Classe – MAMÍFEROS

Nesse grupo ficam somente os vertebrados de sangue quente, cujas fêmeas produzem leite para seus filhotes. Saem todos os vertebrados de sangue frio, como os répteis, por exemplo. Mamíferos representa o grupo dos entérios, o qual é dividido nas Ordens:

  1. Carnívoros
  2. Ungulados

O selo postal sobre o zoológico da cidade de Frankfurt, na Alemanha, por exemplo, mostra dois mamíferos: a girafa que compreende a Ordem dos Ungulados e o leão que compreende a Ordem dos Carnívoros.

volta ao topo

► Ordem – UNGULADOS ou ARTIODÁCTILOS

A ordem expressa parentesco mais próximo dentro de uma Classe. Desse grupo saem todos os carnívoros e roedores e ficam somente os mamíferos que têm número par de dedos em cada membro, os quais são providos de cascos. Chamamos de Ungulatas ou Ungulados os mamíferos cujos dedos são providos de cascos.

Abaixo, série de 10 valores sobre Pegadas de Animais: “Animal Tracks – Stories in the Sand”, emitida pela África do Sul, os selos mostram as pegadas de 10 animais: búfalo, girafa, elefante, hiena-manchada, gnu, leopardo, hipopótamo, javali, rinoceronte-negro e zebra-de-burchel.

O bloco abaixo, emitido pela Tanzânia (1995), é o único que identifica a Ordem em que a girafa se encontra na classificação científica: Ungulata (em latim).

Embora tanto o selo sul-africano, do lado esquerdo da tela, como a selo da Nigéria (1965), do lado direito, mostram que a girafa é Ungulada...

volta ao topo

► Família – GIRAFÍDEOS

O nome da Família deriva do radical do nome de seu Gênero, tipo a que se acrescenta a terminação “idae”. Constitui a entidade mais alta reconhecida pelas leis internacionais da nomenclatura. Os membros da Família têm de ser monofiléticos. A Família ainda pode ser dividida em Superfamília e Subfamília...

volta ao topo

► Subfamília: GIRAFFINAE

O nome da Subfamília deriva do radical do nome de seu Gênero, tipo a que se acrescenta a terminação “inae”. Abaixo, um selo ampliado e sem picotagem, emitido pela República do Togo – único conhecido que traz grafada a palavra “GIRAFFINAE”.

volta ao topo

► Gênero – GIRAFFA

Representa o indivíduo. Sua origem é uma unidade coletiva, reunindo representantes aparentados de provável origem filogenética. É considerada Espécie um grupo de indivíduos semelhantes que se reproduzem entre si, gerando descendentes férteis.

A família dos Girafídeos possui apenas duas Espécies vivas, isto é, dois representantes, ambos endêmicos ao Continente Africano:

► Espécies:

1) Giraffa camelopardalis – girafa
2) Okapia johnstoni – ocapi

Entrada principal !
Última atualização: 17/02/2013.
volta ao topo

PÊLOS E PELE TUDO SOBRE AS GIRAFAS
SUBESPÉCIES