This page is part of © GIRAFAMANIA website / Esta página é parte do sítio GIRAFAMANIA

REPÚBLICA DE CAZAQUISTÃO (16/12/1991)

ex-República da antiga União Soviética (Union Soviet Socialist Republics – USSR)

Animal-símbolo: Águia-das-estepes / Steppe Eagle ou Berkut (Aquila nipalensis), que aparece na Bandeira Nacional.

Do lado direito da tela, o selo postal “Kasachstan” (WNS nº. UN311.07) foi emitido pela Organização das Nações Unidas (Post United Nations Vienna) em 3/05/2007 e compreende uma série de oito valores sobre “Coins and Flags”. No centro, selo cazaque emitido em 2008. Do lado esquerdo, selo emitido em uma série de três valores pelo Cazaquistão em 22/12/2005, com valor facial de 70 KZT e impresso na China, ele mostra Símbolos Nacionais do país: a águia estilizada ao fundo e a Bandeira Nacional.

Brasão de Armas: Foi adotado logo após a dissolução da União Soviética, em 26/12/1991. Na esquerda e na direita do brasão há dois unicórnios com asas olhando para fora. Como em qualquer república pós-Soviética cujas armas não lembram a Revolução de Outubro, o brasão atual mantém alguns componentes das armas da antiga RSS Cazaque. A estrela no alto dele e os raios atrás, assemelham-se às armas soviéticas. O nome do país em cazaque está na parte inferior do brasão como: “ҚA3AҚCTAH”.

Bandeira Nacional da República de Cazaquistão: Adotada em 04/06/1992, consiste de um fundo azul-celeste com uma águia e um sol com 32 raios ao centro. Images of the sun, beams, eagle and ornament – are all gold coloured. People of different Kazakhstan tribes had the golden eagle on their flags for centuries. For Kazakhstan people as for people of the steppe the eagle is a symbol of independence, freedom and flight to future. The line placed in parallel with Kazakhstan flag staff consists of national ornamental pattern: “koshkar-muiz” – horns of the ram (chifres de carneiro). Fontes: (http://aboutkazakhstan.com/) e (www.pavlodar.kz).

Kazajstán – Kazakhstan – Kazakstan
Nome oficial – Qazaqstan Respublikasy.
Capital – Astana (Aqmola, mudada em 12/1997).
Religião – Islamismo (maioria sunita), cristianismo (minoria).
Moeda (numismática) – tenge (т.) ou Tenges, dividido em 100 tiyin ($1 = 85 tenge). Código internacional ISO 4217: KZT. Foi introduzido em novembro de 1993, para substituir o rublo. Anteriormente, 100 copeques = 1 rublo. A palavra “tenge” em cazaque e em outras línguas turcas, assim como “tenga” em uzbeque, significa “balança, igualdade de peso, escalas”, derivam do mongol “tenkhe”, ou do chinês “tengse” (balança).

País do centro-oeste da Ásia, o Cazaquistão é hoje um dos mais influentes da CEI. Ocupa grande extensão de regiões desérticas e estepes. Rico em minérios, estima-se que possua no Mar Cáspio uma das maiores reservas de petróleo ainda inexploradas do planeta.

Após a desintegração da URSS, o país abre mão de seu enorme arsenal nuclear – o quarto do mundo na época – em troca de ajuda financeira norte-americana.

A abertura de sua economia, que já atraía crescente investimento dos EUA, da Europa e da Ásia, ganha novo impulso em 1997: as empresas estrangeiras ficam isentas de impostos, total ou parcialmente, durante os cinco primeiros anos no país.

Bloco do Cazaquistão emitido em 1996 (Yvert: B17): “Salve o Mar Aral”.

volta ao topo

História

Os cazaques, ou cavaleiros das estepes, descendem de tribos nômades de origem turca e religião muçulmana, que, no século XVII, pedem proteção ao czar russo diante da ameaça de invasão mongol. O Império Russo retira o poder dos chefes tribais (cãs) e absorve gradualmente o Cazaquistão. Com a abolição da servidão pelo Império, em 1861, milhões de camponeses russos e ucranianos são estimulados a se instalar em terras cazaques doadas pelo governo central, provocando ressentimento entre a população nativa.

Uma grande rebelião contra o domínio russo, em 1916, é reprimida pelo Exército do czar, que mata 150 mil pessoas. Após a tomada do poder pelos bolcheviques (comunistas) na URSS, em 1917, nacionalistas cazaques participam de uma coligação contra-revolucionária, ao lado de czaristas e de tropas estrangeiras. A coligação é derrotada pelos comunistas, e o Cazaquistão torna-se, em 1920, uma república soviética denominada Turquestão, junto com cinco outras nações da periferia do extinto Império Russo.

Em 1924, foram utilizados selos regulares da ex-União Soviética ou antiga União de Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS), a qual compreendia os atuais países: Armênia, Azerbaidjão, Belarus, Cazaquistão, Estônia, Federação Russa, Geórgia, Letônia, Lituânia, Moldávia, Quirguízia, Tadjiquistão, Turcomenistão, Ucrânia e Uzbequistão.

Em 1936, aparece como república autônoma dentro da URSS. A imigração russa volta a ser estimulada pelo ditador soviético Josef Stálin de tal modo que, no fim dos anos 30, os russos são maioria. A etnia cazaque só volta a ultrapassar numericamente a população de origem russa em 1989.

No final dos anos 30, mais de 1 milhão de cazaques (um terço da população) morrem de fome como consequência da política de coletivização forçada da terra e de assentamento compulsório das populações nômades. Na II Guerra Mundial o Cazaquistão torna-se local de destino dos diversos povos deportados de sua terra original, por ordem de Stálin.

Com o processo de abertura política (glasnost) impulsionado pelo presidente soviético Mikhail Gorbatchov a partir de 1985, ocorre no Cazaquistão a primeira manifestação de nacionalismo contra o poder central soviético. Em dezembro de 1986, o chefe comunista local, Dinmukhamed Kunáev – um cazaque –, é substituído por um burocrata russo, Gennadii Kolbin, desencadeando uma onda de protestos, violentamente reprimidos.

A tensão é agravada por uma crescente crise econômica, até que, em junho de 1989, Kolbin é substituído pelo primeiro-ministro da República, Nursultán Nazarbáev, um defensor das reformas de Gorbatchov. Nas primeiras eleições multipartidárias, em abril de 1990, Nazarbáev é confirmado presidente.

Abaixo, o selo mostra o mapa do país e o presidente Nursultán Nazarbáev (Scott: 40).

Após o fracasso do golpe de Estado desferido contra Gorbatchov em agosto de 1991, o Partido Comunista (PC) do Cazaquistão rompe com o PC da União Soviética e muda seu nome para Partido Socialista do Cazaquistão.

O país é a última das ex-repúblicas soviéticas a proclamar a independência, em dezembro de 1991. Nazarbáev é reeleito presidente e aposta na abertura do país ao capital estrangeiro para dinamizar a economia. O governo desmonta o arsenal nuclear que herdara da extinta URSS e adere ao Tratado de Redução de Armas Estratégicas (Start).

Em março de 1995, o Tribunal Constitucional declara inválidas as eleições de 1994, denunciando fraudes. Nazarbáev dissolve o Parlamento e passa a governar por decreto. Em abril de 1995, ele vence o referendo que estende seu mandato até o ano 2000.

Em agosto, outro referendo aprova nova Constituição, considerada ditatorial pelos governos ocidentais. O novo Parlamento passa a ter suas decisões sujeitas ao veto do presidente, que amplia seu poder. Em março de 1997 ele reestrutura o governo e elimina sete dos 21 ministérios e agências...

Selos postais são emitidos pela República de Cazaquistão desde 1992. O primeiro foi emitido em 1992 (Scott: 1), com valor facial de 0,50 copeques, ele mostra a estátua “Altyn Sarbaz” (guerreiro dourado), proveniente de uma tumba do século V antes de Cristo. Artista: Designer: Danyar Mukhamedjanov. Foram impressos 50 mil selos em folhas de 20 selos cada.


FILATELIA

Cazaques 42%, russos 37%, ucranianos 5%, alemães 5%, outros 11% (1996) compõem a população de nacionalidade cazaque. O idioma oficial é o cazaque, mas também é falado o russo...

► “Girafa” em diferentes línguas no Cazaquistão – ? (cazaque) – zhiraf ou жираф (russo)
► Girafas em Zoológicos Asiáticos...

Os selos postais de Cazaquistão trazem inscritos o nome do país grafado em dois alfabetos, em latim e no alfabeto cirílico. Entretanto, ambas identificações sofreram pequenas diferenças de grafia...

Repare, no primeiro selo postal o nome do país aparece como “KAZAHSTAN” e “KAZAKHSTAN” aparece em selos mais modernos. O mesmo aconteceu no outro alfabeto, cuja grafia contemporânea é mostrada na imagem abaixo:


2007

30/10/2007 – Série de 2 valores impressa em mini-folhinha: “Almaty Zoo”, alusiva ao Zoológico de Almaty, localizado na cidade de mesmo nome. Artista: Danyar Mukhamedjanov. Impressão: Beijing Stamp Printing Factory, China. São dois selos (4 vezes cada + vinheta central) que mostram duas espécies de mamíferos: “Zebra” (25 tenges) e “Elephant” (elefante-asiático, 110 tenges), perfazendo um total de 540 tenges o bloco. As margens foram decoradas com outros animais como cervo, leopardo, pavão e girafas...

volta ao topo

Outras e missões:
1994 – Scott: 90/95. Pré-histórico animais. Entelodon (pesquisar qual é esse), Saurolophus, Plesiosauros, Sordes pilosus, Mosasaurus e Megaloceros giganteum.

Standard ISO: KZ – Adesão UPU: 27/08/1992

Kazpost – Kazbailanys-Marka
Almaty – Republic of Kazakhstan
press@kazpost.kz – kazpost@kazpost.kz – philately@uzpo.kazpost.kz
www.kazpost.kz – www.kazpost.kz/en/ (inglês)

Localização do país – centro-oeste da Ásia.

Características – bacia do rio Ural (O); planalto desértico e mar de Aral (SO); planície ocidental da Sibéria (centro-norte); planície central com colinas; cadeia de montanhas, vales e lagos (S e L).

Divisão administrativa – 19 regiões e a capital Astana. Cidades principais – Alma-Atá, Qaraghandy, Shimkent... Nota: acho que estes nomes grafados em inglês Astana, Almaty, Karaganda, Pavlodar são os mesmos, pois alguns são bem parecidos...

GIRAFAMANIA
Última atualização: 06/11/2013.
volta ao topo

CAMBOJA PAÍSES DA ÁSIA
CHINA