This page is part of © GIRAFAMANIA website / Esta página é parte do sítio GIRAFAMANIA

GIRAFAS EM ARTES PLÁSTICAS

Data comemorativa: 08/05 – Dia do Artista Plástico

Artes Plásticas são as artes que se manifestam por meio de elementos visuais e táteis, como linhas, cores, volumes; reproduzindo formas da natureza ou realizando formas imaginárias...

Entre outras, nesta página você irá encontrar diferentes expressões artísticas, sejam em quadros ou não, sejam obras pessoais ou de museus, tais como: acrílico (Palatnik), colagem (papéis), desenho (Albery), dobradura (origami), escultura, grafite, gravura (Artes Gráficas), litografia, óleo sobre tela (Agasse), óleo sobre madeira (Bosch), pátina, pintura, pinturas africanas “batique” e “tinga”, spray, tapeçaria, xilogravura (Marcus Gheeraerts, Pierre Belon).

Gravuras: Caricatura, Gravura em Metal, Litogravura, Serigrafia, Xilogravura...
Esculturas: Bronze, Gesso, Madeira, Terracota, Outros...

Desenho: A girafa ilustrada por Erhard Reuwich para o livro de Bernhard von Breydenbach!


Aquarela – É uma das técnicas mais utilizadas para a pintura das aves. A aquarela é uma tinta brilhante e transparente, que pode ser diluída em água até atingir nuanças bem suaves, ou trabalhá-la com pouco líquido, ficando dessa forma mais pastosa. É preciso escolher tintas de boa qualidade para que os trabalhos realizados sejam precisos, e que, mesmo diluídas em muita água, continuem atraentes.

Guache – É semelhante a aquarela, podendo ser diluída em muita ou pouca água. É uma tinta opaca e não apresenta características de transparência, mesmo quando aplicadas em camadas sobrepostas. Excelente para trabalhar detalhes, como penas, tarsos e dedos das aves, sendo mais consistente que a aquarela.

Acrílico – Outra tinta que pode ser diluída em água, entretanto, após sua secagem, que é quase instantânea, torna-se praticamente impossível modificar o desenho. O que não acontece com a aquarela e o guache, que com um pouco de água pode-se retirar a camada inferior e sobrepor uma nova. Portanto, sua utilização é difícil para iniciantes na arte da pintura naturalista.


GIRAFA PINTADA SOBRE SEDA

Através dos barcos do comandante Zhen He, em 1415, chegou à China a primeira girafa – um presente do sultão de Malindi (Quênia) ao imperador chinês Yongle (Dinastia Ming). Toda corte se reúne em uma das portas de Beijing, num dia de verão, no vigésimo ano do Imperador, para ver o zhi lin – animal mítico da felicidade...


Arte Primitiva & Naïf

A pintura primitiva tem origem nas camadas populares e não é aprendida nas escolas... Ela retrata temas populares e carateriza-se pela ausência de perspectiva e apresenta detalhes minunciosos.

Essas “falhas técnicas”, o pintor primitivo preenche com a sensibilidade artística, único elemento com que conta. Alguns estudiosos dizem que quando o tema é mais urbano, costuma-se utilizar o termo art naïf (do francês: arte ingênua).

É muito frequente encontrar artistas ingênuos que abraçam este estilo por opção. Apesar da polêmica entre o que é ser um pintor naïf (ingênuo) ou primitivo, os dois estilos têm em comum cores vivas e uma técnica rudimentar apenas na aparência...

Arte popular do Nordeste brasileiro – as xilogravuras que acompanham a literatura de cordel (aliás, xilogravuras são muito utilizadas para ilustrar esse tipo de literatura) e as esculturas de Mestre Vitalino – figuram em algumas fontes como exemplos da arte naïf nacional...

Wikipédia define assim: Arte naïf ou arte primitiva moderna é, em termos gerais, a arte que é produzida por artistas sem preparação acadêmica na arte que executam (o que não implica que a qualidade das suas obras seja inferior). Caracteriza-se, em termos gerais, pela simplicidade e pela falta de alguns elementos ou qualidades presentes na arte produzida por artistas com formação nessa área.

Notas: O Sesc São Paulo promove a Bienal Naïfs do Brasil (Lombas)... No Rio de Janeiro há o Museu Internacional de Arte Naïf...

Abaixo a tela “Jardim Zoológico” (s/d), de Rosina Becker do Valle; acervo desconhecido... As obras “Floresta” (1975) e “Palavras de São Francisco para os animais” (1982), da mesma artista, ambas têm a temática de Arte Primitiva ou Naïf... Fonte: Itaú Cultural.

A carioca Rosina Becker do Valle (1914-2000) começa a pintar por distração em 1955... Nos anos de 1957-59, estuda pintura com Ivan Serpa no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro – MAM/RJ. Em 1959 já participa da 5ª Bienal Internacional de São Paulo, no Pavilhão Ciccilo Matarazzo Sobrinho. Em 1994 é convidada para a 2ª Bienal Brasileira de Arte Naif, no Sesc Piracicaba (SP). Algumas obras óleo sobre tela como “O circo” (c. 1958) e “Basquete no Maracananzinho” (1961) compõem o acervo do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro – MAM/RJ.

volta ao topo

XILOGRAVURAS

Pierre Belon é reconhecido pela Ciência moderna como o fundador da Anatomia e da Embriologia comparativa dos animais (pai da anatomia comparada). Foi um dos primeiros naturalista-exploradores da França, e suas observações fizeram de seu livro o mais completo e documentado daquele tempo. Nota: anúncio.

Em 1553/54, publica um relato da viagem que realizou entre 1546 a 1549 pela Grécia, Turquia, Ásia Menor, Egito, Arábia, Palestina e outros países estrangeiros. Em 1555, publica “L’Histoire de la nature des oyseaux”, em sete volumes e descreve, classifica e ilustra 200 espécies de aves.

No primeiro volume, Belon estabelece pela primeira vez as diferenças entre o esqueleto humano e o das aves. A obra é considerada um dos principais trabalhos da História Natural do século XVI.

Esta ilustração (ao lado) de Pierre Belon (1517-1564), do relato de viagem “Les observations de plusieurs singularités et choses mémorables” (1553/54), retrata uma girafa que o artista observa no Cairo – Egito.

Ele também comenta a sua primeira descrição científica, conhecida nos bestiários medievais como “cameleopard” ou vulgarmente chamada de “zurnapa”.

1554 – “Il ne fut onc que les grands seigneurs quelques barbares qu’ilz aient esté, n’aimassent qu’on leurs presentast les bestes d’estranges pais. Aussi en auons veu plusieurs au chasteau do Cairo... entre lesquelles est celle qu’ilz chamada vulgarmente de ZURNAPA.” – P. Belon, f. 118. (Belon procura adaptar esta forma persa no Egito)

XILOGRAVURA de Marcus Gheeraerts, Amsterdã – Holanda (1583)

Prancha de uma coleção do gravador de Bruges (Bélgica), Marcus Gheeraerts, “Animalium Quadrupedum Omnis Generis Verae et Artificiosissimae Delineationes”, Amsterdã, 1583. Na ausência de comentários escritos, só se pode presumir a intenção do escritor, mas parece que os quatro animais figurados na pintura representam os quatro continentes então conhecidos: a girafa (África), o tatu (América), o carneiro (Europa) e o unicórnio (Ásia).

volta ao topo

DESENHOS

Do lado esquerdo da tela: Desenho original em caneta tinteiro de G. Taevernier, dos anos 50-60, cujos cartões-postais e documentação foram feitas e publicadas pela casa impressora Van Melle de Gent, na Bélgica. Número de série 36. Este desenho foi usado em uma propaganda de galeria: Bienvenu Empreinte d’art à Gragnague, Pintures-sculptures, expositions ventes permanent d’oeuvres d’artistes contemporains (Bem-vindo ao Pegada de Arte em Gragnague: Pinturas-esculturas, exposições de venda permanente de obras de artistas contemporâneos). Endereço: Route de St. Marcel 31380, Gragnague (1 km 5 du centre du village / 1,5 km do centro da vila). Internet: www.cyber.art e www.animae.com.

Do lado direito da tela: Desenho de G. Taevernier, Bélgica. Tamanho: 12 cm × 18 cm.

Abaixo (lado esquerdo): “Sou hetero e daí?”, desenho feito por Anderson Oliveira que é a “cara” da Alessandra... Do lado direito, desenho do artista e tatuador Henry... Posteriormente, emoldurei a obra em uma caixa de vidro e utilizei um passe-partout de cor vermelha – numa alusão à bandeira do Japão; em composição com esta obra, há outra grafada em japonês...

volta ao topo

ESCULTURA

Existem peças de Salvador Dalí, Palatnik, Museu do Louvre...

Obra confeccionada em fio de telefone (revistido de cor laranja e preta), feita à mão, com 19 centímetros de altura. Artista plástico: – peça adquirida no Museu de Arte da Pampulha. Telefone: (31) 3443-4533 (Simone). Endereço: Avenida Otacílio Negrão de Lima, 16.585 – Pampulha, Belo Horizonte – Minas Gerais (12/03).

volta ao topo

GRAFITE

Grafite significa palavra, frase ou desenho feitos em muro ou parede de local público. O grafiteiro (aquele que inscreve grafite) pratica a arte de grafitar, pichar, inscrever grafite em algum lugar... Abaixo (do lado esquerdo da tela), grafite na Via Giuseppe Baretti, imagem do site (www.portaldavaca.com.br), enviado por Lídia, em 16/03/2007.

A fotografia do lado direito, enviada por e-mail em 14/02/2008, foi tirada três meses antes, em 08/11/2007, com trabalho final de Carol, ela mostra 4 girafas que foram pintadas na fachada da Clínica Veterinária da Dra. Carol, localizada na Rua Vista Alegre, 25 – Arraial d’Ajuda, Porto Seguro – Bahia (BA). Telefone: (73) 3575-1818.

volta ao topo

OBRAS EM SELOS POSTAIS

Ao lado, selo aéreo da Colômbia emitido em 1975!

Veja a obra “Nativité tropicale” sobre selo emitido em 1989 pela Argentina!

Veja também duas séries emitidas em 1995 pela República da Geórgia!

volta ao topo

OBRAS EM TELAS – PINTURAS

Pinturas: Acrílicos, Aquarelas (water color), Óleos, Óleo sobre Eucatex, Óleo sobre Madeira, Óleo sobre Tela, Outros... Quadros em acrílica sobre tela, Quadros em aquarela...

Abaixo, do lado esquerdo da tela, óleo sobre tela da artísta plástica Rosinha (Rosa Israel; amiga de D. Miriam), também 2 pratos pintados em 18/12/03, Higienópolis (SP). Lado direito, a obra óleo sobre tela, “GIRAFA”, acompanhada de número e inspirada pela observação de imagens antigas, foi um dos trabalhos de Rogério Pinto exposto no MAM baiano em 2007 (www.mam.ba.gov.br/14salao/index.html).

Rogério Soares de Arruda Pinto, ou simplesmente Rogério Pinto, formado em Psicologia pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, o artista plástico e designer paulistano possui pós-graduação em Design e Tecnologia Gráfica pela Universidade Anhembi Morumbi e é diretor de arte da revista “Ideanews”. Com professores como os artistas Paulo Pasta (com quem estudou pintura) e Dudi Maia Rosa, Rogério Pinto participou de coletivas em 2007 no Instituto Tomie Ohtake, no Colégio São Paulo, e na “Mercoseca”, na Casa da Xiclet, todas em São Paulo. Fonte: www.mam.ba.gov.br/14salao/artistas/33.html

Ateliêr Rua José de Anchieta, 44 sala 2 – Santo Amaro (SP)
Fone: 5686-9044 – rogeriopinto@terra.com.br – www.rogeriopinto.com.br

02/02/08: Rogério × Girafa. Sergio, fiquei muito feliz e surpreso com seu mail. Na verdade não entendo nada de girafas e a escolha da imagem foi meramente estética, afinal as girafas são estranhamentes lindas, não são?! A pintura é óleo sobre tela, deve medir mais ou menos um por um e vinte (não me lembro ao certo), eu provavelmente peguei a imagem de referência no www.sxc.hu. Quanto a escolha do número 5 tb é meramente estética na formação da composição. Me perdoe por não poder doar a obra, fiquei lisongeado com seus elogios e desejo de ter a obra, mas vivo disso e não posso doá-la, preciso vende-las. Todavia; gostaria de mandar a imagem da obra em alta resolução. ps: entrei no seu site e me deliciei, adorei os carimbos selos e fotos antigas da girafas. 08/02/08: Caro Sergio, eu que agradeço a divulgação e fico feliz em fazer mais um colega na rede qualquer novidade em relação a girafa (fotos; pinturas etc.) tenha certeza que lembrarei de vc.
volta ao topo


Girafa na técnica hiperrealista de pintura corporal de Guido Daníele

Giraffa – campagna pubblicitaria della Ethicon Endo Surgery, Inc
Cincinnati Ohayo U.S.A. / Agenzia Lehman Millet Boston
Art. Director: Scott Burns / Ph.: Dan Nourie

A obra abaixo é do artista italiano Guido Daníele (info@guidodaniele.com – www.guidodaniele.com). Especialista em pintura corporal, o artista de Milão (via Candiani 123 – 20158 Milano – Italy) é também considerado um jovem talento do hiperrealismo e faz da pintura das mãos, o principal destaque de seus trabalhos, usados principalmente em anúncios publicitários. Um dos segredos da pintura das mãos é utilizar as características da pele – cor, textura, eventuais rugas e manchas – para “incorporar” a imagem dos animais que retrata. A ideia é fazer das mãos uma tela, tentando desconstruir ao máximo a banalidade de uma parte do corpo humano.

volta ao topo

Artista Plástico “Girafa”
Atuante em diversas atividades artísticas, Luis Augusto Jungmann Andrade (Girafa), nascido em 1950 na cidade de Juiz de Fora, Minas Gerais (MG), é arquiteto, artista plástico, ilustrador e programador visual, mas também designer de móveis e objetos de decoração, diretor, cenógrafo e roteirista de filmes de longa e curta metragem. Em 1998, participou em Brasília, no Distrito Federal (DF), da coletiva: Panorama das Artes Visuais no Distrito Federal (Espaço Cultural 508 Sul – Renato Russo)... Fonte: Itaú Cultural.

– Nota (cantinho do quarto das girafas): Quadro pintado no sentido horizontal, com girafa andando de skate – presente de Katia em 12/08/05, adquirido na loja de decoração infantil Ateliê Colorir (Rua Aspicuelta, Vila Madalena, SP).

– No dia 19/07/08, adquiri na feira que ocorre aos sábados (das 10 às 18h) na Praça Benedito Calixto, dois desenhos feitos em bico de pena por Lú Terra (lu-terra @ yahoo.com.br), telefone (11) 5084-2505, artista plástica que também expõe aos domingos na Feira de Artes e Artesanato Omaguás – onde adquiri outra pintura em 27/07/08 (cerâmica).

– No dia 17/08/08, conheci o trabalho de Mauricio Tedesco, TEDESCO QUADROS (tedescoquadros @ hotmail.com), Mauricio e Fatima, Rua Ida da Silva, 440 – São Paulo (SP) – Telefone: (11) 2839-8449, celular: 8655-7741. Adquirido em 19/08/08, quando ele entregou a obra e conheceu minha coleção. Abaixo, do lado direito da tela, a obra “Girafa”, acrílico sobre tela, P&B, tamanho: 0,90 × 1,20 metros. Nota: Parece que a foto original é de Chris H.

– No dia 03/02/2010, através do ML conheci o trabalho do artista plástico Márcio Camargo, Vendedor: MARCIO_CAM (marcio @ marciocamargo.com.br). Nota do artista: “Esse desenho em giz pastel é uma liberdade artística. É um desafio técnico conseguir manter a elegância da figura esguia de uma girafa com tão poucas linhas. É incrível como poucas formas podem representar todo o contorno, degradês, tons e matizes de cores, relevos e principalmente a textura tão característica do animal. Adorei essa luz.” Sobre o artista: Márcio Camargo é paulistano, porém mora atualmente em Formiga – Minas Gerais (MG). Telefone: (37) 3322-1677. Todas as suas obras são catalogadas no site oficial do artista. O comprador será catalogado como proprietário da obra no site oficial do artista (www.marciocamargo.com.br).

“A Girafa”, Desenho em giz pastel, no tamanho 18 × 30 cm, feito pelo artista plástico Márcio Camargo, em 2007. Mensagem recebida em 05/02/10: “Tive a ideia de desenhar alguns animais após visitar o Zoo de SP em 2007. A foto que usei de modelo é de agências de fotografias (no caso da Keystone). Se quiser vejo o nome do autor depois. Pouco antes de fazer esse trabalho, lembro que tinha assistido a um documentário sobre Rembrandt, que mostrava a capacidade dele de expressar texturas em poucos traços. Aí tentei fazer alguns desenhos assim, rápidos e soltos, e depois tentei fazer em giz pastel. Daí saiu essa girafa.”

No dia 20/02/2011 conheci o trabalho do artista plástico Mário Fibla, na Feira das Artes, em Embu (SP), onde adquiri uma obra com 19 cabeças de girafas pintadas em acrílico sobra tela. Telefone: (11) 4241-6533 ou 9211-9807 (rosineideydy @ hotmail.com).

Entrada principal !
Última atualização: 01/02/2013.
volta ao topo

ARTES FOLCLÓRICAS LISTA DE MATERIAIS
ARTES LITERÁRIAS