This page is part of © GIRAFAMANIA website / Esta página é parte do sítio GIRAFAMANIA

MICHEL DE MONTAIGNE (1533-1592)

A origem da atitude sentimental em relação aos animais deriva do idealismo do filósofo francês Michel Eyquem de Montaigne.

Ele imaginava que os animais viviam em completa harmonia com a natureza e possuíam mais virtudes que os próprios humanos...

Suas ideias estão plenamente de acordo com o movimento naturalista, em que as pessoas pregam o retorno ao modo de vida de nossos antepassados, sem uma reflexão crítica a respeito da natureza.

Um contraste radical com as ideias de Montaigne pode ser visto no pensamento de René Descartes que considerava os animais como um mero princípio mecânico ou apenas um agregado de válvulas e sifrões... Descartes foi quem disse: “penso, logo existo” – concepção que criou raízes profundas com consequências não só na Biologia, como na Psicologia e na Economia (manipulação comercial de animais sem consideração ética).

O máximo postal emitido pela França em 1943, franqueado com selo semi-postal (Scott: B161/B166) e o selo de Mônaco emitido em 1980, ambos mostram a efígie de Montaigne.

volta ao topo

RENÉ DESCARTES (1596-1650)

O filósofo e matemático francês Descartes é, algumas vezes, chamado de “pai da filosofia moderna” e um dos primeiros proponentes do método científico. Considerado também cofundador da geometria analítica, com Fermat.

Descartes nasceu em La Haye, França, no dia 31 de março de 1596. Formou-se no colégio dos jesuítas de La Flèche e, posteriormente, estudou Direito na Universidade de Poitiers, granduando-se em 1616.

Sempre muito interessado em Matemática, Ciência e Filosofia, decidiu combinar seus propósitos intelectuais com suas viagens. Passou vários anos viajando pela Europa, frequentemente como cavaleiro voluntário em diversos exércitos.

Em seu retorno à França, começou a realizar investigações na Óptica e seus primeros estudos sobre Filosofia. Em 1628, viajou para a Holanda e escreveu seus “Ensaios Filosóficos”, uma obra multidisciplinar que inclui observações na Óptica, Geometria e Astronomia.

Nessa época, também escreveu sua obra mais conhecida, o famoso “Discurso do Método” (1637), estritamente sobre Filosofia. É autor de “Meditações Metafísicas” e “Princípios da Filosofia”.

Em 1649, a Rainha Cristina da Suécia o convidou a fim de instruí-la, mas com o duro inverno sueco, adoeceu e morreu de pneumonia em 11 de fevereiro de 1650, em Estocolmo.

Seus pensamentos supõem a implantação do método científico de caráter lógico-dedutivo, no que os fenômenos podem ser explicados a partir do mecanismo natural causa-efeito e estão, portanto, sujeitos a predição e interpretação por parte do intelecto humano.

A dúvida, o questionamento da raíz do estabelecido, supõe a ferramenta básica da busca da verdade e o início de todo conhecimento (Penso, logo existo). Seu método exclui tudo o que não seja racionalmente demonstrável de maneira matemática...

A foto abaixo é um detalhe da pintura original de Descartes feita pelo artista barroco Frans Hals – Museu do Louvre, Paris. Esta pintura foi utilizada na impressão de selos franceses; veja mais abaixo...


CURIOSIDADE

1937 – Erro Filatélico no Selo “Discours de la Méthode”

O ano de 1937 marca os 300 anos da publicação do “Discurso do Método”, por René Descartes. Em comemoração, a França emitiu um selo durante a exibição, o qual mostra a imagem de Descartes pintada por Frans Hals e a frase: “Discours sur la Méthode”.

Aconteceu, porém, que a frase escrita em francês está gramaticalmente correta, entretanto não foi o título escolhido por Descartes; o correto seria: “Discours de la Méthode”. Isso foi descoberto logo após o realise do selo, quando se decidiu por uma nova impressão, uma reimpressão...

Para desencorajar a especulação, foi decidido imprimir ambos os selos: 4,4 milhões dos errados (Scott: 330, SG: 574) e 5 milhões dos selos corretos (Scott: 331, SG: 575).

Selo ERRADO (24/05/1937)
Selo CORRETO (10/06/1937)
volta ao topo

Selo emitido pela França em 1996 (Scott: 2512), para comemorar os 400 anos do nascimento de Descartes.

NT
Albânia

(36k)
Serra Leoa

(90k)
Mônaco NT

(48k)
Granada

(27k)

Acima (lado direito da tela), selo emitido por Granada em 2000 (comprei no Stampville), que integra uma folhinha com 17 valores denominada “Milênio”, a qual comemora grandes acontecimentos que ocorreram na segunda metade do século XVII (1650-1700), cujos selos mostram:

  1. Jan Vermeer (the Dutch genre painter)
  2. Birth of Micobiology
  3. The infamous Salem Witch Trials
  4. Sir Isaac Newton (who invented the first reflecting telescope)
  5. François Marie Arouet de Voltaire (grande escritor francês)
  6. Ivan V e Peter I (who became joint rulers of Russia)
  7. Imperador Shun Zhi (o primeiro da Dinastia Qing Manchu da China)
  8. Christian Huggens (astrônomo que descobriu os anéis de Saturno)
  9. Robert Hooke (físico e matemático inglês)
  10. Wang-Shi-rnin (grande pintor da Dinastia Ch'ing)
  11. Em 1650 René Descartes morre (selo acima, com valor facial de 5 cents)
  12. Canal do Midi é completado depois de 8 anos de trabalho
  13. Glorious Revolution (which resulted in the deposition de James II e na ascenção de William III e Mary II ao trono inglês)
  14. King William’s War (the first of four North American wars fought between the English and the French)
  15. Gian Domenico Cassini (quem descobriu the polar caps on Marte)
  16. Sir Isaac Newton (quem proclamou a Lei da Gravidade em 1666)
  17. Ole Christensen Roemer (grande astrônomo holandês)

Selo ampliado de Serra Leoa emitido em 2000.

PÁGINA DA FRANÇA

Entrada principal !
Última atualização: 01/03/2011.
volta ao topo

DESTINO DAS GIRAFAS MAPA GIRAFAMANIA
DESTINO DAS GIRAFAS