This page is part of © GIRAFAMANIA website / Esta página é parte do sítio GIRAFAMANIA

JACARÉS

Ordem: Crocodylia – Famílias: Alligatoridae (jacarés), Crocodylidae (crocodilos africanos) e Gavialidae (gaviais)

Jacaré, em tupi-guarani “îakaré” ou “yacaré” significa: “do que olha torto, encurvado, aquele que vê pelos lados”... Flutuando nos rios e lagoas, só os olhos e as narinas aparecem na superfície da água. É uma estratégia de ataque. Desta forma eles enganam as presas e podem atacar de surpresa para se alimentar...

O jacaré é uma espécie típica do México e América do Sul, assim como o Alligator é dos Estados Unidos, o crocodilo da África e o gavial do Pacífico e da Austrália. São todos do mesmo grupo de répteis, mas tem características diferentes... Caimão também é um nome comum a diversos jacarés americanos do gênero Caiman.

Qual a diferença entre crocodilo e jacaré?

– A diferença entre jacaré e crocodilo não está no tamanho, como todos pensam, mas no focinho. Os crocodilos têm o focinho longo e estreito, enquanto nos jacarés o focinho é curto e arredondado. Outra diferença está no encaixe dos dentes. Quando os crocodilos estão de boca fechada, os dentes superiores e inferiores ficam à mostra. Já os jacarés deixam aparecer somente os dentes superiores, pois possuem orifícios no palato, mais conhecido como céu da boca, para encaixar os dentes inferiores. Texto: Guilherme Domenichelli.

Nota: Jacaré-tinga (ZooParque)...?

Ordem: Crocodylia / Crocodilia
Família: Alligatoridae / Alliateridae

1. Jacaré-de-papo-amarelo (Caiman latirostris) Daudin, 1802, Nome em inglês: Broad-snouted Caiman
– focinho relativamente curto e pouco ornamentado; seu corpo tem coloração marrom escuro na parte superior.
– Distribuição geográfica: leste do Brasil (do Rio Grande do Norte ao Rio Grande do Sul), Uruguai, norte e nordeste da Argentina, Paraguai e leste da Bolívia.
– Tamanho:

2. Jacaré-do-pantanal (Caiman crocodylus yacare); não poderia ser jacaré-pantaneiro?
– focinho mais alongado, dentes aparecem com a boca fechada; seu corpo é esverdeado, com manchas amarelas e cinzas.
– Distribuição geográfica: é endêmico dessa região do Brasil, ou seja do Pantanal Mato-Grossense, compartilhada com a Bolívia e o Paraguai em suas fronteiras.
– Tamanho: com 2,5 metros de comprimento, em média.

3. Jacaré-açu (Melanosuchus niger) Spix, 1825 – Maior jacaré da fauna brasileira!
– focinho é moderadamente comprido, achatado e largo
– Distribuição geográfica: norte do Brasil, Guianas, Bolívia, Equador e nordeste do Peru
– Tamanho: de 3 a 4,5 metros, raramente 6m.


JACARÉ-AÇU

Características Morfológicas: os jovens são amarelados com listras transversais escuras. Apresentam íris esverdeada. Hábito alimentar: peixes, aves, répteis, mamíferos e carnes em decomposição. Alimentação em cativeiro: patos, peixes e carne de cavalo (os filhotes comem carne moída). Período de gestação ou incubação: 30 a 40 dias. Longevidade 40 anos. Habitat: Margens de rioe ou lagos. Reprodução: O acasalamento realiza-se em terra ou em pântanos de pouco agia. A fêmea, na época apropriada, constroi seu ninho por entre a vegetação marginal do rio ou lago e recobre o postura com folhas secas e areia. Os ovos são elípticas, duros, com casca algo rugosa e em número de uns 30 a 40 ovos. Curiosidades:

– Há caça no verão a estação da baixa das águas dos lagos e lagoas.
– Sua carne é comestível.
– Uma parte do couro deste jacaré, depois de curtido e lustrado é utilizado para confeccionar carteiras, pastas, etc.


JACARÉ-DE-PAPO-AMARELO

Espécie de jacaré que já esteve na lista de animais ameaçados de extinção... Ocorre com grande frequência nas florestas úmidas da Mata Atlântica e em terrenos de baixada pantanosas no Cerrado brasileiro. Habitat: Brejos, mangues, lagoas, riachos e rios. Hábitos alimentares: Carnívoro. Reprodução: Desova entre 17 e 50 ovos por postura, que eclodem após 70 a 80 dias de incubação. Período de vida: Aproximadamente 50 anos.

Quando estão com a boca fechada os dentes do maxilar superior são visíveis. O quarto dente do maxilar inferior encaixa-se em uma depressão existente no maxilar superior, permanecendo invisível quando o jacaré está com a boca fechada. Normalmente possuem ornamentos cônicos nucais deparados dos escudos dorsais. Toda a parte superior do animal é de coloração marrom escuro e parte inferior creme.

Pernas curtas; patas providas de grandes unhas. Aquático, permanecendo horas parado tomando banhos de sol. Ocorrem em rios e lagoas de água doce e salobra. São mais ativos durante à noite, alimentado-se principalmente de peixes. Ocorre sempre em grupos. Habita os domínios da Mata Atlântica.

volta ao topo

JACARÉ-DO-PANTANAL

O Pantanal Mato-Grossense é a região do país que tem a maior quantidade de jacarés do Brasil, são 35 milhões de jacarés, 40 para cada habitante da região!

Durante as vazantes ou nas baías, os jacarés dominam a paisagem. Quase invisíveis no meio dos aguapés, eles ficam de tocaia durante horas à espera de uma garça, de um socó ou de uma jaçanã, para variar o cardápio que comumente se constitui de peixes. Uma grande atração do Pantanal é a focagem noturna de jacarés, feita em barcos pelos inúmeros rios...

Segundo a Embrapa, a população estimada de jacarés-do-pantanal é de 32 milhões de espécimes em toda a planície (2001). O jacaré-do-pantanal é um predador carnívoro, alimenta-se de peixes, invertebrados, pequenos e médios vertebrados, como aves e roedores.

Habita zonas onde as águas são de curso lento e com fundo lodoso. Durante o dia costumam ficar nas margens dos banhados cobertos por folhagens tomando sol e ao anoitecer saem à caça de animais, como peixes ou pequenos mamíferos e aves, dentro da água.

Durante a época reprodutiva, as fêmeas constróem seu ninho com vegetação e defendem zelosamente dos predadores. É comum que várias fêmeas construam seus ninhos em grupos e com pouca distância uns dos outros. São ovíparas, botando muitos ovos, podendo chegar a 50 ovos, dos quais eclodirão pequenos jacarezinhos de 18 a 22 cm de comprimento, após 55 a 70 dias de incubação, dependendo da temperatura na região.

As fêmeas de jacarés não chocam os ovos, mas cuidam e protegem seus ninhos durante toda a incubação, ficando muito agressivas nessa época, diferentemente dos outros répteis que preparam o ninho, fazem a postura e os ovos não tem a proteção contra predadores.

Outros selos que mostram esta espécie: Pantanal Mato-Grossense... Abaixo, selo da cartela premiada “Pantanal Fauna e Flora” que mostra o jacaré-do-pantanal. O selo também mostra a espécie colhereiro (Plataleia ajaja).

Abaixo, as fotografias mostram vários jacarés na região da antiga estrada que ligava a capital de Mato Gosso do Sul, Cuiabá, à cidade de Corumbá, no extremo oeste do Estado. Hoje, ainda de terra (que permaneça assim), ela é chamada de Estrada Parque e margeia quase toda a extensão sul do Pantanal. Fotos by Sérgio Sakall (08/2005).

Entrada principal !
Última atualização: 27/08/2011.
volta ao topo

FAUNA BRASILEIRA MAPA GIRAFAMANIA
FAUNA BRASILEIRA