This page is part of © GIRAFAMANIA website / Esta página é parte do sítio GIRAFAMANIA

RELAÇÕES DIPLOMÁTICAS DO BRASIL

Esta coleção virtual pretende mostrar os selos postais brasileiros emitidos em comemoração às visitas de autoridades estrangeiras ao Brasil. Inspirado nas “Relações Bilaterais” do Ministério das Relações Exteriores – MRE (www.mre.gov.br), esta página tenta organizar as regiões continentais de forma similar, em sete Departamentos e suas respectivas Divisões competentes, que compreendem:

Estados Unidos e Canadá
América Central, México e Caribe
América do Sul
Europa
Ásia e Oceania
Oriente Médio e Ásia Central
África

Com a responsabilidade de auxiliar o Presidente da República em suas decisões relacionadas à política externa, o Ministério das Relações Exteriores, com seu corpo diplomático, foi responsável, durante toda a história da república, por grandes decisões e importantes posicionamentos por parte do governo brasileiro. Quintino Bocaiúva, primeiro ministro das Relações Exteriores, inicia a lista de figuras ilustres que serviram o Itamaraty, sendo sucedido por vários outros grandes nomes, como José Maria da Silva Paranhos Jr., o Barão do Rio Branco, e Lauro Müller. Porém, não foram apenas os ministros os responsáveis por tais decisões; muitas vezes, diplomatas ou enviados indicados pela presidência para negociações ou visitas especais foram de suma importância para iniciativas do governo na área das relações internacionais.

Um exemplo foi o acordo para a instalação de base dos E.U.A. em Fernando de Noronha. Assunto: Corpo Diplomático Brasileiro. Presidente: Juscelino Kubitschek de Oliveira. Local: Rio de Janeiro, 21/01/1957. Com a presença de centenas de jornalistas, foi feito um acordo entre o Embaixador norte-americano Ellis O. Briggs e o Chanceler brasileiro Macedo Soares para a instalação de bases militares dos EUA na ilha de Fernando de Noronha... Fonte: www.republicaonline.org.br.

Uma das diversas áreas fundamentais de atuação do MRE é a promoção comercial de nosso país... No contexto filatélico – interesse particular fundamental –, penso que o sonho de qualquer filatelista é possuir cartas circuladas do mundo inteiro em sua coleção... Adoro envelopes circulados! Permaneço imaginando quantas correspondências oficiais franqueadas com “selos-girafas” o Itamaraty deve receber de Nações africanas...

Claro que isso é ínfimo em relação ao papel do Itamaraty e suas prioridades como: Ação contra a fome e a pobreza, Assistência humanitária, Biocombustíveis, Ciência e tecnologia, Meio ambiente, entre outras. Mas bem que poderia haver algum tipo de serviço de correspondências do MRE, através das Representações Brasileiras no Exterior, por exemplo, ou então o estímulo à exportação de nossos selos postais e, consequentemente, a importação de produtos filatélicos dos países com que mantém relações bilaterais... Não é?

De uma forma geral e bastante resumida, podemos dizer que a Embaixada/Embaixador representa e trata de interesses políticos de um país perante outro, enquanto o Consulado/Consul representa particularidades e trata de interesses dos cidadãos de um país em outro (de empresas nacionais que trabalham naquele país, por exemplo).

A seguir, alguns selos postais que homenageiam o Itamaraty. Na sequência, as sete divisões da coleção filatélica. Por último, lista de vistos para portadores de passaporte comum.

Datas Comemorativas relacionadas:

20/04 – Dia do Diplomata (Decreto 66.217, 17/02/1970) • Porque José Maria da Silva Paranhos Júnior (1845-1912), mais conhecido por Barão do Rio Branco, Ministro das Relações Exteriores do Brasil (entre 1902 a 1912, participando de diversas disputas pela ampliação das fronteiras brasileiras) e patrono da diplomacia brasileira, nasceu neste dia.

26/09 – Dia Interamericano das Relações Públicas • Homenagem à Federação de Associações de Relações Públicas – FIARP, na data de sua fundação, em 1961.

02/12 – Dia Nacional das Relações Públicas (Lei nº 7.197, 14/06/1984) • Porque Eduardo Pinheiro Lobo (1876-1933), alagoano de Penedo, nasceu neste dia. Ele dirigiu o primeiro Departamento de Relações Públicas do Brasil, criado em 30/01/1914 na Light, em São Paulo. Pioneiro é considerado Patrono das Relações Públicas.


O Palácio Itamaraty – Sede do Ministério das Relações Exteriores – está localizado em Brasília, no Distrito Federal (DF). Seus jardins são de Burle Marx, exibem plantas da Amazônia e abriga a escultura de mármore-carrara “O Meteoro” (1967), de Bruno Giorgi.

Endereço: Esplanada dos Ministérios, Bloco H – Brasília/DF – Brasil
Visitação: durante a semana, das 14h às 16h30; aos finais de semana e feriados, das 10h às 15h30.

21/04/1970 – Série de 3 valores alusiva ao “10º Aniversário de Brasília”, um dos selos (lado esquerdo da tela) mostra o Palácio Itamaraty (20 centavos); os outros dois retratam o Palácio da Alvorada (50 cts) e a Praça dos Três Poderes (Cr$ 1). Yvert: 925/927. Scott: 1157/1159. Michel: 1251/1253. RHM: C-669/C-671.

19/12/1977 – Selo “Diplomacia Brasileira Paz e Desenvolvimento”, com valor facial de Cr$ 1,30 cruzeiros, o selo (centro da tela) mostra Símbolo...? Picotagem: 11½. Tiragem: 3.000.000. Impressão: Ofsete. Papel: Cuchê gomado, fosforescente. Yvert: 1301. Scott: 1549. Michel: 1641. RHM: C-1028.

20/04/1976 – Selo “Dia do Diplomata”, com valor facial de Cr$ 1,00 cruzeiro, o selo (do lado direito da tela) mostra o espelho d’água em frente ao Palácio Itamaraty. Picotagem: 11½. Tiragem: 2.000.000. Impressão: Ofsete. Papel: Cuchê gomado, fosforescente. Yvert: 1189. Scott: 1432. Michel: 1528. RHM: C-930.

Em 1967, a Chancelaria brasileira foi o 1º Ministério a transferir-se totalmente do Rio de Janeiro para a nova capital federal. O Palácio foi inaugurado oficialmente em 21/04/1970. O nome Itamaraty vem de sua antiga sede, na ex-capital da República (Rio de Janeiro), um refinado casarão neoclássico, construído entre 1851 e 1855. “Ita”, em tupi-guarani, quer dizer “pedra” e “marati”, “de cor rosa” – o antigo palácio carioca é cor-de-rosa.

11/08/1985 – Série “Museus”, com 2 valores iguais de Cr$ 300,00 cruzeiros cada, um deles mostra o Museu da Inconfidência, locaizado em Ouro Preto (MG) e o outro selo (imagens abaixo) mostra o Museu Histórico e Diplomático Itamaraty (RJ). Picotagem: 12 × 11½. Tiragem: 2.100.000. Impressão: Ofsete. Papel: Cuchê gomado. Yvert: 1754/1755. Scott: 2013/2014. Michel: 2134/2135. RHM: C-1473/C-1474. Nota: Carimbo comemorativo alusivo ao Museu Histórico e Diplomático Itamaraty, 11/08/1985 – Rio de Janeiro (RJ). Catálogo Zioni: 4017.

06/12/1999 (02/12?) – Selo “100 Anos de Instalação do Ministério das Relações Exteriores no Palácio Itamaraty do Rio de Janeiro” – o qual foi sede do governo republicano de 1889 a 1898 e sede do Ministério das Relações Exteriores (MRE) de 1899 a 1970. Hoje, o prédio também abriga o Escritório de Informações da ONU no Brasil. Valor facial: R$ 1,05 reais. Artista: Cecília Langer. Picotagem: 12 × 11½. Tiragem: 2.000.010. Impressão: Ofsete e Talho-doce. Papel: Cuchê gomado. Scott: 2731. Michel: 2988. RHM: C-2236.

volta ao topo

AMÉRICAS

Notas (imagens não disponíveis):
14/04/1940 – Selo Cinquentenário da União Panamericana (1890-1940). Valor facial: 400 Réis (azul). Além do mapa das Américas, o selo mostra os Presidentes Franklin D. Roosevelt e Getúlio Dornelles Vargas – Presidente do Brasil por 4 vezes. Scott: 487. RHM: C-150.
14/09/1946 – Selo Pró Construção do Farol de Colombo – República Dominicana, com valor facial de Cr$ 5,00 cruzeiros, o selo mostra o projeto... RHM: C-222.
1956 – Selo Reunião de Presidentes Americanos
06/06/1963 – Selo 15 Aniversário da Carta da Organização dos Estados Americanos, com valor facial de $ 10,00 o selo mostra mapa e sigla. RHM: C-490.
15/09/1971 – Selo Sesquicentenário das Repúblicas Centro-Americanas, com valor facial de 40 centavos. Yvert: 963. RHM: C-706.
15/07/1993 – Selo “III Conferência Ibero-Americana de Chefes de Estado e de Governo”, ocorrida em Salvador – Bahia, entre os dias 13 a 16 de julho, com valor facial de Cr$ 12.000,00 cruzeiros, o selo mostra o mapa... RHM: C-1842.

ESTADOS UNIDOS e CANADÁ (Anexo I, Sala 423)

01/09/1947 – Selo “Visita do Presidente Truman”, com valor facial de Cr$ 0,40 centavos de cruzeiros, o selo mostra a efígie de Harry Truman, 33º Presidente dos Estados Unidos da América (EUA), e a Estátua da Liberdade, em Nova Iorque. Abaixo (do lado esquerdo da tela), um exemplar obliterado. RHM: C-230.

23/02/1960 – Selo aéreo “Visita do Presidente dos Estados Unidos da América do Norte, Dwight D. Eisenhower”, com valor facial de Cr$ 6,50 cruzeiros, o selo (do lado direito da tela) saúda: “Seja bem-vindo a Brasília...” Picotagem: 11½. Tiragem: 5.000.000. Impressão: Rotogravura. Filigrana: (Q) Correio Estrela Brasil (5 mm). Yvert PA: 81. Scott: C93. Michel: 974. RHM: A-91.

27/06/2007 – Selo “140 Anos das Relações Diplomáticas Brasil-Canadá – 2007 Aniversário da presença canadense no Brasil” (140 Years of Brazil-Canada Relations), com valor facial de R$ 0,90 centavos de reais, o selo mostra o título “My New Accordion”, obra de Napachie Pootoogook (Cape Dorset), 1989, litografia, Museu da Civilização do Canadá. Muitas mulheres inuits tocavam acordeão – instrumento trazido para o norte pelos caçadores de baleias escoceses no final do século XIX. Com dedos ágeis, um acordeão poderia inspirar os caçadores de baleia e os inuits a dançar ao som de canções entusiasmadas até a madrugada. Napachie Pootoogook lembra esse evento feliz de sua infância. Ela descreve seu novo instrumento como um caleidoscópio de cores, traduzindo o som de sua música em uma forma visual vibrante. Em 2007, o destaque foi “Isumavut”, exposição do Museu da Civilização do Canadá que traz ao Brasil a arte de nove mulheres inuits, entre as quais Napachie Pootoogook, criadora da obra “Meu Novo Acordeão”, motivo escolhido para o selo lançado. Compondo a imagem do selo, na parte superior, destacam-se as bandeiras do Brasil e do Canadá. Em 2007 as representações diplomáticas canadenses no Brasil celebram 140 anos da primeira missão comercial a este país, 60 anos do Consulado Geral do Canadá em São Paulo e 35 anos da Embaixada do Canadá em Brasília. Edital nº 10. Arte: Reprodução da pintura da artista Napachie Pootoogook. Arte final: Míriam Guimarães. Colaboração: Museu da Civilização do Canadá e Embaixada do Canadá no Brasil. Picotagem: 12 × 11,5. Tiragem: 840.000. Impressão: Ofsete. Folha: 30 selos. Papel: Cuchê gomado. Locais de lançamento: Brasília/DF, São Paulo/SP e Belo Horizonte/MG.

AMÉRICA CENTRAL, MÉXICO E CARIBE
DACC – Departamento da América Central e Caribe (Anexo II, Sala 48)
DCC – Divisão do México, América Central e Caribe
DMAC – Divisão do México e América Central (Anexo I, 3º andar, Sala 311): Belize, Costa Rica, El Salvador, Guatemala, Honduras, México, Nicarágua, Panamá.
DCAR – Divisão do Caribe (Anexo I, 3º andar, Sala 311): Antígua e Barbuda, Barbados, Comunidade das Bahamas, Cuba, Granada, Haiti, Jamaica, República Dominicana, Santa Lúcia, São Cristóvão e Névis, São Vicente e Granadinas, Trinidad e Tobago.

16/08/2005 – Série de 2 valores “Emissão Conjunta Brasil e Cuba: Samba e Son” (Son and Samba – Brazil and Cuba Joint Issue), com valor facial de R$ 0,80 centavos cada, os selos divulgam o ritmo cubano, Son, e o ritmo brasileiro, Samba – gêneros musicais e de dança popular característicos da cultura dos dois países. O artista representou os dançarinos em movimentos característicos das danças, utilizando roupas apropriadas para as modalidades enfocadas. Os elementos temáticos secundários e as cores aplicadas sobre o fundo branco sugerem a leveza dos movimentos, a alegria e o ritmo que envolve os pares na execução da dança. Nos cantos superiores de cada selo foram aplicadas as bandeiras de ambos os países associadas às aves brasileira e cubana tocando instrumentos musicais utilizados na produção dos ritmos. Compondo o cenário, nos cantos inferiores de cada selo, a mesma moldura de flores simboliza a iniciativa conjunta dos dois países na difusão de suas culturas por meio da Filatelia. Edital: nº 15. Artista: José Antonio Medina. Picotagem: 11,5 × 12. Tiragem: 1.000.020. Impressão: Ofsete. Folha: 30 selos. Papel: Cuchê gomado. Locais de lançamento: Rio de Janeiro/RJ e Havana/Cuba. RHM: C-2627/C-2628.

07/06/1958 – Selo “Visita do Presidente da República de Honduras, Ramón Villeda Morales”, com valor facial de Cr$ 6,50 cruzeiros. Picotagem: 11½. Tiragem: 5.000.000. Impressão: Talho-doce. Filigrana: (Q) Correio Estrela Brasil (5 mm); parece que há com diferença de filigrana. Yvert: 653. Scott: 869. Michel: 934. RHM: C-411.

24/09/1953 – Selo “Visita do Presidente da Nicarágua, General Anastácio Somoza”, com valor facial de Cr$ 1,40 cruzeiros. Picotagem: 11½. Tiragem: 1.000.000. Impressão: Rotogravura. Filigrana: (P) Correio Estrela Brasil (7 mm). Yvert: 545. Scott: 757. Michel 816. RHM: C-314.

19/01/1960 – Selo aéreo “Visista do Presidente dos Estados Unidos Mexicanos, Dr. Adolfo Lopes Mateos”, com valor facial de Cr$ 6,50 cruzeiros. Picotagem: 11½. Tiragem: 5.000.000. Impressão: Rotogravura. Filigrana: (Q) Correio Estrela Brasil (5 mm). Yvert PA: 80. Scott: C92. Michel: 973. RHM: A-90. Nota: Em 1962 o México emitiu o selo Visita do Presidente do Brasil, João Goulart (Yvert: 679)...

24/07/1974 – Selo “Visita do Presidente Luís Echeverría Alvarez ao Brasil”, com valor facial de $ 0,80 centavos, o selo mostra a Bandeira Nacional do México. Picotagem: 11½. Tiragem: 300.000. Impressão: Ofsete. Papel: Cuchê gomado, fosforescente. Yvert: 1113. Scott: 1355. Michel: 1444. RHM: C-852.

AMÉRICA DO SUL
DAS-I – Departamento da América do Sul I (Anexo I, Sala 730): Argentina, Bolívia, Paraguai, Uruguai. (Nota: Mercosul)
DAS-II – Departamento da América do Sul II (Anexo I, Sala 731)
DAM III – Divisão da América Meridional III: Chile, Equador, Peru.
DAM IV – Divisão da América Meridional IV: Colômbia, Guiana, Suriname, Venezuela.

07/10/1933 – Série de 4 valores “Visita do Presidente da Argentina, Justo”. Com a mesma imagem (bandeiras dos dois países), em cores diferentes, os selos têm valores faciais em réis: 200 (azul; tiragem: 750.000), 400 (verde; tiragem: 300.000), 600 (carmim; tiragem: 300.000) e 1.000 (violeta; tiragem: 100.000). O primeiro valor tem filigrana: F Casa da Moeda e Estrelas; os demais têm filigrana: L Armas da República; parece que existe a série sem filigrana... Picotagem: 11 × 12. Impressão: Talho-doce. Yvert: 256/259. Scott: 380/383. Michel 392/395. RHM: C-60/C-63.

13/03/1972 – Selo “Visita do Presidente da Argentina, Lanusse”, com valor facial de 40 centavos, o selo mostra em segundo plano a Bandeira Nacional da República Argentina. Picotagem: 11 × 11½. Tiragem: 500.005. Impressão: Ofsete. Papel: Cuchê sem goma. Yvert: 981. Scott: 1214. Michel: 1308. RHM: C-725.

30/06/1943 – Selo aéreo “Visita do Presidente Boliviano, Peñaranda”, com valor facial de Cr$ 1,20 cruzeiros, o selo identifica o mapa dos dois países sobre o mapa da América do Sul. Picotagem: 12½. Tiragem: 300.000. Impressão: Ofsete. Filigrana: (T) Feixes em Linhas. Yvert PA: 36. Scott: C49. Michel 632. RHM: A-47.

26/06/1947 – Selo “Visita do Presidente do Chile, Gonzales Videla”, com valor facial de Cr$ 0,40 centavos de cruzeiros. Yvert: 455. RHM: C-228.

05/09/1968 – Selo “Visita do Presidente do Chile, Eduardo Frei”, com valor facial de NCr$ 0,10 centavos de novos cruzeiros, o selo identifica os dois países sobre o mapa da América do Sul. Picotagem: 11½ × 11. Tiragem: 2.000.000. Impressão: Rotogravura. Filigrana: (Q) Correio Estrela Brasil (5 mm). Yvert: 864. Scott: 1093. Michel: 1182. RHM: C-605, C-605SD (sem denteação).

11/05/1943 – Selo aéreo “Visita do Presidente do Paraguai, Higinio Morinigo”, com valor facial de Cr$ 1,20 cruzeiros. Picotagem: 12½. Tiragem: 300.000. Impressão: Ofsete. Filigrana: (S) Security. Yvert PA: 35. Scott: C48. Michel: 631. RHM: A-46.

27/04/1973 – Selo “Visita do Presidente Stroessner ao Brasil” (General Alfredo Stroessner), com valor facial de $ 0,70 centavos, o selo mostra a Bandeira Nacional da “Republica del Paraguay”. Picotagem: 11½. Tiragem: 500.000. Impressão: Ofsete. Papel: Cuchê gomado. Yvert: 1044. Scott: 1280. Michel: 1362. RHM: C-777.

25/08/1953 – Selo “Visita de União e Concórdia, General Manuel A. Odría, Presidente do Peru”, com valor facial de Cr$ 1,40 cruzeiros. Picotagem: 11½. Tiragem: 1.000.000. Impressão: Rotogravura. Filigrana: (P) Correio Estrela Brasil (7 mm). Yvert: 543. Scott: 749. Michel: 813. RHM: C-306. Nota: Selo emitido pelo Peru em comemoração a visita do General Ernesto Geisel, Presidente do Brasil em 1976.

08/01/1935 – Série de 4 valores “Visita do Presidente do Uruguai, Gabriel Terra”. Com valores faciais em réis: 200 (laranja; tiragem: 300.000), 300 (amarelo; tiragem: 200.000), 700 (azul; tiragem: 150.000) e 1.000 (violeta; tiragem: 100.000). Picotagem: 11 × 11½. Impressão: Tipografia. Filigrana: (K) Cruzeiro. Yvert: 279/282. Scott: 398/401. Michel: 419/422. RHM: C-82/C-85. Nota: No mesmo ano, o Uruguai emitiu uma série de 6 valores “Visita del Presidente Vargas” (Yvert: 478/483).

02/09/1948 – Selo aéreo “Visita do Presidente do Uruguai, Battle Berres”, com valor facial de Cr$ 1,70 cruzeiros. Picotagem: 11. Tiragem: 1.000.008. Impressão: Tipografia. Yvert PA: 57. Scott: C71. Michel: 732. RHM: A-68.

volta ao topo

EUROPA
DEU – Departamento da Europa (Anexo I, Sala 205): Europa Ocidental, Central e Oriental (num total de 54 países). Abaixo, selos postais relacionados a alguns desses países europeus, como: Alemanha, Bélgica, Federação Russa, França, Iugoslávia, Itália, Luxemburgo, Noruega, Países Baixos (Holanda), Portugal, Reino Unido, Suécia, Vaticano...

08/05/1964 – Selo “Visita do Presidente da República Federal da Alemanha, Heinrich Lübke”, com valor facial de Cr$ 100,00 cruzeiros. Picotagem: 11½ × 11. Tiragem: 5.000.000. Impressão: Rotogravura. Filigrana: (Q) Correio Estrela Brasil (5 mm). Yvert: 756. Scott: 979. Michel: 1057. RHM: C-512, C-512Y (papel marmorizado).

Por ocasião da visita do Rei da Bélgica ao Brasil, a Prefeitura do Rio de Janeiro resolve alargar a Avenida Niemeyer... Também para marcar a ocasião, foi emitido um selo comemorativo em 19/09/1920, com valor facial de 100 réis, que mostra o Rei Alberto I e o Presidente do Brasil, Epitácio Pessoa. Picotagem: 12. Tiragem: 1.800.000. Impressão: Talho-doce. Filigrana: (D) Casa da Moeda. Yvert: 182. Scott: 235. Michel: 231. RHM: C-13, C-13-ES (variedade sem filigrana).

Em 18/11/1965, o Rei Baudouim e a Rainha Fabíola da Bélgica também visitaram o Brasil... Eles enviaram um casal de girafas ao Zoológico do Rio de Janeiro, em 1969... Para comemorar a ocasião, foi emitido um selo com valor facial de Cr$ 100,00 cruzeiros, “Visita de suas Majestades o Rei e a Rainha dos belgas: Baudouin e Fabíola”, mostrado abaixo através da quadra com carimbo de 1° dia de circulação. Picotagem: 11 × 11½. Tiragem: 5.000.000. Impressão: Rotogravura. Filigrana: (Q) Correio Estrela Brasil (5 mm). Yvert: 786. Scott: 1014. Michel: 1092. RHM: C-542, C-542Y (papel marmorizado; também existe a variedade sem filigrana).

12/06/2009 – Selo “Relações Diplomáticas: Cooperação Espacial Brasil-Rússia” (Diplomatic Relations Brazil-Russia, Spatial Cooperation), com valor facial de R$ 2,35 reais, o selo mostra a nave russa Soyuz, no momento de sua trajetória rumo ao espaço sideral, onde se visualiza, ao fundo, a terra junto à última fronteira a ser conquistada pela humanidade. No canto direito, as bandeiras da Federação Russa e do Brasil demonstram o laço de amizade recíproca que há 180 anos existe entre as duas nações. Edital: nº 12. Arte: Mário Alves de Brito. Picotagem: 11,5 × 12. Tiragem: 600.000. Impressão: Ofsete. Folha: Com 30 selos. Papel: Cuchê gomado. Local de lançamento: Brasília/DF.

13/10/1964 – Selo “Visita do Presidente da França, General Charles de Gaulle”, com valor facial de Cr$ 100,00 cruzeiros. Picotagem: 11½ × 11. Tiragem: 5.000.000. Impressão: Rotogravura. Filigrana: (Q) Correio Estrela Brasil (5 mm). Yvert: 763. Scott: 986. Michel: 1061. RHM: C-518.

21/06/2008 – Emissão Conjunta Se-tenant com 2 valores “França-Brasil: Mer de Glace e Serra do Aracá” (Brazil-France), com valor facial de R$ 2,00 reais cada, os selos registram duas riquezas ambientais em países de continentes diferentes, ressaltando a necessidade mundial de preservação dos ecossistemas, fundamentais para o equilíbrio ecológico. O selo da esquerda focaliza o Mer de Glace, glaciar com 7 km de extensão e 200 m de profundidade média, nas encostas do Monte Branco, localizado em Chamonix, França, na reserva ecológica do maciço alpino, que exibe geleiras, coníferas e montanhas escarpadas. À direita, associada ao Brasil, destaca-se a Floresta Amazônica, representada na Serra do Aracá, e sua cachoeira, considerada a maior do País, com 365 m. Separando os selos do se-tenant, ao centro, uma estrela branca circundada pelas bandeiras nacionais da França e do Brasil, estilizadas, simbolizando o elo entre o Brasil e a França, no contexto da emissão conjunta. No carimbo de 1º Dia de Circulação, são apresentados dois inconfundíveis ícones universais: a torre Eiffel, representando a França, e o Cristo Redentor, o Brasil. Edital: nº 17. Artista: Jean Paul Véret-Lemarinier. Picotagem: 11,5 × 12. Tiragem: 2.040.000. Impressão: Ofsete. Folha: 24 selos. Papel: Cuchê gomado. Locais de lançamento: Brasília/DF, Barcelos/AM, Rio de Janeiro/RJ e Paris/França.

07/10/2009 – Bloco de 2 valores “Relações Diplomáticas – Ano da França no Brasil” (Diplomatic Relations – Year of France in Brazil), com valor facial de R$ 2,20 reais cada selo, o bloco destaca, no conjunto de imagens, o antropólogo Claude Lévi-Strauss (1908-) e o arquiteto Le Corbusier (1887-), renomados pesquisadores e profissionais de origem francesa, homenageados no contexto das celebrações do Ano da França no Brasil. A composição apresenta diversos elementos, com imagens associadas à Arquitetura e à Antropologia, que remetem às suas características marcantes e à importância do trabalho dessas personalidades para a França, para o mundo, e, especialmente, para o Brasil, ao longo do século XX. À esquerda do bloco, a ilustração de fundo é parte do Modulator, gabarito criado por Le Corbusier para orientação e criação de projetos arquitetônicos, de modo a enquadrar, harmonicamente, o homem na arquitetura. Destaca-se, também, detalhe do prédio do Ministério da Educação, no Rio de Janeiro, com o “brise-soleil”, dispositivo que impede a incidência direta de raios solares no interior das edificações, evitando o calor excessivo. À direita do bloco, a face de Lévi-Strauss, notabilizado por seus estudos de classificação antropológica, em frente a livros que representam publicações de sua autoria. O selo mostra um indígena que sintetiza a passagem do pesquisador pelo Brasil, onde realizou importantes pesquisas com povos silvícolas e, ainda, outros elementos que os identificam. Edital: nº 22. Arte: E. M. Mynssen. Picotagem: 11,5 × 11,5. Tiragem: 150.000 blocos. Impressão: Ofsete + relevo seco + verniz auto brilho + calcografia. Papel: Cuchê gomado. Locais de lançamento: Brasília/DF, Rio de Janeiro/RJ e São Luís/MA.

Nota: Série Relações Diplomáticas Holanda...

04/09/1958 – Selo “Visita do Presidente da República Italiana, Dr. Giovanni Gronchi”, com valor facial de Cr$ 7,00 cruzeiros, o selo mostra o perfil do então Presidente da Itália. Picotagem: 11½. Tiragem: 5.000.000. Impressão: Talho-doce. Filigrana: (O) Casa Mais. Yvert: 661. Scott: 879. Michel: 944. RHM: C-421. Nota: A Itália também emitiu um selo alusivo a “Visita do Presidente Gronchi ao Brasil”.

11/09/1965 – Selo “Visita de Sua Excelência o Senhor Giuseppe Saragat, Presidente da República Italiana”, com valor facial: Cr$ 100 cruzeiros. Picotagem: 11½ × 11. Tiragem: 5.000.000. Impressão: Rotogravura. Filigrana: (Q) Correio Estrela Brasil (5 mm). Yvert: 783. Scott: 1010. Michel: 1088. RHM: C-538 (abaixo, selo em papel marmorizado).

19/09/1963 – Selo “Visita do Presidente da República Socialista Federativa da Iugoslávia, Marechal Josip Broz Tito”, com valor facial de Cr$ 80,00 cruzeiros. Picotagem: 11½ × 11. Tiragem: 5.000.000. Impressão: Rotogravura. Filigrana: (Q) Correio Estrela Brasil (5 mm). Yvert: 740. Scott: 965. Michel: 1043. RHM: C-497.

17/09/1965 – Selo “Visita do Grão Duque João e a Grã Duquesa Josefina Carlota, Grãos Duques de Luxemburgo”, com valor facial de Cr$ 100 cruzeiros. Picotagem: 11 × 11½. Tiragem: 5.000.000. Impressão: Rotogravura. Filigrana: (Q) Correio Estrela Brasil (5 mm). Yvert: 784. Scott: 1011. Michel 1089. RHM: C-539 (a. papel marmorizado).

06/09/1967 – Selo “Visita de Sua Majestade, Rei da Noruega, Olavo V”, com valor facial de Cr$ 0,10 centavos de cruzeiros (laranja), o selo mostra a efígie do Rei. Yvert: 831. RHM: C-578 (a. papel marmorizado).

07/06/1957 – Selo “Visita do Presidente de Portugal, General Craveiro Lopes”, com valor facial de Cr$ 6,50 cruzeiros. Picotagem: 11½. Tiragem: 5.000.000. Impressão: Talho-doce. Filigrana: (Q) Correio Estrela Brasil (5 mm). Yvert: 630. Scott: 848. Michel 911. RHM: C-389.

22/04/1972 – Selo “Visita do Presidente de Portugal, Américo Thomaz”, com valor facial de 75 centavos, o selo mostra em segundo plano a Bandeira Nacional da República Portuguesa. Picotagem: 11. Tiragem: 500.005. Impressão: Ofsete. Papel: Cuchê sem goma. Yvert: 983. Scott: 1217. Michel: 1311. RHM: C-727.

03/11/1993 – Selo “40 Anos do Tratado de Amizade Brasil – Portugal”, com valor facial de CR$ 30,00, o selo mostra a fita... RHM: C-1872. (não tenho a imagem)

Em 04/11/1968 foi emitido o selo alusivo a “Visita de S. M. Elizabeth II – Rainha da Inglaterra – ao Brasil, 1968”, com valor facial de $ 0,70 centavos de cruzeiros novos, o selo em policromia, mostra o retrato de Sua Majestade, Rainha do Reino Unido. Trata-se de uma das mais belas peças de selos emitidos a visitantes ilustres ao Brasil. RHM: C-617.

02/04/1984 – Bloco “Visita do Rei da Suécia, Carl XVI Gustaf”. O selo com valor facial de $ 2.105,00 mostra o Rei ao lado do General João Baptista de Oliveira Figueiredo. RHM: B-66, Selo: C-1377.

20/10/1934 – Série “Visita do Cardeal Eugenio Pacelli” (Papa Pio XII entre 2/III/1939 a 9/X/1958).... não se se coloca...

02/09/1954 – Selo “Visita do Cardeal Adeodato Giovanni Piazza” (1884-1957), com valor facial de Cr$ 4,20 cruzeiros, o selo mostra a frase “Legado Pontifício”, também chamado de legado apostólico ou legado papal, é um representante pessoal do Papa em nações estrangeiras ou para alguma missão especial. Tem poderes sobre assuntos referentes a fé católica e para decidir em temas eclesiásticos. Tradicionalmente é nomeado diretamente pelo Papa, com uma missão concreta, ao contrário que o núncio apostólico ou núncio papal, que é um representante diplomático permanente da Santa Sede – não do Estado da Cidade do Vaticano – que exerce o posto de embaixador. RHM: C-344.

volta ao topo

ÁSIA E OCEANIA
DAO – Departamento da Ásia e Oceania (Anexo II, Sala 33)

DAOC I – Divisão da Ásia e Oceania I (Anexo I, Sala 734): Afeganistão, Austrália, Bangladesh, Butão, China, Estados Federados da Micronésia, Fiji, Guam, Kiribati, Ilha Christmas, Ilha de Pitcairn, Ilha Johnston, Ilha Niue, Ilha Norfolk, Ilhas Coco (ou Keeling), Ilha Cook, Ilhas de Wallis e Futuna, Ilhas Marianas do Norte, Ilhas Marshall, Ilhas Salomão, Ilha Wake, Índia, Maldivas, Midway, Mongólia, Nauru, Nepal, Nova Caledônia, Nova Zelândia, Palau, Papua Nova Guiné, Paquistão, Polinésia Francesa, Samoa, Samoa Americana, Sri Lanka, Tonga, Toquelau, Tuvalu, Vanuatu, Taiwan, Regiões Administrativas Especiais de Hong Kong (RAEHK) e de Macau (RAEM).

Nota: No dia 14/07/1944, a senhora Chiang (esposa do generalíssimo Chiang Kai Shek – presidente da República da China) chega a nossa capital, então Rio de Janeiro, para uma cura de repouso... A senhora Vargas determinou que fossem prestadas todas as homenagens e atenções das que é credora a eminente hóspede...

09/10/2000 – Série de 2 valores “Emissão Conjunta Brasil-China” – Comemoração aos 25º Anos de Relações Diplomáticas entre os dois Países... Com valor facial de R$ 0,27 centavos de reais cada, os dois selos mostram: Máscara Brasileira e Boneco Chinês. Artista: Luciana Hirata / Yen Bingwu. Tiragem: 10.000.020. Scott: 2767/2768. RHM: C-2343/C-2344.

05/11/2009 – Quadra “Relações Diplomáticas Brasil-Hong Kong – Futebol” (Diplomatic Relations Brazil-Hong Kong – Football), com valor facial de R$ 1,05 reais cada, os selos retratam o futebol, e suas duas forças motrizes – os jogadores, e seu instrumento de trabalho: a bola. Ao centro da quadra, ela aparece dourada, como um troféu, a mola mestra e razão de ser desse esporte. Os selos mostram quatro atletas em ação, tendo, ao fundo, nos selos de cima, o verde, cor dominante na bandeira do Brasil, e, abaixo, o vermelho, dominante na bandeira de Hong Kong. Eles homenageiam, respectivamente, o futebol brasileiro e o futebol do extremo oriente. Edital: nº 26. Arte: Wong Chun-Hong (Mr.). Picotagem: 11,5 × 12. Tiragem: 600.000 blocos. Impressão: Ofsete. Folha: 24 selos. Papel: Cuchê gomado. Locais de lançamento: São Paulo e Hong Kong.

DAOC II – Divisão da Ásia e Oceania II (Anexo I, Sala 318): Brunei, Camboja, Cingapura, Coreia do Norte, Coreia do Sul, Filipinas, Indonésia, Japão, Laos, Malásia, Myanmar, Tailândia, Timor Leste, Vietnã.

30/10/2009 – Série de 2 valores Emissão Conjunta “Relações Diplomáticas: Coreia do Sul – Pontes” (Diplomatic Relations Series – South Korea – Bridges), com valor facial de R$ 1,05 reais cada, os selos focalizam duas obras-primas da engenharia nacional da Coreia do Sul e do Brasil, a Ponte Incheon (Incheon Bridge), localizada naquela nação asiática, e a Ponte Octávio Frias de Oliveira, a Ponte Estaiada, situada na capital do estado de São Paulo. No canto inferior esquerdo dos selos, destaca-se a logomarca do cinquentenário das relações diplomáticas entre as duas nações: 50º Brasil-Coreia. Edital: nº 25. Artista: Mrs. ROH Junghwa. Picotagem: 11,5 × 11. Tiragem: 600.000. Impressão: Ofsete. Folha: 24 selos. Papel: Cuchê gomado. Locais de lançamento: Brasília, São Paulo e Seul.

20/05/1959 – Selo “Visita do Presidente República da Indonésia, Achmed Sukarno”, com valor facial de Cr$ 2,50 cruzeiros (azulado), o selo mostra a figura de Sukarno (1901-1970) em trajes do país. Sukarno foi o primeiro Presidente da Indonésia, quando proclamou a independência de seu país, governando entre 1945 a 1968. Seus ideais políticos misturavam o Islamismo, Nacionalismo e Marxismo. Picotagem: 11½. Tiragem: 5.000.000. Impressão: Rotogravura. Filigrana: (Q) Correio Estrela Brasil (5 mm). Yvert: 672. Scott: 889. Michel: 954. RHM: C-432.

29/05/1995 – Selo “100 Anos de Amizade Brasil-Japão”, com valor facial de R$ 0,84 centavos de reais, o selo mostra um laço, as duas flores símbolos dos países (ipê-amarelo e cerejeira) e as bandeiras estilizadas do Brasil e do Japão. RHM: C-1942.

25/05/1967 – Selo “Visita dos Príncipes Herdeiros do Japão, Akihito e Michiko”... Com valor facial de Cr$ 0,10 centavos de cruzeiros (vermelho/preto)... RHM: C-570.

17/04/2009 – Série de 2 valores “Relações Diplomáticas entre Brasil e Tailândia” (Diplomatic Relations Series Thailand), com valor facial de R$ 2,35 reais cada, os selos registram duas riquezas da flora tropical, uma do Hemisfério Sul: duas espécies de Bromélias da Mata Atlântica (Aechmea disticantha e Vriesea ensiformis), e a outra do Hemisfério Norte: a orquídea rabo-de-raposa-branca (Rhynchostylis gigantea), representando a Tailândia. Assim como dois exemplos singulares da arquitetura de ambos os países: a Catedral de São Pedro de Alcântara, localizada em Petrópolis, área de Mata Atlântica, na região serrana no estado do Rio de Janeiro (Brasil) e o Salão do Trono Dusit Maha Prasat, situado na capital Bangcoc (Tailândia). Edital: nº 8. Foto: Takumi Yoneda / Hélio Flávio Messias / Embaixada da Tailândia. Arte final: Miriam Guimarães, ECT. Picotagem: 12 × 11,5. Tiragem: 600.000. Folha: 30 selos, sendo 15 de cada. Papel: Cuchê gomado. Locais de lançamento: Brasília/DF e Petrópolis/RJ.

volta ao topo

ORIENTE MÉDIO E ÁSIA CENTRAL
DOMA – Departamento do Oriente Médio e Ásia Central (Anexo II, 3° Andar)

DOM I – Divisão do Oriente Médio I (Anexo I, 6º andar, Sala 602): Autoridade Nacional Palestina, Egito (relações com o mundo árabe), Israel, Jordânia, Líbano, Síria.

DOM II – Divisão do Oriente Médio II (Anexo I, 6° Andar, Sala 605): Arábia Saudita, Bareine, Catar, Emirados Árabes Unidos, Iêmen, Irã (não está na página do MRE) Iraque, Kuaite, Omã.

DASC – Divisão da Ásia Central (Anexo I, 6° andar, Sala 603): Cazaquistão, República Quirguiz, Tadjiquistão, Turcomenistão e Uzbequistão.

SÉRIE RELAÇÕES DIPLOMÁTICAS: BRASIL-EGITO

18/07/1966 – Selo “Visita do Presidente de Israel, Sr. Zalman Shazar”, com valor facial de Cr$ 100 cruzeiros. Picotagem: 11½ × 11. Tiragem: 5.000.000. Impressão: Rotogravura. Filigrana: (Q) Correio Estrela Brasil (5 mm). Yvert: 800. Scott: 1021. Michel: 1111. RHM: C-551.

05/05/1965 – Selo“Visita de sua Majestade Mohammad Reza Shah Pahlevi do Irã”, com valor facial de Cr$ 120,00 cruzeiros (avermelhado), o selo mostra a figura do Xá (Rei) Mohamed Reza Pahlevi (1919-1980) de perfil. Picotagem: 11½. Tiragem: 5.000.000. Impressão: Rotogravura. Filigrana: (Q) Correio Estrela Brasil (5 mm). Yvert: 772. Scott: 998. Michel: 1075. RHM: C-525 (a. papel marmorizado).

15/12/2002 – Série de 2 valores “100 Anos de Relações Diplomáticas entre a República Islâmica do Irã e a República Federativa do Brasil – Cerâmicas Iraniana e Brasileira” (100 Years of Diplomatic Relations between the Islamic Republic of Iran and the Federative Republic of Brazil – Iranian and Brazilian Ceramics), com valor facial de R$ 0,60 centavos de reais cada, os selos representam a influência cultural da imigração no Brasil. As imagens utilizadas – os tapetes e as cerâmicas – estão fortemente presentes na cultura dos dois países. Para dar unidade à série, as cerâmicas e os tapetes foram utilizados dentro de um mesmo padrão visual. As bandeiras entrelaçadas simbolizam as relações entre os dois países. Edital nº 36. Artista: Isabel Persijn. Picotagem: 11,5 × 12. Tiragem: 1.600.020 selos, sendo 800.010 selos de cada motivo. Impressão: Ofsete. Folha: 30 selos. Papel: Cuchê gomado. Locais de lançamento: Teerã/Irã e Brasília/Brasil.

12/05/1954 – Selo “Visita do Presidente da República Libanesa, Camille Chamoum”, com valor facial de Cr$ 1,50 cruzeiros. Picotagem: 11½ × 11. Tiragem: 1.000.000. Impressão: Rotogravura. Yvert: 570. Scott: 782. Michel: 839. RHM: C-338.

21/11/2003 – Selo “Relações Diplomáticas e Culurais Brasil-Líbano

05/05/2009 – Selo “Relações Diplomáticas Líbano: Beirute – Capital Mundial do Livro 2009” (Diplomatic Relations Lebanon – Beirut Worldwide Capital of the Book 2009), com valor facial de R$ 2,35 reais, o selo apresenta, no canto inferior direito, a imagem de Gibran Khalil Gibran e, ao lado, em destaque, uma frase desse renomado escritor libanês, que possui uma obra universal, estimada em todos os continentes: “A sabedoria é a única riqueza que os tiranos não podem expropriar”. Os livros, no canto esquerdo, e a vista parcial da capital libanesa, ao fundo, remetem à indicação de Beirute, pela UNESCO, como Capital Mundial do Livro 2009. Edital: nº 9. Arte: Edson Cláudio B. Neiva. Picotagem: 11,5 × 12. Tiragem: 600.000. Impressão: Ofsete. Folha: 30 selos. Papel: Cuchê gomado. Locais de lançamento: São Paulo e São José do Rio Preto.

“SÉRIE RELAÇÕES DIPLOMÁTICAS: BRASIL-SÍRIA – HISTÓRIA E TURISMO”

volta ao topo

ÁFRICA
DEAF – Departamento da África (Anexo I, 3° Andar, Sala 336)

DAF-I – Divisão da África I (Anexo I, Sala 323) – África Ocidental, Central e do Norte: Benin, Burkina Faso, Camarões, Chade, República do Congo, Costa do Marfim, Gabão, Gâmbia, Gana, Guiné (Conacri), Guiné Equatorial, Libéria, Mali, Marrocos, Mauritânia, Níger, Nigéria, Senegal, Serra Leoa, Togo.

DAF-II – Divisão da África II (Anexo I, Sala 320) – África Austral: África do Sul, Angola, Botsuana, Cabo Verde, Comores, Guiné-Bissau, Lesoto, Madagascar, Malauí, Maurício, Moçambique, Namíbia, São Tomé e Príncipe, Seicheles, Suazilândia, Zâmbia, Zimbábue (assuntos referentes a Comunidade de Países de Língua Portuguesa – CPLP).

DAF-III – Divisão da África III (Anexo I, Sala 322) – África Oriental e Setentrional: Argélia, Burundi, Djibuti, Egito, Eritreia, Etiópia, Líbia, Quênia, República Centro Africana, República Democrática do Congo, Ruanda, Somália, Sudão, Tanzânia, Tunísia, Uganda.

31/01/1961 – Selo “Visita de S. M. Imperador da Etiópia Hailé Selassié I”.

28/04/1961 – Selo “Visita do Ministro do Exterior Afonso Arinos à Àfrica e Independência do Senegal 1960/61”, com valor facial de Cr$ 27,00 cruzeiros, o selo mostra a rota de viagem entre os dois continentes. Picotagem: 11½ × 11. Tiragem: 5.000.000. Impressão: Rotogravura. Filigrana: (Q) Correio Estrela Brasil (5 mm). Yvert: 703. Scott: 920. Michel: 1002. RHM: C-461 (parece que há na variedade: papel marmorizado).

19/09/1964 – Selo “Visita do Presidente do Senegal, Léopold Sédar Senghor”, com valor facial de Cr$ 20,00 cruzeiros, este selo também foi impresso em papel marmorizado... Picotagem: 11½ × 11. Tiragem: 5.000.000. Impressão: Rotogravura. Filigrana: (Q) Correio Estrela Brasil (5 mm). Yvert: 762. Scott: 981. Michel: 1059. RHM: C-514.

“SÉRIE RELAÇÕES DIPLOMÁTICAS: MALAUÍ” / “SÉRIE RELAÇÕES DIPLOMÁTICAS: ZÂMBIA”

volta ao topo

O Quadro Geral de Regime de Vistos, publicado no Portal Consular, é válido para a Entrada de Estrangeiros no Brasil. Os cidadãos brasileiros interessados em viajar ao exterior devem consultar a repartição consular do país estrangeiro antes de viajar... Entretanto e, geralmente, o regime de visto também atua inversamente...

VISTO – PASSAPORTE COMUM

Abaixo, lista de países do Ministério das Relações Exteriores, copiada do Quadro Geral de Regime de Vistos para o Brasil (de 07/07/2007), na qual os brasileiros portadores de passaporte comum (viajando a turismo) precisam ou não de visto...

Fontes:
Ministério das Relações Exteriores – www.mre.gov.br
Polícia Federal – www.dpf.gov.br/web/servicos/tabvisto2110.htm
Portal Consular – www.portalconsular.mre.gov.br

Ingresso permitido com Cédula de Identidade Civil e dispensa de visto por até 90 dias em países da América do Sul:
Argentina, Bolívia, Chile, Paraguai, Peru e Uruguai.

DISPENSA DE VISTO POR ATÉ 60 DIAS: Venezuela

DISPENSA DE VISTO POR ATÉ 90 DIAS:

ÁfricaÁfrica do Sul, Marrocos, Namíbia e Tunísia

AméricasBahamas, Barbados, Colômbia, Costa Rica, Equador, Guatemala, Guiana, Honduras, Panamá, Suriname e Trinidad e Tobago

ÁsiaCoreia do Sul, Filipinas, Israel, Macau, Malásia, Tailândia e Turquia

EuropaAlemanha, Andorra, Áustria, Bélgica, Bulgária, Croácia, Dinamarca, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Finlândia, França, Grã-Bretanha, Grécia, Hungria, Irlanda, Islândia, Itália, Liechtenstein, Luxemburgo, Malta, Mônaco, Noruega, Países Baixos (Holanda), Polônia, Portugal, República Tcheca, San Marino, Suécia, Suíça e Vaticano

OceaniaNova Zelândia e Vanuatu

Nota: Visto concedido sobre “laissez-passer” brasileiro – Butão, República Centro-Africana e Taiwan

PAÍSES QUE BRASILEIROS PRECISAM DE VISTO:

África – Angola, Argélia, Benin, Botsuana, Burkina Faso, Burundi, Cabo Verde, Camarões, Chade, Comores, Congo, Congo (ex-Zaire), Costa do Marfim, Djibuti, Egito, Eritreia, Etiópia, Gabão, Gâmbia, Gana, Guiné, Guiné Bissau, Guiné Equatorial, Lesoto, Libéria, Líbia, Madagáscar, Malaui, Mali, Maurício, Mauritânia, Moçambique, Niger, Nigéria, Quênia, Ruanda, São Tomé e Príncipe, Senegal, Serra Leoa, Seychelles, Somália, Suazilândia, Sudão, Tanzânia, Togo, Uganda, Zâmbia e Zimbábue

Nota Guiné-Bissau: Passaporte com visto e cartão de vacina internacional. Passageiros podem adquirir visto de entrada no aeroporto internacional Osvaldo Vieira.

Américas – Antígua e Barbuda, Belize, Canadá, Cuba, Dominica, El Salvador, Estados Unidos, Granada, Haiti, Jamaica, México, Nicarágua, República Dominicana, Santa Lúcia, São Cristóvão e Nevis, São Vicente e Granadinas

Ásia – Afeganistão, Arábia Saudita, Armênia, Azerbaijão, Bangladesh, Bareine, Brunei, Camboja, Catar, Cazaquistão, China, Cingapura, Coreia do Norte, Emirados Árabes, Geórgia, Hong Kong, Iêmen, Índia, Indonésia, Irã, Iraque, Japão, Jordânia, Kuaite, Laos, Líbano, Maldivas, Mongólia, Myanmar, Nepal, Omã, Palestina (Autoridade), Paquistão, Quirguízia, Síria, Sri Lanka, Tadjiquistão, Timor Leste, Turcomenistão, Uzbequistão e Vietnã

Europa – Albânia, Belarus, Bósnia, Chipre, Estônia, Federação Russa, Letônia, Lituânia, Macedônia, Malta, Moldávia, Romênia, Sérvia e Montenegro e Ucrânia

Oceania – Austrália, Cook, Fiji, Kiribati, Marianas, Marshall, Micronésia, Nauru, Papua Nova Guiné, Salomão, Samoa Ocidental, Tonga, e Tuvalu

Entrada principal !
Última atualização: 07/04/2013.
volta ao topo

BRASIL
PAÍSES AMERICANOS